quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Modernização da Rede é tema no encerramento da feira Negócios nos Trilhos 2011

Trem série 7500 - Presidente Altino
Fonte: CPTM

Os planos de investimentos da Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos para CPTM e Metrô nos próximos quatro anos foram o destaque do encerramento do evento "Negócio nos Trilhos", nesta quinta-feira [10/11], no Expo Center Norte, em São Paulo. O Plano Pluri-Anual [PPA] do Governo do Estado prevê investimentos de cerca de R$ 39,4 bilhões nas duas empresas até 2015.

Os projetos metroferroviários seguem as seguintes diretrizes: aumentar as integrações entre os modais; dar continuidade às obras já iniciadas e melhorar a eficiência do que já está em operação; expandir a rede; e inovar, buscando novas soluções tecnológicas.

Com a expectativa de transportar 3,5 milhões de usuários por dia em 2014 [hoje já são 2,6 milhões], a CPTM trabalha em três frentes principais: modernização do sistema existente, estruturação da companhia para elevar seus padrões de serviço e expansão da malha atual. O presidente da CPTM, Mário Bandeira, apresentou a evolução da companhia, fundada em 1992 a partir da fusão de ferrovias centenárias, e uma perspectiva otimista para os próximos anos com os investimentos de R$ 9,4 bilhões previstos no PPA.

Além da modernização dos 260,7 km em operação, que inclui reconstrução e adequação de estações, sistemas de sinalização, rede aérea, energia e vias, Bandeira falou sobre a aquisição de mais trens, além dos 105 adquiridos nos últimos anos. "Estamos trabalhando para a ampliação da frota, estudando a aquisição de 21 trens por meio de aditamento de contratos existentes e outros 40 novos, cuja audiência pública será realizada no próximo dia 18 de novembro", revelou.

O dirigente ainda fez uma explanação sobre os novos serviços que serão implantados pela CPTM: extensão da Linha 9-Esmeralda até Varginha, ligação Alphaville-Tamboré [Linha 8-Diamante], Expresso Oeste-Sul, Expresso Jundiaí, Trens Regionais [Sorocaba e Santos] e Expresso Guarulhos [ligação com o aeroporto de Cumbica].

Metrô

O presidente do Metrô, Sérgio Avelleda, mostrou os principais projetos e metas do Metrô até 2015, cujos recursos previstos pelo PPA estadual se aproximam de R$ 30 bilhões. Entre os principais objetivos estão a ampliação da rede dos atuais 74,3 km para 137 km e ampliar a participação do Metrô nos transportes coletivos na Região Metropolitana de SP de 18% para 26% nesse período.

Avelleda destacou que os benefícios econômicos e sociais com esses investimentos poderão ultrapassar os R$ 40 bilhões, se contabilizados a redução do tempo dos deslocamentos, poluição, acidentes de trânsito e custos operacionais da operação de carros e ônibus. "Não há nenhuma dificuldade orçamentária ou para alavancar recursos com o setor privado. O governo estadual já assumiu o compromisso e o nosso desafio é vencer os obstáculos para executar os investimentos", ressaltou.

5 comentários:

  1. Ué. O expresso ABC foi esquecido?

    O dirigente ainda fez uma explanação sobre os novos serviços que serão implantados pela CPTM: extensão da Linha 9-Esmeralda até Varginha, ligação Alphaville-Tamboré [Linha 8-Diamante], Expresso Oeste-Sul, Expresso Jundiaí, Trens Regionais [Sorocaba e Santos] e Expresso Guarulhos [ligação com o aeroporto de Cumbica].

    ResponderExcluir
  2. o Progresso e sempre bem vindo, mas vamos pensar um pouco: o governo quer fazer isso e aquilo, levar o trem para lá e para cá, tudo muito bom, mas tem um porem; E o que ja esta em processo de melhoria, POR QUE NAO TERMINAR? linha rubi sem os 20 trens, linha diamante sem o sistema de cbtc, outras linhas com problemas de falta de insfraestrutura, e então;? Vamos terminar o que comecou, para depois pensar em estender algo para outros lugares, dar ao sistema confiabilidade, para que os futuros investidores tenham bons exemplos a seguir, e não fazer as coisas de qualquer forma, com o simples intuito de transportar gente de qualquer maneira, sem se preoculpar com a qualidade e o conforto do transporte.

    ResponderExcluir
  3. Concordo com você arquiteto... Eles inventam mil coisas para fazer ao mesmo tempo e no final das contas só vemos obras paradas e serviços mal feitos...

    ResponderExcluir
  4. O Expresso ABC não está sendo tão falado, também tenho notado isso. Apesar de ser um projeto de suma importância para desafogar os trens que vão até Rio Grande da Serra, tanto governo quanto CPTM estão evitando tocar no assunto.

    ResponderExcluir
  5. Também concordo, Arquiteto. Não adianta começar várias obras e não terminar nenhuma. O melhor caminho é começar e terminar, pois além de valorizar o serviço, mostra que existe comprometimento.

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores