terça-feira, 1 de novembro de 2011

Passageiros embarcam na leitura

Estação Brás

Fonte: CPTM

Os passageiros que embarcam diariamente nas estações Luz, Brás, Barra Funda, Tatuapé e Pinheiros, da CPTM, receberam na quinta-feira, 27, um convite para também embarcar na leitura. Cerca de 15 mil livros foram distribuídos na sexta edição do projeto Livro Livre.
Com o slogan "Leia e passe adiante", todos os exemplares foram distribuídos com esse adesivo. "A ideia é formar uma corrente de leitura. Pedimos para que após a leitura o usuário repasse para outra pessoa. Pode ser na catraca, na estação, em bancos ou praças. O importante é que o livro chegue a várias pessoas", explica Maria Cândida de Assis, coordenadora do projeto na CPTM.
Foram distribuídos mais de 500 títulos aleatórios, além de dois kits. Um infantil, composto por exemplares como "Contos", de Eça de Queiróz, "Meus primeiros sonetos clássicos", de William Shakespeare, e "Ilha do tesouro", de Robert Louis Stevenson, e outro universitário, com livros que ajudam os vestibulandos, como "Antologia Poética" de Fernando Pessoa, "Casa de Pensão¿, de Aluísio Azevedo, "A moreninha" de Joaquim Manuel Macedo, e "Dom Casmurro", de Machado de Assis.
Com um exemplar de Shakespeare em mãos, a dona de casa Cláudia Lemes, de 48 anos, ficou satisfeita com o livro escolhido. "Gosto muito de livros poéticos. Acho que é uma boa oportunidade para conhecer esse estilo", conta. A dona de casa usa o tempo que passa no transporte público da estação Franco da Rocha para Luz para adiantar a leitura quando vai ao tratamento de fisioterapia. "Passo quase uma hora no trem e aproveito para ler durante o trajeto."
Assim como Cláudia, o técnico em informática Márcio dos Santos Lima, de 25 anos, morador da zona leste, sai da estação Engenheiro Goulart, na Linha 12-Safira, para estação Barra Funda, e também enfrenta um longo trajeto para chegar à faculdade. Ele aproveita o tempo para ler no transporte público. "É um projeto inovador e o mais importante é que traz cultura para as pessoas, principalmente para quem não têm acesso."
A organização do movimento é feita pela equipe da Biblioteca CPTM - Mário Covas e parceiros como a biblioteca pública Mário de Andrade de Osasco, ONGs, editoras e doações de pessoas físicas.
Outras atrações
Além da distribuição de livros, houve performance de alunos de teatro da Oficina Cultural Amácio Mazzaropi, apresentação musical do Grupo NAEM com o espetáculo "Noches de Recuerdo". Projeto MÚSICA NA CPTM, com apresentação da Banda da Guarda Civil Metropolitana, dança de alunos da EMEF Armando Cridhey Righetti. Performance de alunos de dança do Programa Vocacional do CÉU Tiquatira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores