quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

CPTM Campinas - Companhia adiciona trajeto aos planos

Trens série 7000 - Estação Brás - Linha 11-Coral / Linha 12-Safira
Fonte: CPTM Campinas
Texto: Diego Silva

A CPTM, após receber pedidos e solicitações de enviar seus serviços até Campinas, respondeu à um documento dos organizadores da campanha. A campanha está em andamento desde os princípios deste ano, e o blog 'CPTM em Foco' é um dos parceiros nessa empreitada.

No documento, a CPTM reitera o desejo de operar esse trecho, mas aponta as barreiras técnicas, principalmente da distância. Segundo o estudado, entre Jundiaí e Campinas, existe uma distância de 45 km. Os organizadores da campanha pretendem que a Companhia opere com oito minutos de intervalo na semana. Para isso, a Linha 7 deveria ser dividida em três partes (Luz x Francisco Morato, Francisco Morato x Jundiaí e Jundiaí x Campinas).

Mas há de se considerar dois detalhes fundamentais:
- O trecho após Jundiaí é concessionado, pela MRS Logística, usado para transporte de cargas. Sabemos o quanto é difícil negociar com a concessionária, que já sofre com restrições operacionais na região metropolitana, onde divide trecho com a CPTM. Se a história de levar o trem até Campinas se concretizar, haveria a necessidade de quadruplicar as linhas ali existentes, para possível passagem de trens metropolitanos e cargueiros, sem interferência de um ou outro.

- A distância entre Jundiaí e Campinas é de 45 km. Essa distância é maior do que a distância entre Luz e Francisco Morato, que é atendida por praticamente 22 trens diariamente (no horário de pico), com intervalos médios de seis minutos. Para se conseguir o que a Campanha está pedindo (intervalos de oito minutos), nada menos do que 20 novos trens seriam necessários. Sendo trem metropolitano, mesmo se fosse um número um pouco menor (algo entre 12 e 15 trens, considerando a longa distância entre estações, onde os trens iriam desenvolver alta velocidade), haveria de ser trens novos. Tempos atrás, sugerimos que a CPTM aproveitasse trens mais antigos, claro, após um processo de reforma e revitalização.

Particularmente, a opinião do blog é que o projeto é viável. A prioridade para o transporte de passageiros é fundamental em São Paulo. Existe o projeto do Ferroanel por aqui, mas esse projeto já seria exatamente para retirada dos cargueiros da região metropolitana, dando uma volta por fora, até alcançar Várzea Paulista, de onde seguiriam para seus destinos. Agora, com o sinal positivo para os estudos até Campinas, nota-se a real necessidade de se avaliar qual caminho seria melhor para se levar o trem até lá.

Confira o documento, onde a CPTM demonstra o interesse em levar seus serviços até Campinas, ressaltando a questão de utilização das vias pela MRS Logística, clicando no link abaixo:

7 comentários:

  1. Mas que excelente notícia... Fiquei feliz com essa!!! Espero que se concretize.... XD

    ResponderExcluir
  2. Olha...acho que a questão é só querer fazer que será possível. Não precisa ter trem de 8em 8 minutos entre Campinas e Jundiaí. Façam intervalos de 20em20 ou de 30 em 30min no início. A MRS que se exploda! Os trilhos pertencem à União! Tudo é uma questão de saber se organizar até que se construam as duas linhas extras, que separarão o transporte de carga do transporte de passageiros!

    ResponderExcluir
  3. Douglas, esse é o ponto X da questão: os trilhos são da União, que concessionou os trechos. Logo, a MRS é dona do negócio. Claro, não existe necessidade de colocar trens a cada oito minutos direto para Campinas, somente no horário de pico basta. Nos horários de vale, um intervalo de 12 ou 15 minutos está de bom tamanho. A segregação é o grande problema aqui em SP. Precisa priorizar os dois, pois escoar a produção é algo urgente, tanto quanto o transporte de passageiros.

    ResponderExcluir
  4. na minha opíniao se fossem para comprar trens novos para esse trecho entao que façam revisao nos 1100 e 1700 e nos 4400 q vao sobrar agora q o expresso leste xegar ate suzano e a linha 11A vai ter só trens novos,alias outra possibilidade seria reformar ou modernizar os 5000 q vao sobrar da linha 8 com a entrada dos serie 8000 e tbm mandar para essa futura linha jundiai X campinas,se a mesma sair,e no trecho principal (Fco morato-luz) deixariam só trens novos 7000 e alguma outra frota,no trecho entre fco morato-jundiai poderia ser alguns 4400 ja revisados e no trecho jundiai-campinas colocar os 11 unidades revisadas do 1100 e as 10 ou 12 do 1700 tbm reformados ou modernizados,fikariam 22 trens,mais doke o suficiente para este trecho.oq vc axa diego?

    ResponderExcluir
  5. Tarcisio, para esse novo trecho, será necessário trens novos. Serão viagens muito longas para se viajar em trens 'calejados' no sistema. No mínimo um 2100 ali. Mas como os 2100 são da Linha 10 (e que não saiam nunca daqui), haverá a necessidade de trens novos.

    ResponderExcluir
  6. Diego,sobre os 2100 seria interessante coloca-los nesse trecho,ja que disseram que os 2100 vao sair da linha 10 pois esta linha recebera novos trens tbm e ai eles poderiam passar para o trecho jundiai-campinas, seria interessante afinal e um trem de medio-longo percurso e se encaixaria perfeitamente nesta linha ja que vai demoraaaaaaaaaaaaaar para ter uma definiçao se VAI mesmo ou nao acontecer isto ai,ate la acredito que ja vai ter começado a renovaçao de frota da linha 10 assim sobrando os 2100...

    ResponderExcluir
  7. Isso é maravilhoso, pois somente com transporte de qualidade teremos um estado forte.
    Jundiaí x Campinas pode ser feito com intervalo de 30 minutos, pois a distancia de longa é com esse intervalo não vai ter problema com os de carga tem um janela longa para o trafico de trans cargueiro .
    Em questão dos trens tem que ser os de 12 carros não tem condições de colocar numa distancia dessa veículos com 8 carros isso vai fica muito cheio .
    Foi levantado a questão do preço da passagem ,logico que não pode ter o preço da mesma distancia de jundiaí a luz,somente cobra mais r$3,00 para essa distancia ate campinas .

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores