sábado, 26 de março de 2011

Câmeras de vigilância são meros enfeites nos trens série 2100

Os trens série 2100 estão passando por revisão geral nos últimos meses. Com essa revisão, as unidades estão ganhando também câmeras de vigilância, como foi postado no blog meses atrás (Clique aqui e leia a matéria). Mas afinal, qual a verdadeira utilidade dessas câmeras? Ainda se percebem pessoas praticando comércio ambulante, pedintes atormentando a viagem dos usuários, e atos de vandalismo. Claro, a questão das câmeras traz muita segurança aos usuários, já que, se acontece algo mais sério, o maquinista pode observar pelo visor da cabine, e rapidamente acionar equipes de segurança para auxiliarem na ocorrência. Mas até o momento, não é o que vem acontecendo. Em determinados trens, que voltaram a circular após toda a revisão e reforma, já é possível perceber janelas riscadas, e outros atos de vandalismo. Pedintes batem cartão nas viagens, sempre incomodando a vida dos usuários, bem como os comerciantes ambulantes. Afinal, se as câmeras estão instaladas nos trens, a sua função deve ser feita: supervisionar o salão. Qual o problema: os maquinistas não estão fazendo o que deveria ser feito. Ao supervisionar os carros pelas câmeras, qualquer ato suspeito deveria ser informado pelo operador do trem para o CCO (Centro de Controle Operacional), que tomaria as decisões seguintes (bem como acionar a segurança operacional na estação mais próxima).


Como usuário do dia-a-dia, percebo muitas atitudes dos usuários, que são captadas pelas câmeras, mas que não são resolvidas como deveriam ser. Acredito que, ao se decidir pela instalação desses equipamentos, a ideia original foi a citada acima, mas provavelmente está faltando um toque da supervisão operacional para os maquinistas, para levarem a sério tal funcionalidade. Outras frotas que também possuem câmeras de vigilância: série 2000 (instaladas após revisão geral), série 3000, série 7000 (de fábrica). Em todos os casos, ainda se percebe os problemas de sempre. Cabe ao setor responsável repassar a informação, e nós usuários, esperamos que tais câmeras venham a funcionar como devem, e não apenas como meras coadjuvantes durante nossas viagens de todos os dias.

Um comentário:

  1. Até onde se sabe, as câmeras de vigilância não transmitem imagens em tempo real, acredito que é um erro;
    Se acontecer um crime, um ato de maior agravante o crime já aconteceu, já que o circuito interno e o governo do estado estariam a ver as imagens.
    O que eu acho engraçado é o audio Wave e MP3 dos trens série 2000, 2100, 7000, 7500 e 8000, que diz a seguinte frase:
    A CPTM informa, para sua segurança este trem é monitorado por câmeras de vigilância, as imagens são guardadas e protegidas de acordo com a lei.
    Pra mim e outros usuários, as câmeras deveriam ser ligadas com o afim de transmitir imagens em tempo real em cada carro, cada unidade e em cada serial dos trens.

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores