domingo, 21 de novembro de 2010

A verdade sobre o trem Série 7000

Venho percebendo que muitos usuários, tanto da linha 7 quanto da linha 12 têm se queixado muito acerca do trem Série 7000. Em março, noticiamos com grande ênfase a chegada desse novo trem da CPTM, inicialmente na linha 12. Algumas semanas depois, encontramos o primeiro rodando na linha 7-Rubi. Conforme foram chegando, foram sendo distribuídos, mas o terceiro foi parar na linha 11-coral. Daí, começou a indignação dos usuários, reclamando que a linha 11-coral já tem os melhores trens da CPTM (trem série 2000, Expresso Leste), e que não precisavam de trens novos... Já temos cerca de 18 trens série 7000, e desse total, 2 unidades estão circulando na linha 11-coral. Recentemente, outros dois começaram sua operação na linha 9-Esmeralda. Mas enfim, o que acontece realmente com esses trens? Vamos tentar responder...

A CPTM, ao assumir o controle dos trens em SP, tinha muitos problemas com avarias de trens. Durante sua administração, foi adquirindo trens, e reformando a frota mais antiga. Durante a aquisição do trem série 7000, que faz parte do programa Expansão SP, ficou definido que seriam 40 unidades de 8 carros, a serem divididas entre as linha 7-Rubi (Luz - Francisco Morato) e 12-Safira (Brás-Calmon Viana). Havia uma licitação em aberto, para o fornecimento de 8 trens de 8 carros, para a linha 9-Esmeralda, também vencida pela CAF, que optou por fornecer esse lote também em trens série 7000. Com isso, passaram a ser 48 unidades de 8 carros a serem entregues para a CPTM. Com a chegada dos primeiros trens, começaram a sobrar composições, o que deixou algumas unidades ociosas. O que se optou fazer:

  • Na linha 7-Rubi, que conta com duas séries (1100 e 1700), a entrega está sendo mais demorada, já que esse trecho conta com trens de 8 carros (série 1700). Ou seja, a cada novo 7000 que chegar, a idéia é retirar um 1100. Mas ainda não acontece de fato, porque a demanda continua crescendo, e a quantidade de trens não é suficiente.

  • Na linha 9-Esmeralda, que acaba de receber os seus primeiros trens série 7000, existe a urgente necessidade de trens maiores para escoar a demanda, uma vez que todos os trens daquela linha rodam com 4 carros (séries 2000 fase II e 3000). Algumas unidades da série 2100 que rodavam por lá foram devolvidas para a linha 10-Turquesa, ainda restando duas unidades que ajudam no horário de pico.

  • Na linha 11-coral, os trens série 2000 estão passando por reforma e troca de identificação visual, então, dois trens série 7000 estão rodando lá emprestados, até que termine toda a operação de reforma dos série 2000;

  • Na linha 12-safira, havia uma grande gama de trens, de diferentes séries, que aos poucos estão sendo substituídos pelos trens série 7000. Algumas unidades mais antigas ainda rodam em maior número, já que a quantidade de trens novos ainda não está apta a suprir totalmente a demanda.

Então, caros usuários e seguidores, o trem série 7000 está realmente sendo alocado em várias linhas por real necessidade. Se até hoje o sistema suportou sem eles, agora que novos trens chegaram, estão sendo distribuídos para ajudar nas demandas normais. Mas até a chegada do último trem, fato que deve ocorrer até junho de 2011, tudo estará no seu melhor estado, já que até esse tempo todos os trens deverão estar rodando em suas respectivas linhas, sem falar que rodando em outras linhas, eles já fazem os testes de utilização que devem ser feitos, sem atrapalhar a circulação, como ocorreu no princípio da operação. A linha 7-Rubi deverá se despedir dos trens série 1100, que irão dar lugar a todos os trens série 7000, já que o padrão da CPTM é rodar com 8 carros, e o 1100 roda com seis. A linha 11-coral irá operar com dois trens série 7000 emprestados até o fim da reforma de todos os série 2000, e durante esse período, a mesma linha receberá 9 novas composições a serem entregues pela Alstom. A linha 12-safira, pouco a pouco, está padronizando sua frota. O maior número de trens série 7000 está lá, e trens mais antigos, como os série 1400 e 1600 pouco se vêem por lá, a não ser em horários de pico. A padronização ainda não se fez por conta dos série 4400, que ajudam muito por lá, inclusive na banda B da linha 11 (após o Expresso Leste, entre Guaianazes e Estudantes).
Em síntese, logo tudo estará em seu lugar, e os usuários poderão de fato viajar com mais conforto e segurança em trens novos.

6 comentários:

  1. Retificando informações:
    - A licitação original é de 40 composições de 8 carros. Mas, isso já no executivo do Sérgio Avelleda houve um adendo de mais 8 composições para a linha 9 e não uma nova licitação ganha pela CAF;
    - O grande problema, seja na linha 7 ou na linha 12 é a sinalização, pois pelo motor que o 7000 possui, ele "encosta" em todos os trens, principalmente no de menor potencial das linhas (no caso, 1100, 4400, 1400 e 1600 reostático). As únicas linhas que ele anda de "igual pra igual" são a 9 e a 11EL, ATC pleno em todo trecho;
    - Não, não há "sobras" de composição e sim, falta delas. Por mais que não pareça, mas, trens avariam durante o dia mais facilmente do que pensamos, e, por motivos "torpes": uma porta que não fecha já é motivo pra tirar uma composição por, pelo menos, 1h de circulação. E geralmente, não se tem muitas composições para se colocar no lugar, você mesmo se observar, até pouco tempo atrás se lembra que, em composições curtas, o carrossel da linha 9 era formado por 25 trens (não digo TUE pois havia também as composições do 2100). Agora, juntaram os 3000 (5 composições, mas, uma está em RG), 2070 (6, uma em RG) e foram entregues os 8 7000, porém, nem todos operativos ainda, faça as contas e coloque o intervalo de 5'. 17 composições. Caiu bruscamente.

    ResponderExcluir
  2. Retificando a retificação:
    * Foi sim feita uma nova licitação para fornecimento de 8 composições de 8 carros para a Linha 9-L'Esmeralda, vencida pela CAF

    ResponderExcluir
  3. Junho de 2011???? Pronto, chegamos em outubro de 2011 e os 7000 é ainda coisa rara na linha 7, parece que todos (ou a maioria estão na linha 9 e 11)não sei quantos 7000 vem rodando na linha 7 atualmente, só sei que quando passo pelo pátio da lapa sempre vejo pelo menos 3 composições 7000 paradas. Alguém saberia me explicar o porque disso?

    E quando os 7000 retornarão para às suas linhas de origem?

    ResponderExcluir
  4. Não sei responder. Os trens estão sendo devolvidos conforme chegam os novos trens da Linha 9 (série 7500). Esperamos que até o fim de 2012 todos estejam em suas verdadeiras linhas.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. L10 tem algum prazo? Esqueceram o povo do abc mesmo?

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores