sexta-feira, 23 de abril de 2010

Seguranças da CPTM impedem trabalho de fotografia de Diego Silva

Por Diego Silva

Seguidores, hoje venho mostrar para vocês o quanto é difícil trabalhar em prol da CPTM e desse blog. Na última quarta-feira, aconteceu a ´´Renegade Tour``, que tinha como objetivo a viagem até Amador Bueno, mas que foi forçada a parar em Itapevi. Estiveram presentes comigo nesse passeio: Derick Toshiba, Fábio, Luis Fernando e Felipe Navas. O fato que marcou esse passeio foi um segurança da CPTM (ASO = Agente de Segurança Operacional, ou simplesmente, PF), me retirar do trem Série 4800 (Toshiba da Linha 8 Diamante) em Itapevi, para me proibir de fotografar e filmar essa composição, que será extinta em breve, insinuando que meus amigos e eu seríamos terroristas e tal. É o cúmulo da falta de comunicação dentro da CPTM, uma vez que o regulamento de viagem permite fotografar e filmar os trens e estações, não sendo para fins lucrativos. Vocês conhecem o meu trabalho, não lucro nada por isso e faço por pura diversão, e vem um funcionário desinformado proibir um trabalho de memória ferroviária, incitando até que eu apagasse as fotos já clicadas?? O próprio presidente da CPTM, o senhor Sérgio Avelleda, conhece o meu trabalho, e me apoiou como admirador e fotógrafo da empresa, para um simples funcionário vir me coibir... Isso é no mínimo revoltante!!! Além de me tirar do trem (intervalos no feriado na extensão da linha 8: 1 hora), ainda tive que fornecer nome e RG, ficando numa situação constrangedora... Até quando vamos ter que sofrer com seguranças mal-preparados, que não conhecem as normas e regulamentos da empresa, que querem agir com a emoção em vez da razão, se passando por donos da CPTM? Se for para me proibir de fotografar trens, terão que proibir mais uma legião de fotógrafos existentes aqui em São Paulo, porque não sou o primeiro nem o último. Fica a revolta de ter perdido a oportunidade de fazer a viagem no trem toshiba, e a incapacidade de se trabalhar dignamente, conhecendo a forma de execução das leis da empresa. Revoltante!

8 comentários:

  1. Realmente foi um descaso com você! Não é novidade os seguranças acharem que são donos da CPTM, então, todos nós que fotografamos trens passamos por isso...

    ResponderExcluir
  2. Posso dizer q tive experiência semelhante. Uma das minhas postagens mostrou isso, quando houve um assalto e o cara fugiu num trem. Pois bem, o policial que estava no local foi mais gentil que o ASO. Ele, com educação e devido a minha proximidade do local do fato, pediu só pra que eu me afastasse. O ASO brandou em toda"sua autoridade" -Quebra a câmera dele!. Como se tivesse adiantado.Respeitei uma coisa: os rostos envolvidos. Mas, ele somente disse isso porque estava do outro lado da grade, queria passar por essa experiência na linha 8, aliás, queria combinar de voltar com vocês ao local e vamos sacar todas as cameras possíveis(até de celular e se tiver analógica também) e fotografar em Itapevi. Eu quero ver como esse ASO irá agir. Fora isso meu caro, o blog está muito bom, adorei as fotos do 1400. Cuide-se, em breve postarei sobre a "Concessão do Descaso", título da minha próxima postagem. Até!

    ResponderExcluir
  3. Agradeço o comentário, Ítalo! O fato que aconteceu em Itapevi foi muito constrangedor, porque o ASO mostrou total desprepraro e conhecimento acerca da CPTM. Foi o cúmulo ouvir que nós teríamos que apagar as fotos do toshiba, porque ele seria extinto e não poderíamos fazer divulgação. Isso mostra o quanto é difícil manter um hobby de se fotografar os trens e estações. Por essas e outras que a ferrovia no Brasil é tão desvalorizada. Mas um dia alguém vai se conscientizar desse nosso trabalho. Abraços ferroviários e apareça sempre!

    ResponderExcluir
  4. em primeiro lugar boa noite Italo. O segurança da cptm não é policial e sim um agente da cptm, tira essa de policia ok. Outro fator, valentia se resolve no ring e não com uma mão na arma e em bando assim como esses seguranças da cptm. Seria muito bom reconhecer alguns desse bandos de covardes que só sabem ser valentes e agressivos atrás dos muros da cptm. desencarna velho, sou amigo de policia, irmão de policia e neto de delegado. Nunca ouvi falar de policia na cptm e muito menos federal e sim, covardes e puxa-sacos. Esperamos reconhecer esses idiotas na rua. Abraço.

    ResponderExcluir
  5. Caro anônimo, concordo em partes com voce, apesar de achar um pouco exagerado seus comentários acerca dos seguranças da CPTM. Por algum tempo, meu pai também prestou serviços de segurança para a CPTM, e acredito friamente que nem todos os seguranças que prestam serviços para a companhia sejam puxa-sacos ou valentões. Claro, grande parte deles fazem esse papel, mas muitos são honestos e trabalhadores. O problema a ser resolvido realmente é a falta de informação, já que em várias estações somos impedidos de fotografar justamente porque os funcionários terceirizados e até mesmo os da CPTM não foram informados sobre a autorização de fotografias não comerciais.

    ResponderExcluir
  6. Em primeiro lugar boa tarde, a questão dos segurança nem todos são assim e muitos deles tem familia e filhos sou parte do grupo de segurança ajudamos pessoas tambem esse e o lado que ninguem fala

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde Anonimo. O assunto em tese aqui é a falta de informação que está cercando o corpo de segurança da CPTM. Pelo regulamento de viagem, e procedimentos operacionais, fotos e filmagens são permitidas desde que não seja para uso comercial. Todos sabem que eu não ganho qualquer valor pelas minhas fotos, e tudo o que faço é por pura diversão. A questão dos seguranças terem família e filhos é algo particular, e ajudar pessoas é da função de vocês. Além de proteger o patrimônio e as pessoas, nada mais além disso confere a função de vocês. Não sei se o anonimo é ASO da CPTM ou terceirizado, mas independente. A função de vocês é proteger, e não ficar querendo ser dono da situação nas estações. A CPTM é pública, ou seja, pertence a todos os usuários. Se pagamos pelo serviço, temos o direito de fazer praticamente tudo o que bem entendermos dentro dos limites. Claro, fazemos o bem, uma coisa é deteriorar o patrimonio, e outra completamente diferente é fazer o que fazemos: fotografar o patrimônio e divulgar para o mundo o orgulho que temos de nossos transportes! Pense nisso.

    ResponderExcluir
  8. Só quem utiliza os trens da cptm pode dizer que ha abuso por parte dos agentes,que é meu caso,faz dez anos que vejo implicancia por parte desses desqualificados,portanto pai age como pai dentro de casa,mas fora nunca se sabe o que se transforma.

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores