sexta-feira, 30 de setembro de 2011

CPTM realiza obras de melhorias, alterando circulação nesse final de semana

Trem série 2100 - Estação Tamanduateí (Linha 10-Turquesa)
Fonte: CPTM

Neste fim de semana [dias 01 e 02/10], a CPTM realizará obras de modernização e intervenções de manutenção em suas linhas. Com isso, a operação terá mudanças em horários e trechos específicos. Os trabalhos serão realizados em horários de menor movimentação, a fim de gerarem o menor impacto possível aos usuários. Veja como fica a operação em cada linha.

Linha 9-Esmeralda [Osasco-Grajaú]: das 18 horas de sábado [1/10] até o fim da operação comercial de domingo [2/10], os trens da Linha 9-Esmeralda retornarão da estação Presidente Altino, devido a serviços de implantação de componentes do sistema de alimentação elétrica dos trens e serviços de manutenção do equipamento de via entre as estações Osasco e Presidente Altino.

Linha 10-Turquesa [trecho Capuava-Ribeirão Pires]: das 22 horas de sábado [1] até as 8 horas de domingo [2], equipes da CPTM realizarão serviços de manutenção entre as estações Capuava e Ribeirão Pires. Por esse motivo, os trens circularão com maior intervalo médio no trecho.

Linha 11-Coral [trecho Guaianazes-Estudantes]: das 4 horas até o fim da operação comercial de domingo [2], será realizada a substituição de equipamentos do sistema de alimentação elétrica dos trens entre as estações Ferraz de Vasconcelos e Suzano, ocasionando maior intervalo médio entre os trens.

Linha 11-Coral [trecho Guaianazes-Luz]: das 18 horas de sábado [1] até o fim da operação comercial de domingo [2], haverá serviços de manutenção no sistema de alimentação elétrica dos trens na região da estação Guaianazes. Em razão disso, os trens circularão com maior intervalo médio.

Linha 12-Safira [Brás-Calmon Viana]: das 18h de sábado [1] até o fim da operação comercial de domingo [2], a CPTM realizará manutenção no equipamento do sistema de alimentação elétrica dos trens entre as estações Jardim Helena e São Miguel Paulista. As intervenções provocarão aumento no intervalo médio entre os trens.

CPTM contrata mais 137 Jovens Cidadãos

Futura Estação Franco da Rocha - Linha 7-Rubi
Fonte: CPTM

Um total de 137 jovens do Programa Jovem Cidadão, da SERT [Secretaria de Estado do Emprego e Relações do Trabalho], já estão aptos para as atividades de estágio em diversas estações da CPTM.

Os estagiários são treinados para que possam atuar no atendimento aos usuários, recebendo instruções sobre acessibilidade, postura, atendimento cordial, além de conhecer as linhas e o funcionamento das estações.

O DRHT [Departamento de Recrutamento, Seleção e Treinamento], sob a gestão de Mara Lucia Moreno é a área gestora desse programa na CPTM e realiza todos os meses a seleção desses jovens. O último treinamento foi realizado sob o acompanhamento técnico da analista de RH, Regina Mirwald, com a colaboração de uma equipe multidisciplinar. Os estudantes foram treinados no período de 12 a 16 de setembro, no auditório da Associação dos Engenheiros, na Luz.

A seleção, contratação e treinamento desses jovens cidadãos ocorrem, mensalmente, para atender a uma demanda média de reposição de 60 vagas/mês.

A Equipe de Estágios faz todo o acompanhamento desses jovens durante sua permanência na CPTM. O treinamento tem duração de cinco dias, com carga horária de 25 horas por turma.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Sistema Metroferroviário dará conta da Copa, afirma secretário

Trem série 5550 - Estação Calmon Viana
Fonte: STM

O secretário de Estado dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, apresentou, na manhã desta terça-feira (27), os projetos para as linhas metroferroviárias e corredores de ônibus metropolitanos já assegurados até a Copa de 2014, no seminário “Zona Leste: o futuro de SP passa por aqui”. A abertura do evento contou com presença do governador Geraldo Alckmin e do prefeito Gilberto Kassab.

Promovido pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e 9ª Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo, no Hotel Renanaissance, o seminário reuniu representantes da Prefeitura, Estado, União, entidades de classe e da sociedade civil, bem como especialistas em transporte e urbanismo. Os convidados puderam debater e mostrar soluções concretas para o desenvolvimento da Zona Leste, com 3 milhões de habitantes.

Segundo Fernandes, a Linha 3-Vermelha (Corinthians/Itaquera – Palmeiras/Barra Funda) do Metrô e a 11-Coral (Luz-Estudantes) da CPTM, sistemas de alta capacidade que servem a Zona Leste, já estão sofrendo “fortes” modernizações. “Somados os novos projetos em andamento, esses sistemas darão conta da Copa. Vale lembrar que já temos 335 quilômetros de linhas metroferroviárias integradas e com a mesma tarifa na região metropolitana de São Paulo”.

O secretário também falou sobre outros projetos importantes que ficarão prontos até 2014. Sãos eles: os trechos de monotrilho, da Linha 2-Verde entre Vila Prudente e São Mateus e da Linha 17-Ouro (ligando o aeroporto de Congonhas à Estação Morumbi da CPTM), o trem da Linha 13-Jade até o aeroporto de Cumbica e um novo corredor de ônibus ao longo da Avenida Jacu-Pêssego, saindo do ABC, passando por Itaquera, até Guarulhos.

Fernandes ainda citou um trecho do novo corredor de ônibus da EMTU, entre os bairros CECAP e Taboão, em Guarulhos, que deverá ser entregue ainda este ano.

Além do secretário Jurandir Fernandes, também participaram do painel “A localização estratégica para a região metropolitana de SP”, mediado por Larissa Campagner, da ASCP, José Geraldo Simões Gomes, da FAU/Mackenzie, Nelson Ibrahim Maluf El-Hage, da ACSPM, e Eduardo Della Manna, do Secovi.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Depois de muita espera, CAF 8000 enfim chega à Presidente Altino

Primeiro trem da série 8000, ainda nas carretas, em Presidente Altino
Por Diego Silva

Caros leitores, após duas postagens 'falsas', graças a notícias que não procediam, agora noticiamos: o CAF 8000 chegou! Recebemos a informação que havia chegado mais um CAF em Presidente Altino, e só haviam quatro carretas, com um carro cabine. A lógica: quatro carros e uma cabine igual a meio 8000. Mais que depressa, corri para Presidente Altino, e comprovei: era o novo trem! Segundo notícias ainda não confirmadas, a outra metade do trem deverá chegar pela madrugada, e durante o dia de amanhã, o trem será montado e alinhado no pátio de Presidente Altino. Usuários da Linha 8-Diamante, a mudança está começando a chegar!
Em breve, maiores detalhes do novo trem, com fotos e especificações. Até o final desta semana, estaremos no pátio para conhecer de perto o novo orgulho da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos.

Trem Série 8000 - Fábrica CAF, em Hortolândia, SP
Gangway do trem série 8000: Revolução na CPTM


Secretário Jurandir Fernandes mostra investimentos na Lapa

Trens série 1700 - Abrigo Lapa
Fonte: CPTM

O secretário dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, apresentou, no dia 26, os projetos em andamento na região da Lapa a um grupo de empresários. O bairro é atendido pelas linhas 7-Rubi e 8-Diamante da CPTM [Companhia Paulista de Trens Metropolitanos] e futuramente contará também com o Metrô, por meio da Linha 6-Laranja, cujo primeiro trecho, entre Brasilândia e São Joaquim, encontra-se em fase de elaboração do projeto básico.

Após uma breve explanação sobre a atuação da Secretaria nas três regiões metropolitanas [São Paulo, Campinas e Baixada Santista] e na mais nova aglomeração urbana de Jundiaí, Fernandes mostrou as ações previstas nas duas linhas da CPTM. "A estação Lapa será um ponto muito importante de intersecção das linhas da CPTM. Ela será unificada, sendo uma grande estação com plataformas para atender as linhas 7-Rubi, 8-Diamante e, futuramente, a Linha 9-Esmeralda, que deverá seguir sentido Água Branca", explicou. Haverá vias exclusivas para trens de carga. Os acessos às plataformas, de acordo com Fernandes, serão subterrâneos e o trem Expresso Jundiaí já passará enterrado na estação.

A nova instalação, segundo o gerente de Planejamento de Transporte da CPTM, Luciano Luz, estará preparada para receber o enterramento dos trilhos futuramente, caso haja entendimentos com a Prefeitura nesse sentido. Além da nova estação Lapa, a estação Água Branca também será modernizada para receber o Expresso Jundiaí, as linhas 7 e 8 da CPTM e a Linha 6-Laranja do Metrô.

Em relação aos projetos do Metrô para a região, o secretário disse que, além da Linha 6-Laranja, a região será beneficiada também com a Linha 20-Rosa, que sairá da Lapa, passando pelas avenidas Cerro-Corá e Faria Lima, chegando em Moema, na zona sul. Já a Linha 6-Laranja será estendida até a rodovia dos Bandeirantes, passando por Morro Grande e o Centro de Convenções Pirituba. "O projeto básico do primeiro trecho da Linha 6 está em desenvolvimento, com previsão para início de obras até o fim de 2012".

Após a apresentação, os convidados esclareceram dúvidas sobre os projetos da região e impactos urbanos com a implantação das obras.

CPTM em FOCO antecipou unificação da Estação Lapa:

A solução virou problema

Trens série 2000 - Abrigo de Engenheiro São Paulo
Por Diego Silva

Desde a fundação da CPTM, em 1992, São Paulo vivia um problema: a falta de trens para atender toda a demanda. Durante os 19 anos de administração, a empresa manteve até 2009 um principal objetivo: comprar trens. Era frequente a avaria das composições, e não havia trem reserva para repor durante a operação comercial. A partir de março de 2010, com a chegada do primeiro trem da Série 7000, a realidade começou a mudar. Chegaram 48 novos trens (40 unidades série 7000, mais 8 unidades da série 7500), que estão dando muito certo em suas prestações de serviço. Mas um detalhe curioso chamou a atenção dos mais próximos da CPTM: não tem mais espaço para tanto trem.
O que antes era um problema (falta de trens), virou solução com a compra de novas unidades, e um novo problema com a falta de espaço nos pátios de estacionamento. Claro que haverá uma reformulação na frota, onde algumas frotas não prestarão mais serviço na CPTM, porém, enquanto isso não acontece, a empresa está passando por um momento bastante curioso no que se diz à espaço físico para estacionamento de trens.

Trens série 1700 - Abrigo da Lapa
Normalmente, as oficinas e abrigos servem como estacionamento provisório dos trens (principalmente no final da operação comercial). As oficinas de Presidente Altino (em Osasco), Engenheiro São Paulo (no Brás), Luz e Lapa abrigam uma quantidade razoável de trens. Existem outros estacionamentos espalhados pelo sistema, para dar um suporte específico para cada linha. Porém, algo está dando errado: as oficinas estão passando por obras (como o caso de Lapa e Engenheiro São Paulo), e alguns trens estão ficando 'fora de casa'. Na Linha 7, existe espaço em Jundiaí, Francisco Morato, Caieiras, Lapa e Luz. Na Linha 8, Itapevi, Barueri, Carapicuíba, Osasco, Presidente Altino, Domingos de Moraes, Palmeiras-Barra Funda e Júlio Prestes abrigam trens. Grajaú, Pinheiros e Jurubatuba respondem pela Linha 9. Na Linha 10, Rio Grande da Serra, Santo André, São Caetano e Mooca dão espaço para os trens. Na Linha 11, Estudantes, Mogi das Cruzes, Jundiapeba, Guaianazes e Tatuapé. Na Linha 12, Brás, Itaim Paulista e Engenheiro Manoel Feio. Falando assim, parece que estamos exagerando, mas os casos citados aqui são de estações onde os trens ficam de prontidão para o início da operação, quando o correto era grande parte estar nos pátios. Já ouve reclamação de moradores vizinhos à estação Piqueri, por conta do estacionamento de trens da série 1700 que não cabem no pátio da Lapa, ficarem a todo tempo fazendo barulho (dando descarga no compressor de ar).

Abrigo de Engenheiro São Paulo - Obras para receber mais trens
As melhorias estão a caminho: os pátios de Engenheiro São Paulo e Lapa estão em obras, para serem ampliados. Em Engenheiro Manoel Feio, na Linha 12, todo o espaço onde ficavam antigas sucatas de trens está pronto para virar um enorme estacionamento de trens, desafogando Engenheiro São Paulo. Em Guaianazes, o novo estacionamento dos trens está pronto, faltando poucos detalhes para sua operação. Em Mauá, o novo pátio está em fase final de construção. Mas enquanto isso não acontece, os trens permanecem fazendo o pernoite em estações, ou onde houver espaço físico para isso.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

O fim da era Budd em São Paulo?

Trem série 1400 - Estação Guaianazes
Por Diego Silva

Caros leitores, já não é de hoje que esse assunto está pairando quem convive na CPTM. Será que chegou o fim da era Budd na empresa? As frotas 1400 e 1600 estão mesmo com os dias contados. A tecnologia chegou, e esses trens não acompanharam a evolução das coisas. Após 37 anos de serviços prestados, com maior ênfase na zona leste de São Paulo (mas com passagens pelo ABC e pela região de Jundiaí), está chegando ao fim uma das maiores lendas da história ferroviária metropolitana de São Paulo. Adquiridos pela EFSJ (Estrada de Ferro Santos a Jundiaí), as atuais frotas 1100, 1400 e 1600 (adquiridas em 1957, 1974 e 1976, respectivamente), deram novo fôlego no transporte de passageiros, na época da aquisição. Baseados em aço inox, tais trens eram dotados de um conforto similar, sendo que o trem da série 1100 foi o primeiro trem em aço inox adquirido no país. São trens com histórias para contar, apesar de que, da frota 1400, existe muito menos da metade do que foi adquirido. Esses trens sofreram muito com vandalismo, incêndios criminosos, foram ponto de tráfico de drogas, assassinatos, mortes intencionais (usuários surfavam no teto dos trens em tempos mais remotos)... Na virada do milênio, alguns trens estavam circulando em situação sofrível, e muitos deles estavam parados, sem qualquer condição de uso.

Trem série 1600 reformado - Estação Brás
Durante a administração da CPTM, foi recuperado aquilo que foi possível. Quem teve mais sorte foi a série 1100, que teve uma modernização completa entre 1996 e 1997. O último trem a ser modernizado e entregue foi a unidade 1603/1604, da imagem acima. Ele foi o 34º trem modernizado entregue pelo programa Expansão SP. Mas as constantes mudanças de necessidades dos usuários fazem com que esses trens não tenham mais compatibilidade com a atual realidade. Apesar do momento atual ser outro, onde se precisa cada vez de mais trens, rápidos e confortáveis, os Budd's ainda estão operando, dando apoio essencial à Linha 12-Safira, principalmente no horário de pico. Mas os dias dessas frotas estão contados. Em breve, a tecnologia e a praticidade irão tomar lugar, e tudo isso será apenas história. A frota série 1100, a mais antiga, parece ter sorte melhor: dizem que a extensão da Linha 7-Rubi será seu próximo destino (atualmente, a extensão é atendida por trens série 1400, 1600 e 1700). Se for mesmo, será uma grande jogada da CPTM, uma vez que os 'milzinhos' demonstram um excelente desempenho naquele trecho.

Trem série 1100 - Estação Rio Grande da Serra
Mas já faz algum tempo que o fim da era Budd começou em São Paulo. Com a chegada dos novos trens, modernos e eficientes, não haverá espaço hábil para todos circularem. Os trens mais antigos são lentos e antiquados. Mas uma opinião particular, de blogueiro e usuário: ainda prefiro os trens mais antigos. Não pela admiração que tenho, mas pelo costume de viajar com janelas abertas, de poder ver o que temos do lado de fora, sem um vidro te impedindo. O fato de poder colocar a câmera para fora da janela, a fim de fazer uma foto legal. Isso tudo está em vistas de acabar. É pena que os anos passam rápido, e o que hoje temos, amanhã não teremos mais. Mas tudo isso é pelo bem do usuário, e a necessidade de ir e vir cada vez mais rápido e com conforto é o que mais importa. História, nós teremos para contar daqui há alguns anos.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Prêmio TopBlog 2011: Últimos dias para votar!

CPTM em Foco está no TOP30 do Prêmio Topblog 2011
Por Diego Silva

Caros leitores e visitantes do Blog CPTM em Foco, entramos na reta final de votações do Prêmio TopBlog 2011. Desde o início da contagem de votos pela organização, estivemos na lista dos 30 mais votados da categoria 'Notícias e Cotidiano'. Mas isso ainda não é tudo! Para manter essa posição, precisamos do seu voto! Será muito importante nossa permanência entre os 30 mais votados até o fim das votações, para conseguirmos nossa passagem para o segundo turno de votações, e finalmente concorrer diretamente ao troféu. Por isso, peço gentilmente que vocês continuem votando. Se você, leitor, já votou, indique o blog para um amigo ou parente, e consiga mais votos para nós. Lembre-se: o sucesso desse blog não é por mérito meu, que escrevo. O sucesso desse blog é de vocês, que estão sempre visitando, comentando e participando. O nome CPTM em Foco chegou onde chegou graças à vocês, leitores e visitantes! Por isso, vamos todos juntos atrás de votos! Até o dia 11/10, está aberta a votação 'Júri Popular'. Consiga votos para nós, e vote também.
Desde já agradeço a participação de todos! Rumo à vitória!

Para votar:
Clique no selo azul do Top Blog que está no lado esquerdo do blog. Ao clicar, você será encaminhado para a página de votação. Clique em votar, digite seu nome e email. Você receberá um email confirmando o voto. Clique no link que receber, e confirme o voto. Pronto! Você votou 'CPTM em Foco' e contribuiu para nossa vitória! Vamos todos juntos, rumo ao segundo turno!

Série 2100: Reformas avançam

Trem série 2100 - Unidade 2145
Por Diego Silva

A revisão geral da frota 2100 da CPTM está bastante adiantada. Depois de reformar grande parte do lote, o consórcio responsável está em processo de finalização dos últimos três TUE's, o que deve ser concretizado até o final de novembro, de acordo com prazos. A revisão geral dessa frota é realizada assim que o trem alcança a marca de 1 milhão de quilômetros rodados. Consiste em desmontar o trem inteiro, peça por peça, a fim de verificar a condição física e estrutural de todos os componentes. Em matérias anteriores, mostramos aos leitores como é realizada a revisão geral da frota 2100, num todo, passo a passo. Ontem, conferimos o último trem que saiu da revisão geral, que é a unidade 2145. Esse trem já está com praticamente tudo pronto para circular, inclusive com câmeras já instaladas. A única pendência é o seu par, que deverá ser a unidade 2113, que ainda não voltou da revisão geral. Com isso, restam apenas mais dois trens para voltarem da revisão, e assim, encerrar o lote de reformas. Está aberto processo licitatório para dar continuidade na revisão das demais unidades, que ainda estão no padrão metropolitano. A frota 2100 encontra-se da seguinte maneira:

Padrão metropolitano:
2101, 2102, 2104, 2105, 2106, 2107, 2108, 2109, 2110, 2115, 2117, 2118, 2119, 2120, 2124, 2126, 2129, 2130, 2132, 2133, 2139, 2140, 2142, 2144, 2146 e 2147.

Padrão vermelho:
2103, 2111, 2112, 2114, 2116, 2121, 2122, 2127, 2128, 2131, 2134, 2135, 2136, 2137, 2138, 2141, 2143, 2145 e 2148.

Em Reforma:
2113, 2123, 2125.

sábado, 24 de setembro de 2011

Alteração de circulação nesse final de semana

Passarela de integração CPTM-Metrô - Estação Pinheiros
Fonte: CPTM

Neste fim de semana [dias 24 e 25], a CPTM realizará obras de modernização e intervenções de manutenção em suas seis linhas. Com isso, a operação terá mudanças em horários e trechos específicos. Os trabalhos serão realizados em horários de menor movimentação, a fim de gerarem o menor impacto possível aos usuários. Veja como fica a operação em cada linha.

Linha 8-Diamante [Júlio Prestes-Itapevi]: das 20h de sábado [24] até o fim da operação comercial, a CPTM realizará a substituição de equipamento de via na região da Barra Funda. Das 9h às 18 horas de domingo [25], equipes da Companhia realizarão a manutenção no equipamento de via entre as estações Imperatriz Leopoldina e Domingos de Moraes. Por conta disso, os trens da Linha 8 circularão com maior intervalo entre os trens.

Linha 9-Esmeralda [Osasco-Grajaú]: das 18 horas de sábado [24] até o fim da operação comercial, haverá implantação de componentes do sistema de alimentação elétrica dos trens na região da estação Osasco. Em razão disso, os trens da Linha 9 retornarão da estação Presidente Altino. Domingo [25], das 9h às 20 horas, haverá implantação de componentes do sistema de alimentação elétrica dos trens na região da estação Santo Amaro, ocasionando maior intervalo médio entre as composições. Paralelamente, das 10h às 19 horas, equipes da CPTM realizarão a substituição de componentes de equipamento de via entre as estações Presidente Altino e Jaguaré. Por isso, os trens da Linha 9, retornarão da Estação Presidente Altino.

Linha 10-Turquesa [trecho Capuava-Mauá]: domingo [25], das 4h às 12 horas, haverá implantação de componentes do sistema de alimentação elétrica dos trens entre as estações Mauá e Capuava. Por esse motivo, os trens não circularão nesse trecho. Para transportar os usuários entre as duas estações, a CPTM implantará a operação PAESE [transporte com ônibus gratuito].

Linha 11-Coral [trecho Guaianazes-Estudantes]: das 8h às 20 horas de domingo [25], será realizada a substituição de equipamentos de via entre as estações Suzano e Jundiapeba, ocasionando maior intervalo médio entre os trens.

Linha 12-Safira [Brás-Calmon Viana]: das 18h de sábado [24] até o fim da operação comercial de domingo [25], a CPTM fará a manutenção no equipamento de via entre as estações Itaquaquecetuba e Aracaré. As intervenções provocarão aumento no intervalo médio entre os trens.

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Linha 9-Esmeralda deverá ganhar 21 novos trens

Trem série 7500 já está rodando na Linha 9: Mais trens novos a caminho
Por Diego Silva

A CPTM continua sua renovação de frota, e essa semana foi anunciado o financiamento de 21 novos trens, para a Linha 9-Esmeralda. Com essa nova aquisição, muito provavelmente os trens da série 7000, que estão circulando 'emprestados' no trecho Osasco x Grajaú, deverão ser devolvidos para suas linhas de origem (Linha 7-Rubi e Linha 12-Safira). Confirmada a chegada dessa nova série, ainda sem denominação ou construtora específica, a Linha 9-Esmeralda contará com 29 trens (21 novos + 8 série 7500), além de ganhar três novas estações (João Mendes, Mendes e Varginha). O plano de entrega desses novos trens deverá ser para o biênio 2014/2015, enquanto que as novas estações deverão ser construídas até 2014.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Alstom Série 9000

Projeto de como poderá ser o novo Alstom série 9000 da CPTM
Por Diego Silva

Há algum tempo atrás, revelamos como seria o novo Alstom série 9000 da CPTM, que irá correr pelas linhas do Expresso Leste. O novo trem, ainda a ser construído, deverá seguir os padrões da frota CAF 7000/7500/8000, estabelecidos há algum tempo na CPTM. Em caixas de aço inox, passagem gangway e amplo espaço interno, os novos trens irão chegar para dar suporte à linha mais movimentada da companhia, com fluxo médio de 551 mil usuários por dia. Quando chegarem, a ideia é colocar o Expresso Leste entre Palmeiras-Barra Funda e Suzano. Para isso, obras já estão em andamento, como as melhorias da via, reconstrução das estações Ferraz de Vasconcelos e Suzano, e revisão da frota série 2000 (que permanecerá prestando serviços). Com esse aditivo, mais a frota de trens série 2000 fase II (caso seja mesmo realocada), o Expresso Leste estará pronto para suprir toda a demanda necessária. O Novo Alstom série 9000 deverá ser idêntico ao CAF 7000/7500, tanto em tamanhos como estruturas.

Provável interior do novo Alstom série 9000
De acordo com o contrato, serão 9 unidades dessa nova frota, todos com ar-condicionado, assentos anatômicos, detectores de incêndio, câmeras de vigilância, passagem open-gangway, caixa em aço inox, truques articulados (ainda a se confirmar), e padronização CPTM. A companhia, por sua vez, pretende reduzir o intervalo da Linha 11, dos atuais cinco para três minutos, oferecendo o tão falado sistema de Metrô de superfície. O Blog CPTM em Foco antecipa-se mais uma vez, e mostra para você mais essa novidade.

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Estação Tamanduateí completa 1 ano

Trem série 2100 - Estação Tamanduateí
Por Diego Silva

Hoje, a nova estação Tamanduateí completa seu primeiro ano de operação. Decorridos esses 365 dias, muita gente por ali já passou, e outros tantos haverão de passar. Construída e integrada com a estação Tamanduateí da Linha 2-Verde do Metrô, o projeto está beneficiando muitos usuários do Grande ABC, que não precisam mais ir até o centro de SP para chegarem na Avenida Paulista. Com a estação Tamanduateí, os passageiros seguem direto para a famosa avenida. Não só quem usa Metrô foi beneficiado. Quem está diariamente na CPTM, como nós, também ganhou uma nova estação, muito mais ampla, confortável e acessível. Dotada de duas plataformas centrais, a estação está pronta para receber a Linha 10-Turquesa e o futuro Expresso ABC, que deverá entrar em operação em 2014. O Blog participou da cerimônia de inauguração das novas estações, há um ano atrás, com o então secretário de transportes José Luiz Portella, o então governador Alberto Goldman, o prefeito Gilberto Kassab e o ex-presidente da CPTM, Sérgio Avelleda. Fica aqui o registro do primeiro ano de operação desta tão importante estação, e que esta seja utilizada por muitos usuários, sempre levando e trazendo as pessoas com conforto, segurança e rapidez!

Leia a matéria especial do blog, sobre a inauguração (postada em 22 de setembro de 2010):
http://cptmemfoco.blogspot.com/2010/09/inaugurada-estacao-tamanduatei.html

Antiga estação Tamanduateí, demolida no final de 2010

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Orquestra realizará novas apresentações em Francisco Morato

Trem série 1100 - Estação Perus
Fonte: CPTM

Nesta terça-feira[20], a Orquestra Experimental Pró-Morato [OEXP] volta a trazer música Estação Francisco Morato, da CPTM [Companhia Paulista de Trens Metropolitanos]. As apresentações acontecerão na área livre próxima aos bloqueios da estação, na Linha 7-Rubi [Luz-Francisco Morato], das 20 às 21h.

No total, serão quatro apresentações dos jovens músicos da orquestra que levam seu repertório à estação da cidade, alegrando a volta para casa daqueles que por ela passam. A série de apresentações ocorre uma vez por mês, sempre na terceira terça-feira do mês.

A iniciativa faz parte do programa "Música na CPTM" e tem como objetivo oferecer à população da cidade a oportunidade de conhecer novos estilos musicais, além de permitir o aprimoramento dos jovens músicos locais.

Confira as datas em que a Orquestra Experimental Pró-Morato se apresenta na CPTM:

20 de setembro
18 de outubro
22 de novembro
20 de dezembro

Horário: das 20 às 21 horas

Local: área livre - Estação Francisco Morato

Apresentações Gratuitas

Cidadania
A Associação Cultural Comunitária Pró-Morato foi fundada em 1996 a partir de um movimento de moradores que buscavam a melhoria da qualidade de vida em Francisco Morato, principalmente nos aspectos relacionados ao exercício pleno da cidadania e à discussão e busca de soluções para os problemas da cidade. A partir de 1998, a Pró-Morato passou a criar e incentivar a realização de projetos culturais e comunitários, além de valorizar a participação da juventude local.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Licitação para trem de Jundiaí será lançada ainda esse ano

Cabine de comando - Trem série 7000
Fonte: Revista Ferroviária

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) lança até o final deste ano a licitação para contratação do projeto básico e executivo do trem de Jundiaí. A CPTM deve concluir no final deste mês o estudo de viabilidade técnica, operacional e ambiental para alternativas de traçado.
Será construída uma nova linha, que sairá da Água Branca, em São Paulo, chegando a Jundiaí em 25 minutos, em um percurso de 47 km.  A previsão é que a linha esteja pronta em 2015. “Estamos avaliando um novo traçado para melhorar o desempenho do trecho”, explicou o diretor de Planejamento da CPTM, Silvestre Eduardo Rocha Ribeiro, durante a semana de tecnologia da Aeamesp, em São Paulo.
O trecho de Jundiaí faz parte do projeto de trens regionais do governo de São Paulo, que também estuda as ligações com Sorocaba e Santos.
Os estudos para Sorocaba também estão em andamento. Em junho deste ano foi contrato o projeto funcional da linha, que mostrará a viabilidade técnica, operacional e ambiental das opções de traçado. O projeto deve estar pronto em abril de 2012.  O percurso de 90 km está estimado em 40 minutos de viagem. As estações ainda serão definidas.
O trem para Santos é o que está sendo discutido a mais tempo. Em maio, a CPTM lançou o edital para os estudos técnicos de traçado, viabilidade, operacional e ambiental para a implantação do serviço. A licitação está em fase de recurso e a expectativa da CPTM é assinar o contrato até novembro. O percurso de 72 km e 40 minutos entre a capital paulista e o litoral é mais complexo que os demais, já que existe a necessidade de transpor a Serra do Mar.
Sobre a participação da iniciativa privada nos projetos, o diretor da CPTM explica que a definição será feita após a finalização dos projetos. No final de agosto, o governado Geraldo Alckmin fez o anuncio da nova linha para Jundiaí.
Em dezembro de 2010, a secretária dos Transportes Metropolitanos lançou o estudo preliminar para restabelecimento de ligações ferroviárias regionais. Na época, foram feitos os estudos iniciais das linhas para Santos e Sorocaba.

domingo, 18 de setembro de 2011

Divulgado interior do novo CAF 8000

Interior gangway do novo trem série 8000 da CPTM
O interior do novo trem série 8000 da CPTM enfim foi divulgado. Após expectativa por parte de todos que acompanham o dia-a-dia da empresa, eis que aí está o tão falado 'gangway' do novo trem. Um projeto muito bonito e moderno, que deverá fazer sucesso e tendência nos trilhos paulistas. A CAF, fabricante do trem série 8000, irá entregar 36 unidades nesse padrão, para a Linha 8-Diamante. A primeira unidade deverá ser entregue ainda este mês, segundo informações locais.

sábado, 17 de setembro de 2011

CPTM realiza obras nesse fim de semana, alterando a circulação

Estação Júlio Prestes - Linha 8-Diamante
Fonte: CPTM

Neste fim de semana [dias 17 e 18], a CPTM realizará obras de modernização e intervenções de manutenção em suas seis linhas. Com isso, a operação terá mudanças em horários e trechos específicos. Os trabalhos serão realizados em horários de menor movimentação, a fim de gerarem o menor impacto possível aos usuários. Veja como fica a operação em cada linha.

Linha 7-Rubi [Francisco Morato-Jundiaí]: das 4h às 18 horas do domingo [18], haverá revisão geral do sistema de alimentação elétrica dos trens na região da estação Várzea Paulista, ocasionando maior intervalo médio entre os trens.

Linha 8-Diamante [Júlio Prestes-Itapevi]: das 17h de sábado [17] até o fim da operação comercial de domingo [18], a CPTM realizará a substituição e instalação de componentes do equipamento de via na região da Barra Funda. Por conta disso, os trens da Linha 8 circularão com maiores intervalos e somente entre as estações Itapevi e Palmeiras-Barra Funda.

Linha 9-Esmeralda [Osasco-Grajaú]: das 4h até o fim da operação comercial de domingo [18], haverá implantação de componentes do sistema de vias na região da estação Pinheiros. Em razão disso, os trens da Linha 9 circularão entre as estações Grajaú e Pinheiros, onde será necessário fazer a transferência de trens para prosseguir até Presidente Altino.

Linha 10-Turquesa [trecho Capuava-Mauá]: das 18h de sábado [17] até o fim da operação comercial de domingo [18], acontecerá o remanejamento do sistema de via na região de Mauá. Por conta disso, as composições circularão com maior intervalo médio entre as estações Santo André e Rio Grande da Serra.

Linha 11-Coral [trecho Guaianazes-Estudantes]: das 18h de sábado [17] até o fim da operação comercial de domingo [18], será realizada a manutenção no equipamento de via na região da estação Suzano. Paralelamente, das 4h até o fim da operação comercial, haverá substituição de equipamento do sistema de alimentação elétrica dos trens entre as estações Poá e Ferraz de Vasconcelos. Por esse motivo, os trens circularão com maior intervalo médio.

Linha 12-Safira [Brás-Calmon Viana]: das 18h de sábado [17] até o fim da operação comercial de domingo [18], a CPTM realizará a implantação do novo sistema de sinalização, na região da estação Tatuapé. Ainda no domingo [18], das 7h às 21 horas, serão realizadas manutenção no equipamento de via e limpeza da faixa de domínio na região da estação Engenheiro Goulart. As intervenções provocarão aumento no intervalo médio entre os trens.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Táxi na Estação presente em 32 estações da CPTM

Trem série 2000 - Estação Luz
Fonte: CPTM

Você sabia que a CPTM tem um serviço que facilita o acesso a táxis em 32 estações? Trata-se do programa "Táxi na Estação", que visa oferecer aos usuários a possibilidade de complementarem o trajeto de táxi, de uma forma simples e rápida,

Nas estações Cidade Jardim, Santo Amaro e Morumbi, o táxi pode ser solicitado a partir de um aparelho similar a um interfone instalado em área visível e devidamente identificado. Por meio do equipamento, os usuários podem chamar, gratuitamente, um táxi do ponto mais próximo à estação.

Já nas outras 29 estações, como há um ponto logo na saída da estação, existe comunicação visual indicando como chegar até os táxis.

O programa "Táxi na Estação" tem como objetivos ampliar a segurança e a comodidade do usuário, bem como integrar os meios de transporte, diminuindo o trânsito na cidade. A ideia é oferecer mais uma facilidade ao usuário, que tem a opção de completar o seu percurso de táxi.

Veja onde é possível acessar táxis na CPTM:

Linha 7
Jundiaí
Luz

Linha 8
Júlio Prestes
Barra Funda
Imperatriz Leopoldina
Gen. Miguel Costa
Carapicuíba
Barueri
Jandira

Linha 9
Osasco
Cidade Universitária
Pinheiros
Hebraica - Rebouças
Vila Olímpia
Granja Julieta
Cidade Jardim [com telefone]
Santo Amaro [com telefone]
Morumbi [com telefone]

Linha 10
São Caetano
Tamanduateí
Santo André
Mauá
Guapituba
Rio Grande da Serra

Linha 11
Tatuapé
Ferraz de Vasconcelos
Poá
Jundiapeba
Mogi das Cruzes

Linha 12
Jardim Helena - Vila Mara
Eng. Manoel Feio
Calmon Viana

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Trem expresso entre SP e Jundiaí ficará pronto em 2015

Trem série 1600 - Estação Jundiaí (Linha 7-Rubi)
Fonte: O Estado de São Paulo

O trem expresso que ligará a cidade de São Paulo a Jundiaí, trajeto de 47 km que deverá ser percorrido em 25 minutos, deve ser concluído até 2015. A afirmação foi feita hoje pelo diretor de Planejamento da Companhia Paulista Trens Metropolitanas (CPTM), Silvestre Eduardo Rocha Ribeiro, que participou da 17ª Semana de Tecnologia Metroferroviária, em São Paulo. "Esse é o trecho que está mais adiantado. Já está em andamento o estudo da viabilidade técnica, operacional e ambiental para alternativas do traçado", afirmou.

Segundo Ribeiro, só depois de concluído esse estudo é que o governo terá condições de avaliar se o projeto será repassado, por meio do sistema de concessão, à iniciativa privada ou não. "Não temos ainda como avaliar a viabilidade financeira." De acordo com Ribeiro, o estudo já está em fase final e deve ser concluído ainda este mês.

Outro projeto de trem regional em estudo é entre a capital paulista e a cidade de Sorocaba. A previsão é que o trajeto, de 90 km, seja feito em 40 minutos com o trem. Segundo o executivo da CPTM, os estudos foram contratados em junho e devem ser finalizados em abril de 2012. Já o projeto do trem que ligará São Paulo a Santos está em fase final de contratação da empresa responsável pelo estudo técnico. "Até novembro devemos finalizar esse processo", afirmou.







SP deve ter Ferroanel de R$ 1,2 bi em 2014

Trem de Bauxita da MRS Logística - Estação Luz
Fonte: Revista Ferroviária

Um problema técnico grave e a predisposição política para negociar a solução podem destravar, finalmente, o início da construção do primeiro trecho do Ferroanel de São Paulo. O projeto de engenharia do trecho de 60 km, a cargo da MRS Logística, já foi autorizado e fica pronto até o fim do ano. A obra, orçada inicialmente em cerca de R$ 1,2 bilhão, deve ser entregue até 2014.
Objetivo é retirar trens de carga das linhas da CPTM e dedicá-las apenas para o transporte coletivo.
Parte do traçado vai correr nas franjas da Serra da Cantareira, paralela ao polêmico Rodoanel Norte. Os 60 km de trilhos serão usados exclusivamente para cargas. O Ferroanel chegou a ser incluído na lista de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), lançado pelo governo Lula em janeiro de 2007. De lá para cá, as divergências, mais políticas do que técnicas, não tiraram a obra do papel.
Agora, os secretários e técnicos dos dois governos - o federal da presidente Dilma Rousseff (PT), e o estadual de Geraldo Alckmin (PSDB) -, chegaram à mesma conclusão em reunião feita anteontem em Brasília. "Os projetos de expansão da malha de passageiros, operada pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), inviabilizariam a partir de 2015 o transporte ferroviário de cargas", resumiu ao Estado o diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Bernardo Figueiredo.

