segunda-feira, 11 de julho de 2011

Que fim levou o Projeto Integração Centro?

Texto e imagem: Diego Silva

Pouco depois da virada do século, a CPTM anunciava com muito ênfase o projeto Integração Centro, que ligaria cinco de suas seis linhas ao centro de São Paulo. Em folhetos da época, essa integração era conhecida por Linha I. O Integração Centro teve seu princípio com a total modernização da Estação Luz, desde as obras de integração subterrânea com o Metrô, até a chegada do Expresso Leste, em 2003. Na realidade, o projeto Integração Centro nada mais é do que aproximar, ou centralizar mais propriamente dito, as linhas principais da CPTM na região central (leia-se Brás, Luz e Palmeiras/Barra Funda). O projeto, por sua vez, ainda não está concluído, por conta de obras essenciais a seu funcionamento. Para interligar essas três estações, é necessário substituir toda a via permanente existente, toda a sinalização, e principalmente, obter o menor intervalo possível entre trens (a CPTM trabalha com um horizonte de 3 a 4 minutos). Quando tudo estiver concluído, a estação Palmeiras-Barra Funda será o terminal das Linhas 10 e 11, algo que é extremamente necessário e funcional, com a finalidade de desafogar a estação Luz. A Linha 8, por sua vez, deverá fazer terminal na estação Brás, eliminando de vez a estação Júlio Prestes do trajeto. O Expresso Leste deverá ser o primeiro a chegar na estação Palmeiras-Barra Funda, pois o seu projeto original abrange o atendimento desse serviço entre esta estação e Suzano, onde também deverá chegar a linha 12-safira.
Não pensem que o projeto foi esquecido ou arquivado. Acontece que uma obra assim não pode ser feita da noite para o dia, e claro, há de se considerar que a demanda cresceu a taxas chinesas. Atualmente, as obras para troca de aparelhos de mudança de via na estação Luz tem sido um verdadeiro desafio para a CPTM, que realiza a obra sem interferir na operação dos trens. Após essa obra, será possível transpor trens muito mais rapidamente entre Palmeiras-Barra Funda e Luz, e como promete o folheto informativo, reduzir o intervalo das viagens, visto que na região da Luz, é o trecho onde os trens mais demoram para fazer a volta de comando. Há muito o que fazer por aqui, mas quando tudo estiver pronto, a CPTM terá uma grande vantagem, e quem ganha com tudo isso, é você, usuário!

10 comentários:

  1. bom dia a todos!!acho que será ótimo todas essas integrações ao centro e tambem acho que se coubesse a linha 12 ter seu terminal em palmeiras barra funda,mas o que mais me intriga é tirar a estação júlio prestes do trajeto,esttação que foi tão importante agora ser desativada acho que isso é uma coisa horrivel portanto acho que as linhas 7 e 8 deveriam passar por la antes de correrem para a luz.bem claro que deve ser feito o que for preciso para o progresso mas acho que júlio prestes não deveria ser desativada.

    ResponderExcluir
  2. Uma pergunta: E onde será o terminal da linha 7 Rubi???

    ResponderExcluir
  3. Wagner pelo que eu sei no Projeto Integração centro os Term. iriam ser assim:

    LA Marrom- Jundiaí-Francisco Morato-Brás;
    LB Prata- Amador Bueno-Itapevi-Brás;
    LC Celeste- Varginha-Jurubatuba-Osasco;
    LD Bege- Rio Grande da Serra-Barra Funda;
    LE Laranja- Estudantes-Susano-Barra Funda;
    LF Violeta- Susano-Brás.

    Iria ser assim... "IRIA" bem dito
    Agora o novo é assim:

    L07 Rubi- Jundiaí-Francisco Morato-Luz;
    L08 Diamante- Amador Bueno-Itavevi-Luz;
    L09 Esmeralda- Varginha-Osasco;
    L10 Turquesa- Rio Grande da Serra-Luz;
    L11 Coral- Cesar Sousa-Susano-Barra Funda;
    L12 Safira- Susano-Bráz.

    Bem mais me parace que a L8 vai ir só até a Barra Funda...

    Se eu falei algo de errado me corrijam!!!

    ResponderExcluir
  4. Diego, as integrações centrais são importantes, e não haveria como sair de Júlio Prestes direto para Luz. A Linha 12 tem que ficar no Brás mesmo, porque sua demanda se concentra quase que totalmente ali. Há de se considerar que Júlio Prestes tem uma demanda muito pequena, e a estação Luz está a duas quadras dali... A estação por si só, será mantida, pois abriga a Sala São Paulo.

    ResponderExcluir
  5. Bruno, apenas algumas correções quanto à sua postagem:

    Linha 7 deverá acabar mesmo na Luz;
    Linha 8 pode chegar no Brás, com a desativação de Júlio Prestes;
    Linha 9 deverá acabar em Barra Funda!
    Linha 10 tem dois destinos: Brás ou Barra Funda.
    Linha 11 será Barra Funda x Suzano
    Linha 12, Suzano x Brás.

    ResponderExcluir
  6. Diego Silva então teria como júlio prestes apesar de um tanto longe virar uma parte da estação da luz já que com a vinda das as linhas 10,11 e 8 na luz elas terão de usar de mais plataformas?
    E linha 9 em barra funda na minha opinião seria horrivel pois a demanda de osasco iria ficar a ver navios a menos que a linha 9 desse uma volta um tanto que maluca.quando chegassem em osasco iriam no mesmo sentido da linha 8 e iria ser muito ruim pois iria confundir os usuários então na minha opinião seria melhor uma espécie de "extensão operacional" ate barra funda.
    boa noite a todos!!

    ResponderExcluir
  7. Mas como Diego colocar tantas linhas para circular de Brás a Barra Funda sendo que existem poucas vias (4) nesse trecho, e levando em conta que cada linha tem que ter 2 vias uma para ir e outra para voltar... Na minha opinião isso seria quase impossível e inviável... Seria mais viável se: As linhas 7 e 8 fossem estendidas até o Brás e assim as cinco linhas da CPTM (7,8,10,11 e 12) fariam final nessa estação, desafogando a Luz, apenas o Brás que ia ficar meio que afogado de gente...

    ResponderExcluir
  8. Diego, não tem como Júlio Prestes ser uma parte da Luz, por conta da distância física entre ambas. A linha 9 em Barra Funda já é algo que poderemos ver em breve, mas ainda não tenho nada adiantado para mostrar à vocês; Não haveria confusão entre usuários, pois eu acho que a ideia seria alternar trens. Passa um para Itapevi, e o seguinte, para Varginha (sim, Grajaú não será mais o terminal). Vamos esperar, mas por hora, isso são apenas projetos.

    ResponderExcluir
  9. Wagner, a ideia mais distante que a CPTM tem é de construir a Nova Luz, que seria uma segunda parte da Estação Luz, onde hoje estão as oficinas e pátio. Com isso, haveria de se fazer um terminal maior ali, podendo atender as linhas sem haver lotação. O que você disse é bem verdade: são poucas vias para muitas linhas, e eu não acho lá muito viável que isso aconteça. Opinião minha. Mas se a CPTM sonhar alto e chegar a operar com qualidade de Metrô mesmo, isso deverá ser possível, com uma tecnologia muito avançada.

    ResponderExcluir
  10. É exatamente esse o problema...
    Mas e o aterramento subterrâneo das linhas 7 e 8 que a prefeitura de SP quer fazer da Lapa ao Brás?
    A CPTM não se pronunciou quanto a isso???

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores