sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Feliz 2011!


Caros seguidores e visitantes do blog CPTM em Foco, estamos encerrando o ano de 2010. Ano esse em que estivemos na ferrovia em quase todos os dias do ano, registrando quase 4 mil fotos, quase 300 vídeos. Ano em que inauguramos o blog... Sim, já estamos caminhando para um ano de publicações e informações... E a CPTM nos acolheu, juntamente do Metrô, em nossas viagens e aventuras sobre trilhos. Quase que diariamente, passamos aqui para deixar um pouco do que acontece no sistema de transporte sobre trilhos para todos vocês, e espero ter contribuído nesse ano, com informações úteis. Após um ano onde, literalmente, vivemos sobre trilhos, venho desejar a todos vocês que acompanham nosso trabalho, seja desde o principio, seja desde agora, um FELIZ 2011, com muita paz, muita felicidade e prosperidade. Espero receber visitas de todos vocês no próximo ano, em que estaremos com uma nova estrutura nessa página, mais leve e atraente. E também vamos inaugurar o novo blog, que está em fase de testes. Então, ficam os votos de um ano novo próspero para todos vocês, e o agradecimento pelas visitas, comentários e participações no nosso blog. Até o ano que vem!

Curta nossa página no Facebook: http://www.facebook.com/cptm.emfoco

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

CPTM e Metrô vão operar ininterruptamente na virada de ano

As principais linhas do sistema metro-ferroviário irão funcionar ininterruptamente durante os dias 31 de dezembro e 1° de janeiro em São Paulo. Confira os horários.

CPTM
As linhas 7-Rubi (Luz-Francisco Morato), 8-Diamante (Julio Prestes-Itapevi), 10-Turquesa (Luz-Rio Grande da Serra), 11-Coral (Luz-Estudantes) e 12-Safira (Brás-Calmon Viana) vão operar ininterruptamente na madrugada do dia 1º de janeiro, com intervalos de 15 minutos entre as composições.
Todas as estações dessas linhas estarão abertas para embarque e desembarque até 1h do dia 1º de janeiro. Após esse horário, o embarque só poderá ser feito nas seguintes estações que fazem integração gratuita com o Metrô: Brás, Luz e Barra Funda. As demais continuarão funcionando somente para desembarque. Em caso de aumento da demanda, a frota de trens será reforçada

Metrô
As linhas 1-Azul (Jabaquara - Tucuruvi), 2-Verde (Vila Prudente - Vila Madalena) e 3-Vermelha (Corinthians/Itaquera - Palmeiras/Barra Funda), vão operar ininterruptamente na madrugada do Réveillon. Suas estações estarão abertas para embarque e desembarque até às 2h da manhã do dia 1° de janeiro.
Na Linha 2- Verde, após esse horário, as estações Paraíso, Brigadeiro e Consolação ficarão abertas para embarque e desembarque, enquanto as demais funcionarão somente para desembarque. A Estação Trianon-Masp fechará às 19h do dia 31 de dezembro e reabrirá às 4h40 do dia 1º de janeiro.
A frota de trens será reforçada e haverá aumento do efetivo de agentes de segurança e de empregados nas estações. A orientação da empresa é que os usuários adquiram antecipadamente seu bilhete tanto na ida quanto na volta.
A Linha 1- Azul contará com uma frota de 9 trens e intervalo de 8 minutos; Linha 2- Verde, 8 trens e 6 minutos; e a Linha 3- Vermelha, 9 trens e 8 minutos. A quantidade de trens poderá ser ampliada e o intervalo entre trens reduzido de acordo com a demanda. A Linha 5- Lilás funcionará em seu horário habitual, das 4h40 até a meia-noite.
 

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Sérgio Avelleda: O Melhor presidente da CPTM

Sérgio Henrique Passos Avelleda, nascido em 30 de março de 1971, formado em direito pela PUC de Campinas e pós-graduado em MBA executivo pela Insper, presidiu a CPTM de 2007 a 2010. Nesse período, Sérgio fez várias intervenções na companhia, que deram um novo fôlego no transporte de passageiros de São Paulo. Antes de assumir a CPTM, Avelleda era funcionário do Metrô de São Paulo, e ao assumir a presidência, encontrou uma companhia em desenvolvimento, ainda com certos desafios a serem cumpridos, mas enfrentou todos. Durante esse período de sua administração, podemos citar grandes e efetivas melhorias, sendo algumas delas:

- Modernização de 34 trens da CPTM, de diversas linhas
- Construção de 7 novas estações
- Aquisição de 48 novos trens
- Unificação do Centro de Controle Operacional
- Programa Usuário Amigo
- Visitas Institucionais
- Programa Dirigente de Plantão
- Ciclovia do Rio Pinheiros
- Nova identificação visual da CPTM
- Aproximação CPTM e Usuário
- SMS Denúncia
- Expresso Turístico
- Ciclista Cidadão
- Câmeras de vigilância em todas as estações
- Implantação de câmeras a bordo dos trens
- Padronização de frota para 8 carros (em implantação)
- Cobertura total de grande parte das estações
- Redução significativa do intervalo entre os trens
- Acessibilidade

Um fator determinante na administração de Sérgio Avelleda foi o contato. Em nenhum outro momento da CPTM, um presidente foi tão acessível e compreensivo com a população usuária quanto Avelleda foi durante sua administração. Funcionários sempre elogiaram sua postura, e sempre frisaram que o presidente chegava nas estações de trem, e não de carro como os anteriores faziam. Sérgio Avelleda optou pela simplicidade, viu que usuário é prioridade, e não a  imagem da companhia lá fora. Atendeu diversas vezes contatos de fãs da CPTM (inclusive, participei de uma reunião), e sempre deixou claro que todos somos bem-vindos na CPTM. Isso fez e ainda faz de Sérgio Avelleda o melhor presidente da história da CPTM. Nesses 18 anos de companhia, em nenhum momento vi qualquer outro presidente fazer o que o Sérgio fez, e gostaria muito que ele permanecesse na presidência da CPTM. Mas isso não cabe a nós, infelizmente.
Então, em nome de todos os usuários, fãs e admiradores da CPTM, agradeço ao senhor, Sérgio Avelleda, por tudo o que fez por nós que utilizamos os trens todos os dias. Sua administração ficará marcada pelo trabalho e pela simplicidade! Parabéns por todo o trabalho realizado, e esperamos seu retorno um dia!

Durante inauguração da nova estação Tamanduateí, junto do presidente Sérgio Avelleda e do amigo Luis Fernando

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

CPTM responde sobre a extensao da Linha 8

Caros seguidores, algumas semanas atras, usuarios da extensao da linha 8-diamante nos fizeram uma reclamaçao formal sobre a paralisaçao das obras, e tambem sobre o pessimo trabalho realizado pela empresa responsavel pela operaçao PAESE. Pois bem, entramos em contato com a CPTM, para saber o que de fato acontece na extensao, que tem prazo de entrega em novembro de 2011 com nova linha em bitola larga, novo sistema de energia, reconstruçao das estaçoes e novos trens. Foi enviado um email com a manifestaçao, e a empresa retornou uma ligaçao a mim, para colher mais detalhes sobre o que ocorria. Passado os detalhes, foram averiguadas as causas, e de acordo com a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, a empresa responsavel pela obra da extensao ja esta contratada, e promete entregar a obra no segundo semestre de 2011. Nao foi comentado sobre a empresa responsavel pelo PAESE. Vamos esperar mais algumas semanas, e iremos ate a extensao da linha 8-diamante conferir se as obras estao mesmo em andamento. Do contrario, entraremos com uma nova reclamaçao. Que fique claro uma coisa: nao sou usuario daquela linha, mas tambem desejo um transporte de qualidade para todos em Sao Paulo, e por isso, estou servindo de porta-voz da populaçao, levando os desejos e sugestoes do publico diretamente para a CPTM. Seria muito facil eu querer melhorias somente na linha que utilizo (10-turquesa), mas como eu citei: o que me interessa e um transporte de qualidade em todas as linhas. A CPTM nao e uma linha, e um sistema integrado sobre trilhos, com 6 linhas e 92 estaçoes. Queremos tudo funcionando perfeitamente, com qualidade e confiabilidade. E o minimo que a populaçao exige.


Clique na imagem para ampliar

Leiam a materia digitada sobre a extensao da Linha 8, clicando no link abaixo:
Descaso na extensao da linha 8 revolta usuarios 
 

domingo, 26 de dezembro de 2010

Rail Christimas Tour - Natal sobre trilhos

Caros seguidores... passado o natal, espero realmente que todos tenham estado felizes com suas famílias e amigos, que tenham curtido a noite. Eu curti ao meu modo, da maneira mais peculiar: viajando nos trens da CPTM. Realizamos um Natal sobre trilhos esse ano, partindo de Rio Grande da Serra as 16h25. Seguimos até Brás, onde integramos para a linha 12-Safira. Seguimos até São Miguel Paulista, na tentativa de fotografar um pouco a estação, antes que seja demolida. Inclusive, a nova já está em construção. Após alguns cliques com o celular, partimos a bordo do 5550 até Calmon Viana. Lá, seguimos para Estudantes, numa tour completa pelas linhas 11 e 12. Na volta, parada estratégica para clicar dois trens série 4400 em Mogi das Cruzes:
Embarcamos num 7000 que por ali passava, e rumamos até Luz, chegando ao centro de SP por volta das 21h. Ainda achava cedo, e por forças de circunstância, aproveitando a presença de um trem série 1700 ali, subi para Francisco Morato. Chegamos no ponto final da linha 7-Rubi as 22h, e já se notava alguns fogos de artifício sendo lançados pela população moratense. Embarcamos em outro 1700 que veio posteriormente, e curtimos uma grande viagem a bordo da composição 1702. Sozinhos dentro do primeiro carro, filmando a viagem noturna. Algo que é único para quem gosta do 1700. Após os 56 minutos a que se deve toda a viagem compreendida entre Francisco Morato e Luz, chegamos ao centro novamente, as 23h10. Por ventura, perdi um 2100 para Rio Grande da Serra, sendo que o próximo só deu as caras as 23h30. Ou seja, completos 56 minutos de viagem, chegaria em minha cidade após a virada da meia noite. Fato consumado: trem série 2100 #2119 estaciona na Luz, e partimos de volta para casa.
Exatamente a meia noite, estávamos nas proximidades da estação Guapituba. Eis que é Natal, e o projeto de passar essa data a bordo do trem se concretiza. Poucos usuários a bordo do trem, que sequer se olharam no ponto 0 do relógio. Normal, apesar de ser uma data tão festejada. Aliás, um clima bastante hostil tomou conta do trem durante sua viagem. Usuários se desentenderam por causa do volume de um aparelho sonoro, e geraram um clima bastante desagradável na composição. Além disso, alguns ambulantes ainda passaram, oferecendo bebidas, entre elas, cerveja. No fim, um sentimento bom de mais uma tour realizada, sozinho, mas feliz por ter feito mais um momento marcante na CPTM, e à moda antiga, já que tudo foi registrado com o celular, uma vez que nossa câmera quebrou. Esse foi o nosso Natal sobre trilhos, seguidores. Espero que o natal de todos que me acompanham tenha sido dos melhores! E semana que vem, estarei repetindo o feito, virando o ano no trem! Entraremos em 2011 viajando, porque nossa vida é nos trilhos da CPTM e nos túneis do Metrô, dia após dia, fazendo da vida uma história ferroviária!
Trem série 2100 #2119 em Rio Grande da Serra: 00h25

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Feliz Natal para todos!

Caros seguidores, é NATAL. Época de pararmos tudo, refletir um pouco sobre os bons momentos da vida, junto de amigos, familiares, pessoas que nos fazem bem... Hoje, uma data tão especial, venho até vocês deixar essa simples mensagem, com votos de felicidades, harmonia, paz e muita felicidade, tanto para vocês quanto para seus familiares. Ficam os votos do administrador do blog, para vocês, que são a principal base dessa página. Sem vocês que acompanham esse humilde trabalho, nada seríamos. Boas Festas!

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

CPTM irá entregar a Litorina como novo Expresso Turistico

Crédito da foto: Alexandre A. Pisciottano

A CPTM mais uma vez surpreende a todos, e irá apresentar hoje o mais novo veículo do Expresso Turístico. Trata-se de uma litorina Budd RDC, fabricada nos Estados Unidos na década de 1950. É uma automotriz movida á diesel, com amplo conforto e desempenho. Fabricada em aço inox, servia antigamente como trem de longa distância, rodando sozinha ou acoplada com outra unidade. Com isso, a CPTM ganha um reforço no Expresso Turístico, que hoje é oferecido com uma locomotiva Alco RS3 e mais dois carros de aço inox. Com a chegada da automotriz, o serviço pode acontecer em dois destinos simultaneamente, em um mesmo dia. Segundo boatos ainda não confirmados, essa litorina irá atender um possível novo trecho (Luz x Pindamonhagaba, ou Luz x Aparecida), ou mesmo reforçar outros destinos, como Luz x Mogi das Cruzes e Luz x Paranapiacaba. Estamos atrás de maiores notícias para passar a vocês que acompanham o blog. Fica aí o furo de reportagem para vocês. A RDC será apresentada hoje na Estação Luz, e já sabemos da presença de alguns ferroviários por lá nessa tarde.
Crédito da foto: Alexandre A. Pisciottano

Há pouco tempo atrás...
E pensar, caros seguidores, que algumas semanas antes, estivemos no pátio de Presidente Altino, e presenciamos a Litorina durante seu processo de reforma e restauração. No ano passado, pudemos adentrar nessa mesma Litorina, no pátio da Lapa.

 Em junho de 2009, em uma entrada no pátio da Lapa, pudemos presenciar essa mesma litorina, estacionada e fora de uso. Adentramos a mesma, e tiramos essas fotos que vocês conferem acima.

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Vá de trem e faça suas compras de Natal

Estação Brás é um dos lugares mais procurados para as compras de Natal

O fim de ano está chegando e, com ele, o período de comprar presentes de Natal. Para evitar os transtornos com o trânsito e ainda economizar e chegar mais rápido às lojas, a dica é ir de metrô ou trem. Afinal, o bilhete custa apenas R$ 2,65 e você tem diversas opções de lojas populares e centros comerciais próximos às estações do Metrô e da CPTM [Companhia Paulista de Trens Metropolitanos].

Confira abaixo um roteiro de compras com mais de 20 sugestões de onde achar os presentes bem perto das estações. E vá de trem ou metrô!

Para facilitar a viagem, clique aqui e imprima o mapa metropolitano com todas as linhas da CPTM e Metrô.

Comércio popular
Para chegar à Rua 25 de Março, é só descer na Estação São Bento [Linha 1-Azul] e pegar a saída da Ladeira Porto Geral. Se o objetivo é comprar equipamentos eletrônicos, uma boa pedida é a Rua Santa Ifigênia. Para chegar lá é só descer também na Estação São Bento, atravessar o viaduto e caminhar alguns minutos.

Já quem prefere as lojas do Bom Retiro, o caminho é descer na Luz [Linha 1-Azul, do Metrô; ou linhas 7-Rubi, 10-Turquesa, 11-Coral, da CPTM] pela saída Rua José Paulino e andar poucos metros.

O bairro do Brás também é uma boa opção para as compras de Natal. É só descer na Estação Brás [Linha 3-Vermelha, do Metrô; ou linhas 10-Turquesa, 11-Coral e 12-Safira, da CPTM].

Ao lado da Estação Largo Treze [Linha 5-Lilás] também há inúmeras lojas populares para quem mora ou visita a região.

Shoppings
No Metrô há quatro shoppings anexos às suas estações: Santa Cruz [Linha 1-Azul], Tatuapé, Boulevard Tatuapé e Corinthians-Itaquera [todos na Linha 3-Vermelha]. Para ir ao Shopping Pátio Paulista é só descer na Estação Paraíso [linhas 1-Azul e 2-Verde] e caminhar cerca de 900 metros. Na região central, uma das opções é o Shopping Light, próximo à Estação Anhangabaú [Linha 3-Vermelha].

Já na CPTM, na Linha 9-Esmeralda [Osasco-Grajaú], na zona sul, existem oito opções: Morumbi Shopping [Estação Morumbi], SP Market [Estação Jurubatuba], Shopping D&D [Estação Berrini], Market Place [Estação Morumbi], Shopping Iguatemi [Estação Cidade Jardim], Shopping Villa Lobos [estações Villa Lobos-Jaguaré ou Cidade Universitária], Shopping Eldorado [Estação Hebraica-Rebouças] e Osasco Plaza Shopping [Estação Osasco].

Pelas Linhas 7-Rubi [Luz-Francisco Morato-Jundiaí] e 8-Diamante [Julio Prestes-Itapevi-Amador Bueno], dá para chegar tranquilamente à Estação Palmeiras-Barra Funda e, dali, seguir para o Shopping West Plaza ou, andando um pouco mais, até o Bourbon Shopping.

Quem utiliza a Linha 10-Turquesa [Luz-Rio Grande da Serra] também pode aproveitar para fazer as compras de Natal no ABC Plaza [Estação Santo André], Mauá Plaza Shopping [Estação Mauá] ou Central Plaza [Estação Tamanduateí].

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Descaso na extensão da Linha 8-Diamante causa revolta em usuários

 Trem Série 4800, que prestava serviços na extensão da linha 8-Diamante
Caros seguidores, hoje vamos tratar de um assunto bastante delicado... Um usuário e seguidor do nosso blog fez uma denúncia bastante séria, que está ocorrendo na extensão da linha 8-Diamante (Itapevi - Amador Bueno). Segundo informações desse nosso seguidor, as obras da extensão, que deveriam estar em andamento, estão completamente paradas. Tudo o que aconteceu até agora foi a demolição das estações e a retirada de uma das vias. A via restante tem sido utilizada para passagem de trens de carga da ALL (América Latina Logística). Toda a extensão deveria ser revitalizada, com situações em que a via seria adaptada para 1,60m (atualmente é de 1m), as estações reconstruídas e novos trens a serem entregues devem circular.
Mas não é isso que vemos... O trecho compreendido entre as estações de Itapevi e Amador Bueno está sendo atendida provisoriamente por ônibus da empresa Benfica, no sistema PAESE. A reclamação maior desse serviço é a seguinte: No início da operação, os ônibus estavam em grandes quantidades, atendendo a população com intervalos curtos. Durante o período noturno, faltam ônibus para atender a população, que se queixou pela precariedade do serviço.
Banner informando sobre a paralisação do trem no trecho de extensão

De acordo com o depoimento de um usuário, as 00h12, não havia ônibus para integração, sendo que o mesmo apareceu por volta das 01h10. O motorista segurou o ônibus em Itapevi até 01h32, afirmando haver de aguardar o último trem vindo de Júlio Prestes. Mas todo o tempo de espera, consignava várias viagens até Amador Bueno, afirma o usuário. O serviço, segundo testemunhas, está piorando a cada dia, e já está se equivalendo ao precário trem que prestava serviços na linha da extensão. Nesse dia, houve discussão ríspida entre o usuário e os seguranças, que quase chegaram as vias de fato. A CPTM e o governo do estado devem entregar todo o trecho no dia 01/11/2011, de acordo com a data que foi paralisada a circulação. Estivemos lá dois dias antes da paralisação, e encontramos um total descaso, mas com um informe em Itapevi e em Amador Bueno.
Dizem já por aqueles lados, que a integração irá retornar, com trens usados, em número de 2 ou 3 unidades, basicamente como era antes. Fica aí a indignação dos usuários da extensão da linha 8-Diamante, que estão sofrendo com a paralisação das obras. Esperamos que as obras sejam retomadas o quanto antes, e que tudo seja entregue no prazo correto. Tornamos essa postagem pública a pedido dos próprios usuários, que acompanham nosso blog, e pedem providências para as autoridades responsáveis.

domingo, 12 de dezembro de 2010

Governador realiza vistoria na Estação USP Leste, candidata a primeira estação de trem sustentável do mundo

A estação USP-Leste da CPTM, na Linha 12-Safira, que busca o registro como a primeira estação de trem do mundo sustentável, recebeu o governador de São Paulo, Alberto Goldman, e o Secretário dos Transportes Metropolitanos, José Luiz Portella, nesta quinta-feira [dia 9] para uma visita técnica. O selo internacional LEED [Liderança em Energia e Design Ambiental, do inglês Leadership in Energy and Environmental Design] é concedido por uma ONG norte-americana, a USGBC [United States Green Building Council], que certifica construções sustentáveis em todo o mundo.
Para atingir esse objetivo, a CPTM está realizando obras necessárias em para a obtenção da certificação LEED. Essas intervenções foram avaliadas por especialistas em sustentabilidade, contratados pela CPTM. Entre as ações, serão adotadas iniciativas que reduzam o consumo de energia em até 40%, a pintura do telhado da estação será substituída por uma que evita o aquecimento do ambiente interno e a implantação de um novo paisagismo que diminua os custos com irrigação.
Durante um ano, essas obras serão acompanhadas e monitoras pela organização internacional. Ao final deste período, atingida a pontuação necessária, a certificação será concedida à Companhia, que é responsável pela estação.

Estação USP-Leste
A estação USP-Leste, inaugurada em 2008, é uma das mais modernas das CPTM. Conta com conceitos de arquitetura inovadores e acessibilidade. A estação já adota medidas como a racionalização do uso de energia elétrica e reuso da água e paisagismo eficiente com baixa necessidade de irrigação e seus usuários já contam com bicicletário [270 vagas]. Com as adaptações previstas amplia-se o grau de sustentabilidade do edifício, qualificando-o pretendida certificação.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Expresso Turístico é premiado

Projeto foi escolhido entre as "melhores práticas" indutoras do turismo regional pelo Ministério do Turismo

O secretário-adjunto dos Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo, João Paulo de Jesus Lopes, e o presidente da CPTM,  Sergio Avelleda, receberam, nesta terça-feira [7], em Brasília-DF, o troféu "Roteiros do Brasil", obtido pelo projeto "Expresso Turístico". A iniciativa ficou entre as 26 escolhidas na I Chamada para a Premiação das Melhores Práticas dos 65 Destinos Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional - Estudo de Competitividade 2010, promovida pelo Ministério do Turismo.

As iniciativas voltadas ao fomento do turismo regional escolhidas foram distribuídas em 13 dimensões e variáveis consideradas no Estudo de Competitividade, realizado pela FGV, em parceria com o Ministério do Turismo e Sebrae. Foram selecionados 13 projetos em capitais brasileiras e 13 em não capitais e o Expresso Turístico se destacou na dimensão "Acesso" [no caso ferroviário] entre as melhores práticas nas capitais. A premiação será feita durante o evento "Inovações em Políticas Públicas do Turismo: Avanços e Desafios", realizado de 7 a 9 de dezembro, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães [Ala Norte], em Brasília.

Turismo nos trilhos
Sucesso entre o público pela grande procura e pelos altos índices de aprovação [mais de 90% dos usuários avaliam positivamente o serviço], o "Expresso Turístico", inaugurado em abril de 2009, tem como objetivo integrar pontos de interesse turístico localizados ao longo da malha ferroviária. Atualmente, há três opções de trajeto: Luz-Paranapiacaba [quinzenal, aos domingos], Luz-Jundiaí [semanal, aos sábados] e Luz-Mogi das Cruzes [quinzenal, aos domingos].

sábado, 4 de dezembro de 2010

Linha 9 - Esmeralda já conta com 8 novos trens

A CPTM entregou todos os 8 trens a que a linha 9-Esmeralda esperava. A licitação, ganha pela espanhola CAF, apresentava a entrega de 8 unidades de 8 carros, que foram entregues em tempo recorde. Com isso, todos os trens dessa linha estão rodando com 8 carros, já que até tempos atrás, rodavam unicamente com 4 carros (a exceção dos trens série 2100, que rodavam com seis carros). O trem escolhido a ser entregue pela CAF foi o modelo série 7000, que já vem sendo entregue desde março. Com isso, a frota da empresa continua crescendo a níveis chineses, sendo que é a única companhia ferroviária do país que vem investindo forte em sua frota, além de reformar e construir estações, com padrão de metrô. Talvez alguns usuários fiquem revoltados a lerem essa matéria, principalmente os das linhas 7-Rubi e 12-Safira, que irão receber 20 unidades série 7000 cada. Mas a linha 9 necessitava urgentemente de mais trens, e acabou recebendo o lote primeiro. Vale ainda considerar que tem um trem a mais lá, emprestado para suprir as necessidades. Até metade de 2011 esperamos estar com todos os 48 trens série 7000 rodando pelos trilhos paulistas.
Trem série 7000 #7041, o décimo primeiro entregue.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

CPTM receberá 400 trens até 2012, diz novo secretário de transportes

O indicado para a Secretaria de Transportes Metropolitanos de São Paulo, Jurandir Fernandes, informou que a expectativa do governo estadual é de que a conclusão da primeira fase da Linha 4 (Amarela) do Metrô será entregue no primeiro semestre de 2011. Depois de ter seu nome anunciado para o cargo, o futuro titular da pasta antecipou investimentos na Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) que, de acordo com ele, receberá entre 2011 e 2012 mais de 400 trens.
Ele ressaltou ainda que a expansão da Linha 2 (Verde) do Metrô já está com a licitação pronta. Segundo Fernandes, amanhã também serão abertas as propostas para a Linha 17 (Ouro), que ligará a região do Aeroporto de Congonhas ao Estádio do Morumbi, por meio de monotrilho.
Questionado, o secretário indicado disse que "não há dúvida" de que a Linha 5 (Lilás) do Metrô não ficará pronta até da Copa do Mundo de 2014. "Estamos preocupados com o desfecho da Linha 5", afirmou. "Nós queremos realmente verificar todas as possibilidades de adiantar o máximo possível a solução, seja para nova licitação, seja para equacionar o que já está lá." Depois de denúncia de que houve fraude na licitação dos lotes três a oito da Linha 5, os contratos foram suspensos até que investigações, abertas a pedido do governo de São Paulo, sejam concluídas.
O Ministério Público (MP) do Estado de São Paulo também recomendou hoje à presidência da Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) que não autorize o início da execução dos contratos referentes à licitação da linha 5. A medida seria adotada até que terminem as investigações da própria administração pública ou o inquérito civil instaurado pela Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social para apurar suposta fraude no processo licitatório. 
 
 
Diego Silva opina:
Seguidores, acho essas promessas muito sem fundamento. A começar: esse secretário não fez nada de interessante pela CPTM em sua administração anterior. O que muito fez foi comandar a reforma dos trens série 5550. Nada mais. Agora, prometer 400 trens num prazo de dois anos é algo muito compremetedor, uma vez que a CAF ainda não conseguiu entregar os 48 trens que foram prometidos até o fim desse ano, então, que história é essa de querer enfiar 400 trens na CPTM? Agora me respondam: onde vão colocar tanto trem? Falta linha, falta energia, falta sinalização, falta quase tudo para receber tantas composições! Esse novo secretário não tem 10% da visão que o atual tem (sr. José Luiz Portella). Portella sim, comandou uma revolução histórica nos trilhos paulistas, trazendo tecnologia e modernidade. Se preparem, porque vamos regredir muitos anos com o retorno desse secretário. E não fiquem surpresos se o blog for encerrado por censura. Sou muito a favor da permanência de Portella e de Sérgio Avelleda na CPTM. A evolução não ode parar!

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

A dura vida de um 1100

Trens série 1100 na Estação Luz. À esquerda, trem prestando serviços na linha 10, e a direita, na linha 7.
Caros seguidores, estava percebendo um fato entre usuários das linhas 7-Rubi e 10-Turquesa... Porque será que ninguém gosta do trem Série 1100, o nosso famoso ´milzinho` ? Depois de quase 60 anos de serviços prestados nas ferrovias paulistas, o que leva aos usuários odiar tanto um trem tão histórico para os paulistas? Adquiridos em 1957 pela EFSJ (Estrada de Ferro Santos a Jundiaí), o trem, de fabricação Budd, desembarcou no Brasil para compor a frota de trens das linhas suburbanas, até então de domínio da SPR.
Interior original do então série 101
Em caixas de aço inox, com formação básica de três carros (um carro motor, um carro reboque e um carro reboque com cabine de condução), tais trens começaram a operar logo em seguida, sendo muito utilizados nos trechos compreendidos entre Paranapiacaba e Jundiaí. Durante muitos anos, o série 101 foi utilizado em larga escala nessas vias, até que em meados de 1995, já na administração da CPTM, todos os trens foram recolhidos para modernização, revisão geral e troca da máscara facial.
 Máscara facial original de um 101. Na foto, a unidade 129 estacionada na Estação Luz.
Nessa reforma geral, o salão de passageiros foi remodelado, ganhando novo design. A cabine do meio foi retirada, tornando o trem unidade unicamente de 6 carros. A máscara facial, então de inox, foi substituída por uma máscara de fibra de vidro, com novo layout, maiores pára-brisas e novos faróis. Os pantógrafos, então do modelo ´balão`, foram trocados por um modelo mais convencional. A reforma de todas as unidades foi comandada por duas frentes: a Cobrasma, em consórcio com a CCC (Companhia Comércio e Construção) liderou a reforma dos carros ímpares, enquanto que a Mafersa liderou a reforma dos carros pares. Com isso, todos os trens foram renumerados, deixando os prefixos da série 101 e voltando como 1100.
Na imagem, o reformado trem série 1100 (1102), no pátio da Mafersa, em 1996
A reforma se estendeu até 1997, quando o último trem da série (1122-1123) foi entregue, pelas empresas responsáveis. Entre 1997 e 1998, esses trens circulavam unicamente na linha D (Luz x Rio Grande da Serra), prestando serviços esporadicamente na linha A (Brás x Francisco Morato). Em 1998, com o deslocamento da frota de 2100 para a linha D, os milzinhos foram realocados para a linha A, onde permanecem até os dias de hoje. Um dos episódios mais tristes de sua operação pós-reforma foi o tão noticiado acidente de Perus, em julho de 2000, quando a unidade 1103-1118 foi atingida em cheio por um trem série 1700 desgovernado. A unidade 1103 foi retirada de circulação, enquanto que o 1118 foi reformado novamente, e adaptado com dois carros de um trem série 1400, e voltou a circular.
Trem série 1100 #1122, na via central da Estação Ipiranga (linha 10). Treinamento de maquinistas nessa linha é bastante comum, utilizando a frota 1100.

Depois dessa breve história, o real motivo dessa postagem: porque o povo não gosta do milzinho? Certas vezes, ele aparece na linha 10-Turquesa (Luz x Rio Grande da Serra), e ao apontar na estação de Rio Grande da Serra, alguns usuários já reclamam, com ofensas e xingamentos, como por exemplo: ´lá vem esse trem velho de novo`, ´p****, lá vem essa m****`, ´vixe, lá vem o caco` ou mesmo deixam de embarcar, para aguardar o trem série 2100. Acho engraçado, porque até tempos atrás todo mundo viajava nesses trens sem problema nenhum, já que só tinha ele rodando por aqui. Agora que temos trem com ar-condicionado e conforto, ficam com escolhas e opiniões... Mas ainda tem os saudosistas... Para muitos usuários, o milzinho corre mais que o 2100, impressão percebida pelo CAF 2100 balançar muito menos que um 1100, e obviamente não se notar ruídos do motor.
Trem Série 1100 #1115, em uma de suas aparições na linha 10 (estação Pref. Saladino)
Na linha 7, não vemos diferenças... Os usuários reclamam igualmente dessa composição, alegando ser, como eles conhecem, ´´trem pequeno``. Fato, o 1100 conta com uma formação de 6 carros, o que desanima os usuários da linha 7, que tem como menina dos olhos o trem série 1700 ´mafersa`, e mais recentemente, o novo trem série 7000 (já apelidado de tartarugão, por suas constantes avarias). Mas, mesmo com tanta discriminação dos usuários, esse trem segue firme nas linhas da CPTM, sendo de grande utilidade em horários de pico e de vale. No pico, na linha 7, ele atende escala normal (Luz x Francisco Morato), e escala de loop (Caieiras x Palmeiras-Barra Funda). Um de seus maiores defeitos é a ventilação: os ventiladores instalados nas composições não são eficientes, além das janelas serem muito pequenas. Além disso, no verão ou em dias quentes, o trem se torna um forno. No frio, é excelente de viajar nele, já que se torna aconchegante e confortável. Sua principal qualidade é o tempo de operação, o que faz dele um dos trens unidade mais históricos do pais ainda em circulação, em plenas condições.
 Diego Silva com o trem série 1100 (1101-1102) em Jundiaí (31/05/2009)
Alguns entendidos de ferrovia eram a favor da reforma, porém, com a manutenção da máscara frontal original, dando um toque de classe ao trem. Há tempos, pensou-se em padronizar a frota Budd da CPTM (trens série 1100, 1400 e 1600), com máscaras iguais (atualmente, nota-se o padrão em trens 1400 e 1600 fase II). Mas enfim, seguidores...o milzinho é um bom trem, transportou gerações e gerações de famílias, trabalhadores de todos as épocas... e hoje, que temos tecnologia, rapidez e comodidade, infelizmente tal trem ficou obsoleto, sendo alvo de duras críticas por parte dos usuários. Ainda vemos as 22 unidades de 3 carros rodando, em 11 formações de 6 carros, na linha 7-Rubi, e para nós que vivemos na ferrovia, é um orgulho ter tal trem rodando, depois de tanto tempo, em nossas linhas. Vida longa ao trem série 1100!
Trem Série 1100 estacionando na Estação Luz, vindo de Francisco Morato

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

CPTM devolve 4 trens para a linha 10-Turquesa

Unidade 2102-2108, que rodava na linha 9, foi devolvida para a linha 10.

A CPTM realizou nas últimas semanas, uma movimentação logística de frota, entre as linhas 9-Esmeralda e 10-Turquesa. Na linha 9, haviam quatro trens série 2100, que auxiliavam nos horários de pico. Com a recente chegada de novos trens série 7000 para essa linha, os trens série 2100 foram devolvidos para a linha 10, que ganhou mais unidades para suprir sua demanda. Com isso, os intervalos da linha 10 estão sendo reduzidos gradativamente. Aproveitando a lacuna, a CPTM puxou mais duas unidades para reforma: 2121 e 2141 (as unidades acopladas á esses trens, 2126 e 2130 estão unidas), foram tirados de circulação essa semana, para serem desmontados e reformados por inteiro. Enquanto isso, as unidades 2102-2108, 2114-2137, 2104-2105 e 2148-2103 estão rodando nos trilhos da linha 10, voltando á suas origens. No pátio e oficina da Luz, a unidade 2112-2122 já está disponível para circular, recém saída da reforma. Faltam ainda alguns poucos testes para essa unidade retornar às suas atividades. Todos os trens devem passar por tal reforma, inclusive para modificação da identificação visual, que desde o ano passado passou a ser vermelha. Após a reforma, os trens estarão autorizados a circular por mais cerca de 20 anos. Existe a possibilidade de parte deles servirem como ´Expresso ABC`, plano que está em pauta no Governo do Estado, semelhante ao Expresso Leste, para escoar melhor a demanda dos usuários. O Expresso ABC sairia da estação Luz, ou de Palmeiras-Barra Funda, faria escala em Brás, Tamanduateí, São Caetano, Santo André e parada final em Mauá. Mas ainda não passa de projeto, e enquanto isso, a operação continua normal, sendo variável apenas em horários de pico, quando os trens operam no loop Mauá x Luz.
 Unidade 2136-2138, o quarto da série a sair da reforma e circular

domingo, 21 de novembro de 2010

A verdade sobre o trem Série 7000

Venho percebendo que muitos usuários, tanto da linha 7 quanto da linha 12 têm se queixado muito acerca do trem Série 7000. Em março, noticiamos com grande ênfase a chegada desse novo trem da CPTM, inicialmente na linha 12. Algumas semanas depois, encontramos o primeiro rodando na linha 7-Rubi. Conforme foram chegando, foram sendo distribuídos, mas o terceiro foi parar na linha 11-coral. Daí, começou a indignação dos usuários, reclamando que a linha 11-coral já tem os melhores trens da CPTM (trem série 2000, Expresso Leste), e que não precisavam de trens novos... Já temos cerca de 18 trens série 7000, e desse total, 2 unidades estão circulando na linha 11-coral. Recentemente, outros dois começaram sua operação na linha 9-Esmeralda. Mas enfim, o que acontece realmente com esses trens? Vamos tentar responder...

A CPTM, ao assumir o controle dos trens em SP, tinha muitos problemas com avarias de trens. Durante sua administração, foi adquirindo trens, e reformando a frota mais antiga. Durante a aquisição do trem série 7000, que faz parte do programa Expansão SP, ficou definido que seriam 40 unidades de 8 carros, a serem divididas entre as linha 7-Rubi (Luz - Francisco Morato) e 12-Safira (Brás-Calmon Viana). Havia uma licitação em aberto, para o fornecimento de 8 trens de 8 carros, para a linha 9-Esmeralda, também vencida pela CAF, que optou por fornecer esse lote também em trens série 7000. Com isso, passaram a ser 48 unidades de 8 carros a serem entregues para a CPTM. Com a chegada dos primeiros trens, começaram a sobrar composições, o que deixou algumas unidades ociosas. O que se optou fazer:

  • Na linha 7-Rubi, que conta com duas séries (1100 e 1700), a entrega está sendo mais demorada, já que esse trecho conta com trens de 8 carros (série 1700). Ou seja, a cada novo 7000 que chegar, a idéia é retirar um 1100. Mas ainda não acontece de fato, porque a demanda continua crescendo, e a quantidade de trens não é suficiente.

  • Na linha 9-Esmeralda, que acaba de receber os seus primeiros trens série 7000, existe a urgente necessidade de trens maiores para escoar a demanda, uma vez que todos os trens daquela linha rodam com 4 carros (séries 2000 fase II e 3000). Algumas unidades da série 2100 que rodavam por lá foram devolvidas para a linha 10-Turquesa, ainda restando duas unidades que ajudam no horário de pico.

  • Na linha 11-coral, os trens série 2000 estão passando por reforma e troca de identificação visual, então, dois trens série 7000 estão rodando lá emprestados, até que termine toda a operação de reforma dos série 2000;

  • Na linha 12-safira, havia uma grande gama de trens, de diferentes séries, que aos poucos estão sendo substituídos pelos trens série 7000. Algumas unidades mais antigas ainda rodam em maior número, já que a quantidade de trens novos ainda não está apta a suprir totalmente a demanda.

Então, caros usuários e seguidores, o trem série 7000 está realmente sendo alocado em várias linhas por real necessidade. Se até hoje o sistema suportou sem eles, agora que novos trens chegaram, estão sendo distribuídos para ajudar nas demandas normais. Mas até a chegada do último trem, fato que deve ocorrer até junho de 2011, tudo estará no seu melhor estado, já que até esse tempo todos os trens deverão estar rodando em suas respectivas linhas, sem falar que rodando em outras linhas, eles já fazem os testes de utilização que devem ser feitos, sem atrapalhar a circulação, como ocorreu no princípio da operação. A linha 7-Rubi deverá se despedir dos trens série 1100, que irão dar lugar a todos os trens série 7000, já que o padrão da CPTM é rodar com 8 carros, e o 1100 roda com seis. A linha 11-coral irá operar com dois trens série 7000 emprestados até o fim da reforma de todos os série 2000, e durante esse período, a mesma linha receberá 9 novas composições a serem entregues pela Alstom. A linha 12-safira, pouco a pouco, está padronizando sua frota. O maior número de trens série 7000 está lá, e trens mais antigos, como os série 1400 e 1600 pouco se vêem por lá, a não ser em horários de pico. A padronização ainda não se fez por conta dos série 4400, que ajudam muito por lá, inclusive na banda B da linha 11 (após o Expresso Leste, entre Guaianazes e Estudantes).
Em síntese, logo tudo estará em seu lugar, e os usuários poderão de fato viajar com mais conforto e segurança em trens novos.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

EIF irá fornecer locomotivas para a CPTM

A CPTM publicou no sábado passado (13) a classificação da EIF para o fornecimento e assistência técnica de quatro novas locomotivas diesel, equipadas para utilização em manobras e serviços de manutenção ao longo das vias. A EIF apresentou a melhor proposta comercial e técnica para fornecer máquinas diesel-elétricas de 2.000 HP.  A concorrência internacional foi do tipo menor preço. A CPTM não divulgou os valores apresentados.
De acordo com o edital, as locomotivas poderiam ser diesel-elétricas ou diesel-hidráulicas, com classe de disposição de eixos BB ou CC, bitola de 1.600mm e peso máximo por eixo de 19 toneladas. Elas devem estar equipadas com rádio de comunicação terra-locomotiva com antena; sistema de vigilância automática; registrador de eventos operacionais; ar condicionado quente e frio para a cabine de comando; aparelho para esquentar marmitas; compartimento fechado para ferramentas, EPIs e documentos técnicos; compartimentos – um em cada cabeceira da locomotiva – para acondicionamento de adaptadores de engates locomotivas-trem; e faroletes de serviço.
A empresa concorreu com a Schalker Eisenhütte Maschinenfabrik Gmbh, representada pela Emme2 Indústria, Comércio e Representação de Máquinas e Equipamentos Ltda.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Paramos para aguardar movimentação do trem à frente

Sinais vermelhos na estação Caieiras: segurança e distância entre dois trens deve ser mantida

Texto e imagem: Diego Silva

Atualmente, nos trens da CPTM, é muito comum pararmos próximos de estações ou nas mesmas, e ficarmos algum tempo parados, até que o maquinista emite o aviso público ´´paramos para aguardar movimentação do trem à frente``. Para os usuários, trata-se de uma perda de tempo, e vejo muitos se irritarem com tal situação. Mas para nós, que somos entendidos no assunto, trata-se de um procedimento necessário e seguro a ser feito. Quem tem carro, sabe que deve parar nos sinais vermelhos, e seguir nos verdes. Na ferrovia, é a mesma coisa. O sistema das linhas é monitorado por sinais, que mantém os trens em uma distância mínima de 450 metros um do outro. Se uma composição está em uma distância menor do que essa, automaticamente a unidade que estiver atrás irá encontrar um sinal vermelho à sua frente, e por procedimento, irá parar nesse sinal, até que a via seja liberada para sua continuidade. Em outros casos, temos também os trens cargueiros, que em determinados horários, dividem as linhas com a CPTM. Ou seja, se o trem está parado aguardando a movimentação de outro trem à frente, isso está sendo feito para a segurança de todos os usuários, para que não ocorra um acidente, e para que todo o carrossel em circulação naquele momento atenda os horários determinados de partida e chegada em todas as estações. Caso aconteça de um trem passar um sinal vermelho, automaticamente será aplicado o freio de emergência, e o maquinista necessitará de uma autorização do centro de controle para continuar a viagem, causando ainda mais transtorno aos usuários, e consequentemente aumentando o seu tempo de viagem. Por isso, caros usuários, se amanhã vocês ouvirem o aviso público da movimentação de trem à frente, saibam que tudo está sendo feito por segurança, para que todos cheguem ao seu destino com segurança.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

CPTM irá leiloar trens e materiais sucateados

A CPTM, no uso de suas atribuições, irá leiloar 55 carros de aço inox que estão sucateados nos pátios da companhia, situados na Luz, Lapa, Presidente Altino e no recuo da estação Jundiaí. O leilão, outrora dito que fora vencido pela Tramontina, irá acontecer no próximo dia 24 de novembro, às 14h, abrangendo carros de todas as séries, com e sem truques. O leilão será conduzido pela empresa Jordão leilões, e os lances iniciais por cada carro foi de R$ 500. Atualmente, cada carro está sendo leiloado por R$ 2400. Quem se interessar em ter o seu trem particular e participar do leilão, ou mesmo utilizar um grande gabarito de aço inox, deve visitar o site da Jordão Leilões (www.jordaoleiloes.com.br). É necessário se cadastrar no site para participar do leilão, que ocorrerá tanto online como presencial. O leiloeiro oficial desse evento será o senhor Eduardo Jordao Boyadjian, e para mais informações sobre o mesmo, liguem 11 3034-1839 / 3034-4539. Local do Leilão: Av. Fagundes Filho, 145 - (Auditorio do Leiloeiro) - Ao Lado do Metro Sao Judas - Sao Paulo - SP A lista de carros pode ser conferida no link abaixo:
http://www.leilaoonline.net/lotes.php?acao=lista&leilao=382&imprimir=1


Um pouco antes, no dia 22 de novembro, a CPTM irá leiloar um lote de materiais inutilizados. O lote se resume em 16 toneladas de limalha de ferro e aço; 5 toneladas de rolamento em geral; 12 toneladas de papel; 5 toneladas em sapatas; 2500 kg de mancal de bronze; 1500 kg de sucata de conjunto de vários metais; 20 unidades de motor trifásico em sucata; 3 toneladas de cobre sucateado; 79 toneladas de sucata ferrosa de via e dormentes de madeira. Para conferir a lista completa de materiais a serem leiloados, entre nesse endereço: 
http://www.leilaoonline.net/lotes.php?acao=lista&leilao=381
O leiloeiro será o mesmo do lote de carros em aço inox, e o telefone para informações é o mesmo.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Motorista morre ao colidir com trem da CPTM

O acidente ocorreu em uma passagem de nível da linha 8 - Diamante (Itapevi - Júlio Prestes), no município de Itapevi

O motorista de um Monza cinza morreu ao ser atingido por um trem da CPTM no município de Itapevi, na Grande São Paulo, por volta das 23h30 de ontem. O acidente ocorreu em uma passagem de nível da linha 8 - Diamante (Itapevi - Júlio Prestes), próximo à estação Engenheiro Cardoso, no Bairro Vila Aurora.

Antônio Alexandre Ferreira, de 46 anos, que dirigia o carro, chegou a ser levado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao pronto-socorro da cidade, mas não resistiu a ferimentos na cabeça provocados pelo engate do trem. No dia 10 de setembro, uma colisão entre um caminhão e o trem da CPTM, na mesma passagem de nível, deixou o motorista e o maquinista feridos.

Fonte: Ig último segundo.


Caminhão cai de Viaduto em Franco da Rocha

Segundo informações, um caminhão perdeu os freios em um viaduto localizado em Franco da Rocha, e o motorista do mesmo, a fim de evitar colisões com outros automóveis, pulou do caminhão, antes que esse saísse do viaduto, até que caísse ao lado da linha de trens da CPTM que passa ao lado. controle em um viaduto, na cidade de Franco da Rocha, e acabou caindo na linha 7-Rubi que passa logo abaixo.O motorista não sofreu ferimentos, e a circulação de trens está normal, não necessitando ser paralisada.


Fonte: Luis Fernando
Fotos: RaelRFF

sábado, 13 de novembro de 2010

Cobertura da Feira Negócios nos Trilhos 2010

Um evento de três dias, que mais pareceu de uma semana. É assim que começo essa postagem... Nossa participação na Feira Negócios nos Trilhos foi praticamente uma reserva. Larguei tudo na semana, para estar nos três dias do evento. Fui para a faculdade de corpo presente, porque o pensamento estava na feira (risos).
No primeiro dia, a ansiedade, de como estaria tudo, se haveriam empresas conhecidas, os brindes, as pessoas... Vamos contar um pouco para vocês como foram esses três dias de evento, e o que vimos por lá.

Abertura - 09 de novembro
No primeiro dia da feira, estava acompanhado de Luis Fernando, Amanda e Derick. Na fila do credenciamento, encontramos o Binho. Após conseguirmos a credencial, adentramos à feira e fomos visitando os estandes aos poucos. Com o mesmo layout da edição anterior, assim que entramos encontramos o estande da francesa Alstom, o que já mostrava que a feira não iria fugir muito do padrão anterior. Demos uma volta completa ao redor do espaço, e começamos a coleta de brindes, revistas e folhetos. Em questão de uma hora, já estavamos completamente carregados de sacolas. Parecia uma ida as compras no shopping (risos). Uma pequena pausa no estande da Alstom, para descansar, e nos foi servido um lanchinho. Após mais uma volta, deixamos nossos nomes em sorteios da Empretec (uma miniatura Frateschi, com uma locomotiva G12, um vagão tanque, um vagão plataforma e um vagão gôndola), e da Amsted Maxion (uma miniatura dupla de gôndolas). Paradas rápidas em alguns estandes para informações, mais coletas de brindes e pouco depois nos despedimos da Expo Center Norte, do primeiro dia da Feira. O primeiro dia rendeu muitos catálogos, revistas e até um mapa de trens turísticos...


Segundo dia - 10 de novembro
O segundo dia foi bem mais tranquilo. Já sabíamos que não haveriam grandes mudanças, e fomos mais calmos. Mas isso não significa que não voltamos com algumas coisinhas a mais. Nada tão exagerado como no primeiro dia, mas voltamos. Nesse segundo dia de evento, Derick e eu estávamos acompanhados de Vinícius Garcia e do Binho. Demos algumas voltas no evento, pegamos mais algumas coisinhas e não demoramos tanto. Encontramos por lá nesse dia, o amigo Ítalo, que também tem blog aqui conosco (www.vidasobretrilhos.blogspot.com), além do fotógrafo Wanderlei, amigo próximo do nosso outro parceiro Ricardo Guimarães, do blog Diário da CPTM (www.diáriodacptm.blogspot.com); Na volta, foi tudo mais tranquilo, já que o dia seguinte seria o derradeiro, ou seja, o último. Então, guardamos as energias para o final da festa.



Terceiro dia - 11 de novembro
O último dia do evento foi bastante interessante... Começamos indo até Francisco Morato, encontrar Vinicius Garcia e Márcio Vinicius. Subimos já na companhia do Luis Fernando. Ao chegar no evento, encontramos Derick, e fomos encontrados por Binho. E começamos a grande jornada atrás de mais lembranças do evento. Com um detalhe: dessa vez, ficamos até o final da feira... Muitas voltas e muitas informações, eis que chega a hora de alguns sorteios... Mas antes, uma curiosa apresentação de dança no estande da Faiveley, com quatro mulheres. Bastante atrativo, e uma pequena multidão se formou ali. Ao fim da apresentação, percebi que já havia passado a hora do sorteio da Empretec (miniatura Frateschi), e por ventura encontrei o Luis Fernando, que me informou que um tal Diego havia ganho. Fui verificar quem era, e chegando no estande, a grata surpresa: eu era o ganhador! \o/ Muita felicidade em ganhar minha primeira miniatura oficial de trem, e até havia comentado com o Derick que gostaria muito de ganhar aquela miniatura...

Evento a dentro, continuamos dando mais algumas voltas, encontrando conhecidos e demais ferroviários. Até que chegou a hora de fechar o evento... As 20h em ponto, deixamos o Expo Center Norte, felizes, carregados novamente de sacolas e artigos ferroviários... Esperamos que ano que vem, pela terceira vez, possamos estar presentes, em busca de novidades e brindes!


A feira Négocios nos Trilhos
O evento, em sua décima terceira edição, busca reunir empresas, construtoras e fabricantes, todas do setor ferroviário, num mesmo lugar, para tratarem de possíveis parcerias e negócios. Desde equipamentos, até o fornecimento de material rodante, é possível encontrar no evento pessoas de todos os lugares do mundo, entre eles, nós, os admiradores das ferrovias e trens. Vários estandes de países do exterior estavam novamente nesse evento, como a japonesa Hitachi, a francesa Alstom, a tcheca Faiveley... Novidades como dormentes de ´borracha`, molas, parafusos, puderam ser vistas na feira... Abaixo, algumas fotos do evento, que foi realizado na última semana, e contou com grande público.

 Estande da STM (Secretaria de Transportes Metropolitanos), de São Paulo. CPTM e Metrô.

 Compressor de ar da Faiveley

 Estande do grupo AeS

 Truque de vagões.

 Locomotiva ´´bitolinha``, da Estrada de Ferro Perus-Pirapora

 Protótipo do monotrilho da Bombardier, que circulará na extensão da linha 2 do Metrô SP

 Estande da Molas Aço

 Estande da Amsted Maxion

 Miniaturas de vagões gôndola, sorteados pela Amsted Maxion

Um motor da Kaeser compressores

 Eu, Luis Fernando, Binho, Derick e Denis, no estande da STM.

Saída do evento.


E essa foi a Feira Negocios nos trilhos... Esperamos poder comparecer no ano que vem, que ocorrerá nos dias 8, 9 e 10 de novembro. Quem puder ir, vá! Não irá se arrepender! Nessa última foto, as lembranças da feira. Não ficarei surpreso se não me deixarem entrar ano que vem, porque eu trago a feira quase toda para casa! (risos)

Siga o blog por email

Seguidores