sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Construtora deve bancar nova estação da CPTM

Futura estação Mauá - CPTM investe em novas estações para seus usuários

Fonte: O Estado de São Paulo

O sistema ferroviário de São Paulo deve ganhar em até três anos sua primeira estação construída com recursos da iniciativa privada. A Estação João Dias da Linha 9-Esmeralda da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) atenderá cerca de 15 mil pessoas por dia e ficará entre as paradas Granja Julieta e Santo Amaro, na zona sul.
A entrada da estação ficará no terreno cedido pela incorporadora Brookfield, responsável por um empreendimento comercial na área. A empresa quer erguer ali duas torres de 130m e um pequeno shopping. O complexo deve atrair 10 mil pessoas por dia.
Segundo Silvestre Rocha Ribeiro, diretor de Planejamento da CPTM, a construtora procurou a estatal para fazer a estação sair do papel. A obra deve custar R$ 40 milhões. José de Albuquerque, um dos diretores da Brookfield, afirma que a parada agrega valor à construção. Ele diz que as discussões ainda não foram concluídas.

2 comentários:

  1. Otimo, a iniciativa privada vem para dar um folego, para a cptm, e claro que é sempre benvido esse tipo de invstimento.

    ResponderExcluir
  2. Todo investimento em prol do transporte é bem-vindo. Eu não sou adepto da participação de iniciativa privada nos transportes públicos, mas se é a melhor saída, quem ganha é a população.

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores