segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

CPTM pretende trocar numerações dos trens e seguir padrão do Metrô

Trens da CPTM deverão seguir padrão de numeração do Metrô
Por Diego Silva

Caros leitores, na última semana diversas pessoas me procuraram para saber se a CPTM iria adotar o padrão de identificação dos trens, similar ao que o Metrô usa. Ainda não confirmei a informação, mas ao que tudo indica, teremos mesmo uma reformulação nos prefixos dos trens. Não se sabe exatamente qual o motivo dessa mudança de controle dos trens, uma vez que os mesmos já possuem seus respectivos prefixos (identificados via rádio por uma letra e dois números), além de sua numeração convencional.

Mas um detalhe curioso chama a atenção nos trens da CPTM. Os mais atentos irão perceber que as composições são formadas por dois tue (ou seja, dois trens formam uma composição. No caso do CAF 2100, por exemplo, 2101-C101-D101<>D133-C133-2133 são duas composições). Isso não acontece no Metrô, onde uma composição é composta unicamente por seis carros. Nesse modo, é possível numerar um trem do Metrô como A01 (A011 até A016) sem qualquer problema. No caso da CPTM isso não daria certo, porque seria necessário modificar as unidades, uma vez que as composições avariam com certa frequencia. Mediante esse fator, alguns tue são modificados, o que impediria a prefixação dos trens.

Falando mais claramente para vocês, vamos usar como exemplo um trem da série 1700:

1706-A706-A705-1705 <> 1736-A736-A735-1735

A prefixação desse trem, atualmente, é composta pela letra G e mais dois números. Se a CPTM adotar um novo padrão de numeração, ficaria da seguinte maneira:

G06 (nas cabines) e G061-G062-G063-G064-G065-G066-G067-G068

O que falamos que poderia acontecer, em caso de avaria, é modificar a composição. Digamos que metade do G06 tenha uma avaria e a CPTM modifique a composição para G06/G01:

G06 - G061-G062-G063-G064 <> G014-G013-G012-G011

Muito complicado não? A questão principal seria na problemática de identificação dos carros e no SMS-Denúncia. Se você denunciar um delito no carro x, sendo que metade desse carro está em manutenção, ficaria algo muito redundante. Em síntese, não existe necessidade de se modificar o sistema de prefixos dos trens. A CPTM precisa se preocupar com outras áreas, que estão muito mais carentes de recursos, do que mandar todos os trens para a oficina e gastar um valor para readesivar carro por carro, com novos números.

9 comentários:

  1. Poxa, cara realmente complicado não consegui entender nada dessa numeração, se você puder reformular o texto de forma mais clara, eu ficaria agradecido

    ResponderExcluir
  2. A CPTM se preocupa tanto com coisas de menores expressões, que esquece o que é mais importante. Lamentável!

    ResponderExcluir
  3. na minha opiniao isso tbm é falta de quem nao tem oq fazer,isso nao é viavel pois aconteceria as mesmas coisas q acontecem hoje,como o DIEGO SILVA BEM EXPLICOU,ja pensou os 7000 daki uns tempos todos mudados os pares igual o Q49 (7003-7004-7027-7028) que e formado por uma parte do Q1 7003-7004 e uma parte do Q7 7027-7028,porque acidentes acontecem e avarias tbm,isso só funcionaria se a CPTM trocasse TODOS os trens por modelos iguais os 8000 que sao compostos por 8 carros,e sao trens inteiros sem a cabine intermediaria no meio dos 8 carros,ai sim daria para utilizar este tipo de numeraçao,porque sem um UNICO trem de 8 carros nao teria como separar os 8 trens para unir a outra composiçao melhor como aconteceu com os Q1 7001-7004 e Q7 7025-7028 que tiveram uma composiçao de 4 carros avariada em ambos os conjuntos de 8 carros e separaram estas 2 composiçoes de 4 carros fazem uma inteira de 8 sendo criado o Q49 7003-7004-7027-7028 que DIZEM que é provisoria,mais que pra mim vai ser definitiva...pelo menos por mtos anos ainda...o ruim de ter um trem como o 8000 que é 8 carros diretos sem cabine intermediaria é que se quebrar algum carro do conjunto vc perde o conjunto inteiro e nao da para fazer como no Q49,ou arruma ele inteiro ou descarta o trem inteiro tbm...melhor pelo menos os trens nao ficam todos desfigurados como os FEPASAO 5000 e nem os 1700 da vida que praticamente TODOS estao fora do par de numeraçao,logo logo serao os 7000,o Q49 ja foi o primeiro neh...

    ResponderExcluir
  4. A CPTM realmente deveria estar pensando em coisas mais importantes... Isso é uma tolice... Se ela quer mudar a numeração, mude mas primeiro faça o que é mais importante, que é modernizar as linhas...

    ResponderExcluir
  5. Diego Silva gostaria que voce fizesse uma materia com todas as frotas mais velhas da cptm e os serie 3000 tbm e pudesse dizer os possiveis destinos dessas frotas,se seram remanejamos para outras linhas e/ou seram APOSENTADOS,como vao ficar...seria mto interessante porque no meio de tantos comentarios q tenho ouvido sobre o destino destes trens mais velhos com as chegadas desses novos lotes de trens novos e os velhinhos como fikam?sei que alguns vao fikar na mesma linha mais alguns tbm vao sair e ir para outros lados,e os 3000?ate agora soube de tantos destinos mais nada definido,e este trem fikar na reserva das linhas 8 e 9 e mto pouco pra ele,sendo um excelente trem e tendo praticamente a mesma idade dos CAF 2000,e os 1700 se der uma boa modernizada nele no vai perder nada para os trens novos,e os 5550 tbm sao excelentes,lembram mto o cofesbra 2070 e o metro da alstom,e entre outras frotas,gostaria de uma materia sua contando os possiveis destinos ou FINS para cada frota...desde ja agradeço DIEGO T+

    Parabens pelo blog

    ResponderExcluir
  6. Como sempre a cptm com suas tolices de criança. Nao tenho outra conotacao para este tipo atitude, que ao meu ver nao serve de nada e nao agrega melhoria alguma para o usuario. Tanta coisa mais importante a fazer, e a cptm brincando com os numero dos trens, um absurdo...

    ResponderExcluir
  7. JOAO ANDRADE disse como estes tipo de chefia se preocupam com numeraçao de carros e nao ve o sofrimento do povo da linha dez turqueza ir somente ate o BRAS sendo que 5 minutos a mais poderiam descer na LUZ ,LUZ,LUZ......

    ResponderExcluir
  8. JOAO ANDRADE disse como estes tipo de chefia se preocupam com numeraçao de carros e nao ve o sofrimento do povo da linha dez turqueza ir somente ate o BRAS sendo que 5 minutos a mais poderiam descer na LUZ ,LUZ,LUZ......

    ResponderExcluir
  9. Eu te digo pra quer a CPTM que trocar a numeração dos trens, para favorecer algum fabricante de tintas amigo de algum poderoso dentro do governo, mesmo sendo pouca tinta, eles sempre dão um jeito de ganha e muito em cima disso.

    Uma coisa que não entendi é porque a CPTM comprou os novos trens com 4 carros em vez de 8?
    Porque isso só faria sentido ser a mesma fosse usar o esquema de trens de tamanho variável. Ou seja, nos horários de pico usar composições com 8 vagões, fora do horário de pico usa com 4.

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores