quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Opinião: Ética ferroviária

Diego Silva, do Blog CPTM em Foco
Já faz algum tempo que dedico parte do meu dia para falar com vocês, leitores. Tenho muita gratidão à todos que dedicam parte do dia para lerem o que escrevo por aqui diariamente, principalmente aqueles que não saem para a CPTM sem antes conferir as novidades aqui no ''CPTM em Foco''.
Mas para quem pensa que nos bastidores do blog, as coisas são tranquilas, muito se engana. Graças ao sucesso dessa páginas, estou mais vulnerável a algumas questões, que particularmente, pouco me importam.

Muitos pensam que existe união na ferrovia, mas é totalmente o contrário. Do lado de cá, para nós que fazemos blog e sabemos das coisas diariamente no sistema, o que existe é uma verdadeira concorrência em busca de fama e status, que acabam não levando a lugar nenhum. Desde que começamos o blog, as críticas caíram como bombas, pois segundo muitos eu estava perdendo meu tempo, pagando de imprensa. Mas a perda diária de tempo deu luz a um portal ferroviário informativo da CPTM, lido por mais de mil pessoas por dia, que é alvo de diversas cópias atualmente.

A ética ferroviária que eu venho tratar hoje com vocês é um assunto que, creio eu, deve ser abordado com cautela. Em países da Europa, os fanáticos por ferrovia são grandes amigos, unidos, que trabalham em prol de um único objetivo. Após observar as posturas de diversos grupos ferroviários estrangeiros, cheguei á conclusão que os grupos ferroviários de São Paulo ainda tem muito a aprender. São vários grupos espalhados, cada um com uma ideologia. Alguns nem se falam entre si, tamanha a vaidade existente. Mas o que incomoda e muito é o fato de sempre ter um que acha ser o melhor de todos.

Eu não duvido nem um pouco que tem alguém que fala: ''Ah, o Diego se acha o melhor da CPTM, porque é conhecido e tem acesso na empresa''. Claro, que me conhece sabe que não sou assim. Sempre tive uma postura justa e humilde, porque tenho uma meta na vida de conquistar algo dentro dessa empresa. E comecei a dar meus primeiros passos ingressando no CFP Senai. Se hoje eu sou famoso, é graças a todos que me deram crédito, que confiaram em mim e que sabem do potencial que tenho. O blog é a prova disso: conhecimento solidário, ensinando os que não sabem e informando os usuários sem qualquer ônus.

Mas a inveja vem tomando conta de muitos há muito tempo, e isso acaba estragando tudo o que alguns conquistam dentro da CPTM. Indiferente quanto à conquista de cada um, já que todos procuram o seu caminho e espaço dentro da Companhia. Eu procurei o que queria, e estou construindo minha história. Agora, alguém vir me dizer que é responsável pelo meu ''sucesso'', isso é inadmissível. Pessoas que nunca colaboraram para o crescimento da empresa (muito pelo contrário, sempre tornando a imagem da empresa negativa), tentando se vangloriar em cima de mim, que sempre briguei pela CPTM, sempre defendi os ideais em discussões, sempre ''perdi meu tempo'' explicando as situações para os usuários. Gente que depreda o patrimônio público para exibir publicamente ao mundo suas atitudes infames, se vangloriando de uma coleção ferroviária que mais se parece uma coleção de atos criminosos.

Do outro lado, alguém que se faz de profissional da comunicação, literalmente perde tempo blogando uma coluna de humor de gosto duvidoso, utilizando a imagem do blog e a minha imagem, sem meu consentimento ou autorização.  E ainda faz isso com a imagem de dirigentes do sistema! O que, obviamente, não é nada bom a essa pessoa e a companhia a qual trabalha. Acabou por dar um aspecto que todos que se envolvem com trem são problemáticos de alguma forma. Claro ninguém é perfeito e existem aqueles casos que se excedem muito, mas a maioria são pessoas sérias e autodidatas que passam horas se dedicando a um estudo minucioso de fatos antes de “falar o que der na telha”. Se fosse só isso, estava excelente, mas muitas pessoas da comunidade ferroviária paulistana está virando alvo do ''blogueiro'', que deve rir horrores escrevendo esses absurdos. Por mais que seja brincadeira, existe limite para tudo, e por mais que se ache graça, as pessoas não gostam de determinados tipos de gracinhas. Sempre permaneci quieto em relação a isso, porque não gosto de perder tempo com coisas sem fundamento, mas quem lê aquilo cria uma imagem falsa de quem sou e do que faço. Em recentes ''matérias'', o distinto comparou a comunidade inteira à meros adoradores.
Um outro caso é de um adolescente que sempre nos criticou em seus tempos de oposição, vindo a ofender inclusive meus conhecidos de trecho. Sempre nos comparando com pessoas bitoladas, se considerando uma pessoa adulta e de mente equilibrada, dando negativa para o blog e etc. Hoje, o dito cujo faz parte do grupo de direita que tanto criticou e também virou blogueiro, mostrando que suas atitudes são de extremo interesse pessoal, nada que explique o que foi citado há pouco.

Existem muitos que estão dando a vida pela CPTM, pelos trens e pelo sistema. Eu não minto para ninguém: eu já fui assim. Queria saber de tudo, aprender tudo, ensinar quem não sabia. Hoje, sou muito mais ponderado, curtindo meu hobby em off. O blog está aqui para dar continuidade ao que comecei em 2009, com as primeiras fotos que realizei. Agora, não justifica as pessoas quererem se equivaler ao sucesso alheio, pois tudo se constrói com trabalho e conhecimento. Pegar carona no vácuo alheio é fácil, e a ética nessas horas acaba por não existir. Inovar que é bom, ninguém inova, mas copiar...
E antes que venham soltar os canhões aqui (é certeza que tem gente que vai se doer, sem eu sequer ter citado nomes), saibam que eu não estou nem um pouco preocupado com a opinião ou críticas de vocês. Os próprios virão reclamar aqui ou em qualquer outro espaço, mas se a verdade doer, doerá somente em vocês. A ética é construída por cada um, e o exemplo a gente traz do berço.

5 comentários:

  1. Sabe que estou ao lado de algumas de suas opiniões. Claro não me importo diretamente com o que tem acontecido pois não sou referido nessas postagens (graças a Deus \o/)! Mas como lhe comentei a forma que tem sido feito degrine a imagem geral daqueles que admiram o modal sobre trilhos, o que não é bom há ninguém!
    Penso que se escrever ou falar o que quer é bom desde que não ofenda aos demais. Vide Rafinha Bastos e uma piada mau colocada.

    ResponderExcluir
  2. Amigo Diego

    Essa história é muito triste, mas real. Existe uma concorrência absurda nesse nosso universo e em outros também. Já tive projetos barrados por conta de pessoas invejosas, que ao invés de unir forças acabaram frando algo de útil que estava sendo criado.
    Tenha certeza Diego, quem critica seu trabalho certamente não é competente o suficiente para sequer melhorá-lo.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. A Ética profissional talvez seja o maior bem que um trabalhador pode ter durante a vida, ficar sempre querendo ser melhor que fulano ou ciclano, nao gera beneficio para nenhuma das partes. O trabalho bem feito deve ser admirado, e servir de exemplo para que todos possam cada vez mais contribuir com o que realmente importa, que e o bem coletivo. Nada funciona sozinho, todos somos pecas de uma grande engrenagem chamado progresso, e este mesmo progresso e o que todos bem feitores querem, nao so para si, mais para o bem comum geral. Agir em sinergia é o que move de forma uniforme o trabalho, a inveja destroi, corrompe, causa dores, é quase um "cancer" na vida de qualquer um, onde a cura e muito dificil.Caro Diego Silva, Nao de atençao aos boatos, criticas que nao acrescentam nada em seu trabalho, Voce é um grande blogueiro, coerente, e de texto fácil de entendimento, siga em frente, e vera que as tempestades logo irao embora e cabe apenas voce, vislumbrar o sol em seu horizonte, e que so atinge o "ceu' os que realmente trabalham.

    ResponderExcluir
  4. É Diego mais você esta certo, isso infelizmente acontece... Mas você não tem que ligar mesmo para o que os outros pensam, gostam, não gostam, acham, (opinião)... Essas pessoas são como pedras no sapato ou obstáculos que você tem que vencer... E quando Jesus veio a Terra nem todos o amaram , mas ele completou sua missão com muita honra, e muito amor a todos nós.... Então, não ligue para o que os outros pensam, apenas continue fazendo seu excelente trabalho!!!

    É claro que eu gosto de criticar e protestar (o que está acontecendo de errado na CPTM na minha opinião...), porque, se essas coisas não acontecem não há melhora ( a melhora não acontece)... Gosto das coisas devidamente nos seus lugares e se prometeu cumpra aquilo, porque se não pode cumprir é melhor nem prometer...

    ResponderExcluir
  5. Pois é, histórias tristes a ser contadas, mas reais. Desunião, inveja, egocentrismo, pessoas que acham que só ela é gente...Nunca pensei que na Ferrovia interna houvesse isso, até por que, não faço parte de grupos de ferroviários. Claro, citações estão corretas, a ética mais que tudo deve ser prevalecida, assim como o respeito e a retribuição. Opiniões, existem de todas as formas, positivas, negativas, paralelas, mas devemos respeitar a todas. Muitos dizem opiniões por pura inveja, e creia, cópias são comuns, a final, todos gostam de copiar o melhor. Claro, sempre acostumo de dizer que a Ferrovia é o bem maior do mundo, e em minha vida, sempre compartilho conhecimentos sobre ferrovias, coisas que leigos não fazem ideia...E muitos se interessam, eu mesmo, tenho infinitas coisas a aprender, mas eu sempre compartilho e espero nunca na minha vida parar de fazer isso. Sobre o sucesso, apenas Deus e a pessoa é responsável por seu próprio sucesso, as outras, podem contribuir, mas nunca podemos dizer que uma pessoa está bem, só por outra. Pois bem, quem é Ferroviário sabe o que é ser apaixonado por trens, e sempre existirão idiotas que farão piadas. Pois bem, só desejo que não tenhamos mais dessas coisas que destroem completamente a beleza do trabalho da Ferrovia.

    Boa tarde para todos!!

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores