domingo, 27 de novembro de 2011

Vítimas do atropelamento não seguiram norma de segurança


Fonte: G1

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos informou que as três pessoas que morreram atropeladas por uma composição durante a madrugada deste domingo (27) nos trilhos da Linha 11-Coral, em São Paulo, não seguiam as normas de segurança da empresa. Uma das vítimas era um funcionário da companhia. As outras duas, funcionárias da fabricante de trens espanhola CAF. A assessoria de imprensa da CPTM não sabia informar até as 14h50 a nacionalidade dos funcionários da CAF. A assessoria de imprensa da empresa espanhola no Brasil não foi localizada pela reportagem do G1 para comentar o caso.
Segundo a CPTM, as vítimas realizavam testes em uma nova composição. Elas estacionaram o trem na oficina que fica na região do Belém, na Zona Leste da capital paulista. Em seguida, seguiram caminhando sobre os trilhos, o que não é permitido nem mesmo a funcionários da empresa. A CPTM vai apurar o caso.

A CPTM informou ainda que uma quarta pessoa foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros. Ela ficou chocada com o acidente e recebeu acompanhamento psicológico nesta manhã.
" A Companhia está prestando suporte às famílias das vítimas e apurará os motivos do descumprimento das normas de segurança", diz a CPTM em nota emitida nesta manhã.

Um comentário:

  1. Olha que isso sirva de lição para todos, para que novos casos não ocorram novamente.Foi um vacilo muito grande caminha na linha, e ainda sem os coletes reflexivos. Como não notaram a vibração ou o farol do carro. TODAS AS NORMAS DE SEGURANÇA DEVEM SER SEGUIDAS SEMPRE, não importando a circunstancias.

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores