domingo, 7 de agosto de 2011

Operação na Linha 10-Turquesa: uma bomba armada

Por: Diego Silva

Preocupação. Essa é palavra mais cabível após observar a estratégia da CPTM para a operação da Linha 10-Turquesa, após o início das obras para troca de AMV's (aparelhos de mudança de via). Desde ontem, os trens originários de Rio Grande da Serra estão fazendo terminal na estação Brás, e os usuários que quiserem ir até a Estação Luz terão de embarcar no Expresso Leste. Só essa explicação já chega a assustar quem utiliza diariamente os trens da CPTM para se deslocar de casa ao trabalho. Ontem, durante observação em horários diferentes, notou-se certa confusão dos usuários, e também grande movimentação. Por ser um sábado, é notável que a demanda é bem menor se comparada à um dia de semana. Mas já dá para imaginar como será amanhã, segunda-feira.
A ideia da CPTM: trem chega na estação Brás, vindo de Rio Grande da Serra, e evacua na plataforma 1, indo para o fundo, manobrando, e voltando vazio pela plataforma 2. Usuários migram para a plataforma 2/3, onde na 3 embarcam para Luz, nos trens da Linha 11-Coral. A plataforma 2/3 por sua vez, irá receber os usuários que vem de Guaianazes, os que irão para Rio Grande da Serra e os que chegam da região do ABC. No pico da manhã, os trens do Expresso Leste são absurdamente lotados, ou seja, haverá problemas amanhã para os usuários da Linha 10. Um olhar mais logístico já mostra que é um tiro no escuro da CPTM, mas o que há de se fazer?
Uma primeira ideia seria levar a Linha 7-Rubi até o Brás, juntamente com a Linha 11-Coral, para dar suporte. Sabe-se que o Expresso Leste não vai suportar a demanda. Eis aí um problema para a CPTM cuidar minuciosamente, e que dará um trabalho. Mas também podemos estar errados. É mais correto esperar até amanhã para ver como tudo estará funcionando. Mas uma coisa é certa: terá muita confusão, e os trens do Expresso não serão suficientes para toda essa demanda. Já mal dão conta da Linha 11, e recebendo mais o pessoal da Linha 10... isso não vai dar certo!

9 comentários:

  1. Acredito que não irão levar a linha 7 para o Brás por falta de espaço.
    Por que no Brás existe apenas 4 vias vindas do Brás duas do expresso leste e duas da L10.
    Se a linha 7 fosse até o Brás ela entraria aonde?
    Claro poderiam fazer como na luz. A L10 somente na plataforma 1 do brás e deixar a linha 7 na plataforma dois, e o expresso na 3 e 4.
    Mas assim a plataforma 1 ficaria abarrotada de gente e acho que é esse o motivo de não fazerem assim, mesmo sendo mais interessante.
    Na realidade acho que não tem como minimizar muito os efeitos negativos dessa obra.

    ResponderExcluir
  2. Nossa Diego, ontem vi o Q2 em operação... Pensei que não tinha visto direito, ou que eles arrumaram muito rápido, mas na verdade vi apenas um tue dele (7005-7006) acoplado a uma parte do Q1 (7003-7004)na estação de Baltazar Fidélis, (prestando serviços para a linha 7 Rubi)... E a parte do Q7 que já estava operando junto a esta do Q1??? O Q7 já foi arrumado??

    ResponderExcluir
  3. Há L11 Coral já é uma L3 Vermelha do METRO, tem termos, pois não aguenta sua própria demanda, agora tem que dar espaço para os usuários da L10 Coral... Isso não vai dar certo!...
    O único problema de levar há L7 Rubi até o Brás, são os trilhos, pois num trecho só vai estar disponível 2 vias, que são as utilizadas do Expresso Leste, e como ele roda com um menor intervalo possível, não tem condições da L7 utilizar dos mesmos trilhos!...

    Me lembro bem quando eles estavam reformando há estação da Luz, era com confusão danada, pois as Linhas A e D utilizavam de mesmos trilhos e plataformas, tinha que se distinguir pra onde o trem ia pela sua forma, se era novo era da LD se antigo da LA, também por avisos sonoros e o letreiro do trem, uma confusão lascada, mais isso hoje não se pode fazer pois tal demanda... Melhor nem pensar!!!

    Isso vai ser um trabalho muito complicado para a CPTM!!!

    ResponderExcluir
  4. Como usuária estou super decepcionada. O prazo para a entrega desta obra seria 06 de outubro e isso não se concretizou. Entrei em contato com o fale conosco da empresa e a mesma RECUSOU-SE a dar um novo prazo. Agora já se passaram mais de um mês do término do prazo e nada. Na última semana não vejo nenhum trabalhador na via, ou seja: ou já terminaram e estão esperando alguma data estratégica para entregarem ou as obras estão paralisadas. Enquanto isso, que se ferre a população pois é um grande transtorno descer na plataforma 1, subir no fluxo da multidão, ir até o fundo para descer na plataforma 3 e entrar nos trens abarrotados do pessoal que vem de Guaianazes. Nós do ABC estamos muito decepcionados. Nem vou comentar como é de Domingo, quando a CPTM acha que pode, além desta maldita badeação no Brás, colocar todas as linhas em manutenção. Para quem trabalha de domingo, como eu, peguei de tudo, até ter que descer em Mauá para ir de ônibus até Capuava, e de lá prosseguir até o Brás e novamente baldeação, mas com um tempo de intervalo entre os trens vindo de Guaianazes de mais de meia hora. Se reclamo, dizem que é para melhorar mas cadê a melhoria? Uma coisa eu te digo: se neste tumulto que sou obrigada a enfrentar todos os dias eu me machucar ou ser furtada, a CPTM pagará muito caro por isso pois é ela que está propiciando o cenário para tais eventos. Além de, todos os dias sempre ter uma escada rolante quebrada nas principais estações não de São Paulo, mas do país: Brás e Luz. Pronto: desabafei!

    ResponderExcluir
  5. Prezada leitora, agradeço sua participação aqui no blog. Eu também estou decepcionado com os atuais serviços da empresa. Como administrador do blog, tenho recebido muitas reclamações de usuários sobre esse mesmo problema, ou seja, é fruto de uma administração que pensa pequeno. Sou usuário da Linha 10 também, enfrento os mesmos problemas de todos vocês, não estou nem um pouco contente com a situação. Mas apesar da enxurrada de reclamações que a empresa está recebendo, pelo que parece, nada será feito...

    ResponderExcluir
  6. Essa obra nos trilhos do trecho Brás-Luz, que nem entro no mérito se foi necessária ou não, paralisou a ida dos trens da linha 10 até a Luz na mesma época da ampliação do horário de funcionamento da linha 4 do Metro. Coincidência?? claro que não, tudo muito bem pensado para implantar a mudança da linha que agora, passados quase 5 meses da interdição, parece que irá terminar no Brás mesmo. Foi uma forma de tornar o "provisório" em permanente, deixando a mudança menos traumática, no conta-gotas. Uma vergonha, reclamei várias vezes na ouvidoria da CPTM e até da Secretaria de Transportes Metropolitanos. As respostas são as mais toscas e vazias possíveis. Lamentável. Cadê os nossos nobres deputados do ABC????????????????

    ResponderExcluir
  7. Há uma coleta de assinaturas em protesto contra o descaso da cptm aos usuários da linha 10 turquesa.
    Vejam e, se interessar, assinem e divulguem:
    http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2011N18293
    Abraço
    Toni

    ResponderExcluir
  8. Veja a resposta que recebi da CPTM de minhas reclamações (uma grande sacanagem), nos tiraram a linha para dar a plataforma para o pessoal de Morato (aqueles mesmo que há uns anos depredaram várias estações).
    Estou enviando uma denúncia ao Ministério Público, assinando tal petição, bem como divulgando a petição para todos os meus contatos. Estou INDIGNADA com tanto descaso feito a nós, do ABC Paulista.

    A resposta oficial da CPTM (22/12/2012):

    A CPTM concluiu as obras de modernização das vias do lado sul na região da Luz e adota um novo modelo operacional para as Linhas 7 e 10 com o objetivo de atender aos 465.000 passageiros/dia que circulam na Estação Luz com maior segurança.

    Dessa forma, os usuários da Linha 7, passaram a contar com uma plataforma exclusiva para o desembarque (plataforma 2) e outra para o embarque (plataforma 1), o que proporciona maior agilidade nas viagens e segurança.

    Na Linha 10 os intervalos foram reduzidos para 5 minutos e a estação Brás opera como terminal. Para seguir viagem rumo à Estação da Luz, a opção é usar os trens do Expresso Leste, na Estação Brás, onde também há transferência gratuita para a Linha 3-Vermelha do Metrô. Vale lembrar que na Linha 2-Verde, também há integração na estação Tamanduateí, o que permite ao usuário alcançar outros pontos de conexões da malha metroferroviária.

    Cabe ressaltar que a Estação Luz é um patrimônio histórico da cidade, restringindo a realização de transformações em sua arquitetura original.

    Atenciosamente,

    Ouvidoria da

    Companhia Paulista de Trens Metropolitanos

    Rua Boa Vista 175 6º Andar Bloco A

    01014 001 São Paulo SP

    Tel: 11 3293 4529 / Fax: 11 3293 4832

    ouvidoria@cptm.sp.gov.br

    www.cptm.sp.gov.br

    ResponderExcluir
  9. DIÁRIO DE BORDO:

    30/01/2012 – Segunda-feira:

    07h43: cheguei na estação de SantoAndré mas não embarquei pois o trem já estava com as portas fechadas e foram havia mais de 15 pessoas em cada porta que não conseguiram embarcar.

    07h49: Consegui embarcar em uma composição abarrotada, não consegui sequer chegar nas extremidades de tão cheia

    08h22: Desembarque no Brás.

    08h29: Embarque no Expresso Leste.

    08h39: Horário que o Expresso Leste fechou a porta pois estava aguardando movimentação do trem a frente.

    08h48: Desembarque na Luz depois de quase uma hora do embarque em Santo André.

    Obs: em todo o trajeto eu não consegui sentar em nenhuma estação.

    PS: antes do dia 06 de Agosto de 2011 eu embarcava em Ribeirão Pires, retornava a Rio Grande da Serra para poder sentar e do RGS até a Luz eram 56 minutos.

    Onde isso melhorou???

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores