quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Estação Primavera-Interlagos

Trem alemão série 3000 na estação Primavera-Interlagos

Por Diego Silva
Pesquisa: Site Estações Ferroviárias

Pertencente ao Ramal de Jurubatuba (que na verdade era a válvula de escape da Estrada de Ferro Sorocabana para chegar à Santos, via Evangelista de Souza), Interlagos pode ter sua história contada em três partes: a estação original, a segunda parada de madeira e atualmente. Vamos relembrar e conhecer um pouco sobre ela.

ORIGEM DO NOME
Em 1920, o engenheiro britânico Louis Romero Sanson adquiriu terras entre as represas Billings e Guarapiranga. Seu plano era construir um resort para a elite paulistana da época. Para isso, contou com a ajuda do arquiteto francês Alfred Agache, que achou toda a região muito parecida com um lugar chamado Interlaken, na Suíça. Daí o nome Interlagos. Outro fato curioso é que, durante a construção do bairro balneário, Sanson teve que interromper as obras devido à quebra da bolsa de valores dos Estados Unidos. Uma década depois, ao retomar a construção do sonhado bairro, houve um gravíssimo acidente numa corrida de carros (que tinham grande sucesso na época, por ocorrerem na rua), tornando clara a necessidade de se ter um autódromo para prática de tal esporte. Em uma parceria com o Automóvel Clube do Brasil, Sanson priorizou a criação e construção de um circuito na Cidade Balneário, o que deu origem ao autódromo de Interlagos, em um traçado que fez inspirado nas pistas de Indianápolis, nos Estados Unidos, Brooklands, na Inglaterra, e Monthony, na França.

A ESTAÇÃO
Estação Interlagos da EFS (Coleção Moyses Lavander)
Segundo registros de época, a estação de Interlagos foi uma das primeiras 'estações definitivas' a serem construídas na nova linha, em meados de 1958. Era um pátio de manobras e cruzamento de trens. 

Na imagem, raríssima, podemos observar que a estação nada mais era que uma plataforma e um vagão de madeira improvisado, além de um banco para espera dos trens. Essa estação, original, durou até 1970 aproximadamente, tendo sido demolida.

A nova estação Interlagos foi construída em local diferente da estação original, sendo erguida um pouco mais ao norte.

Trem Toshiba em Interlagos (Foto de Rafael dos Santos Silva)
A segunda estação de Interlagos foi construída ainda nos anos 1990. Tratava-se de duas plataformas de madeira, em partes cobertas, que eram alcançadas por escadas também de madeira. o trecho era todo em via singela, salvo na região das estações, onde havia duplicação (o que permitia cruzamento de trens). 
Durou até 2001, quando já sob administração da CPTM, foi fechada e demolida 'por motivos de segurança'. Até então, era atendida pelos trens japoneses Toshiba, que rodaram ainda na extensão de Amador Bueno.

A estação de Interlagos-nova, vista do alto, em 23/08/1998. Foto Ralph M. Giesbrecht

ATUALMENTE
Inaugurada em 2008, a estação Primavera-Interlagos é uma das mais modernas da CPTM. Conta com todos os itens de acessibilidade e conforto. Quando de sua inauguração (junto com Autódromo e Grajaú), encerrou de vez a baldeação que havia em Jurubatuba (os trens de Osasco vinham até esta, onde se trocava para os já acanhados trens japoneses que seguiam até a estação Varginha).

Siga o blog por email

Seguidores