Custos
Segundo Figueiredo, houve entendimento para adotar uma solução imediata para o projeto e também para a construção e exploração do trecho. A divisão de custos iniciais da obra entre os dois governos ainda vai ser definida, mas o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) já tem pronto um estudo de modelagem da exploração econômica do Ferroanel. Além dos investimentos estatais, há a possibilidade de se abrir uma nova Parceria Público-Privada (PPP) ou estender a concessão dos novos trilhos para empresas que já operam esse transporte na capital.
"Pelo fato de o primeiro trecho estar na área da MRS, a empresa terá a preferência para também investir e explorar esses 60 km. Se houver algum problema que torne inviável essa solução, então estudaremos outra alternativa", disse Figueiredo.
O objetivo é deixar os trilhos da CPTM só para o transporte coletivo - o Estado planeja diminuir o tempo entre as composições, o que só será possível com a retirada dos trens de carga. Outra previsão de retorno positivo é a redução das despesas com o transporte de mercadorias que precisam passar pela capital, uma vez que hoje é muito lenta a velocidade do transporte sobre trilhos nos trechos urbanos.
Licença ambiental. Para acelerar o processo de licenciamento ambiental, o trecho deverá ficar a menos de 30 metros do traçado previsto para o tramo norte do Rodoanel. "Assim ficaria mais fácil para conseguir as licenças", diz o secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes. Ele afirmou que ainda estuda a necessidade de pedir uma extensão da licença ambiental do Rodoanel ou se será necessário entrar com um novo processo. A previsão do governo estadual é de que as obras do trecho rodoviário próximo da Serra da Cantareira comecem ainda em dezembro deste ano.
O traçado previsto para a linha deve sair de Itaquaquecetuba, na zona leste da Grande São Paulo, passar por Guarulhos, beirando a Serra da Cantareira, chegar em Perus, na zona norte paulistana, e seguir até Jundiaí. Esse trajeto facilitaria principalmente o transporte de cargas entre o Vale do Paraíba e as regiões de Sorocaba, Campinas e Ribeirão Preto. O governo estadual avalia que esse trecho é o que tem mais demanda e por isso deverá sair primeiro. Ainda não há data prevista para a construção do trecho sul, que contará com 40 km.

Para lembrar
Com o Ferroanel retirando os trens de carga dos trilhos compartilhados com a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), a Prefeitura conseguiria colocar em prática o projeto de aterrar os trilhos entre as Estações Lapa e Luz. Segundo o plano, revelado pelo Estado no fim do ano passado, 12 km de trilhos que hoje cortam o centro de São Paulo seriam subterrâneos. Em novembro, o ministro de Transportes, Paulo Sérgio Passos, prometia o projeto do Ferroanel para 2011. "A adoção do Ferroanel já está em negociação entre o governo federal e do Estado", disse na época.

CPTM Campinas: Sindicato quer que CPTM chegue em Campinas

Trem série 1700 e trem série 2100 - Pátio da Luz
Fonte: Revista Ferroviária

Uma campanha está sendo realizada no interior de São Paulo para que as linhas de transporte de passageiros da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) ampliem o trajeto São Paulo-Jundiaí e cheguem até Campinas (93 km de São Paulo).
Segundo o diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias Paulistas, Ariovaldo Baptista, cerca de 40 km de trilhos que ligam a área ampliada atualmente estão sendo subutilizados pela ALL (América Latina Logística), que loca as linhas para a MRS Logística apenas para transporte de carga.
A proposta é que os trens com passageiros passem também por Valinhos (85 km de São Paulo), Vinhedo (79 km) e Louveira (71 km), onde há demanda reprimida, segundo Baptista. "Inúmeras pessoas saem desses municípios para trabalhar em São Paulo e voltam no final do dia, congestionando vias. A relação custo-beneficio será monstruosa", disse.
Para Baptista, a proposta não compete com o projeto do TAV (Trem de Alta Velocidade), ainda em processo de licitação pelo governo federal e que deverá ligar as cidades de Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro. "Esse trem não atenderá trabalhadores que fazem o trajeto diariamente e também não vai abranger as cidades que propomos no meio do caminho, como Vinhedo", afirmou.
O sindicato estima que a passagem custe próximo dos atuais R$ 2,90.
Estudos sobre a extensão da linha já foram apresentados em audiências públicas em Campinas e Louveira. Nos próximos dias 12 e 30 de setembro, haverá debates em Valinhos e Vinhedo, respectivamente.
O presidente da Frente Parlamentar de Logística da Assembleia Legislativa, Pedro Bigardi (PC do B), afirma que o movimento é suprapartidário e reúne lideranças de diversas organizações.
Segundo ele, além da necessidade atual de mais transporte público entre as regiões metropolitanas de São Paulo e Campinas, a proposta conta com a facilidade de que já existem no trajeto duas linhas: uma para carga e outra que pode receber investimentos para passageiros.
A Secretaria Estadual de Desenvolvimento Metropolitano informou que ainda não tem posição sobre o assunto, mas que o tema será tratado na chamada Agenda Metropolitana de Campinas, em que o governo estadual se reúne com autoridades da região e elenca, até o final deste ano, prioridades de investimentos.
A ALL informou que está aberta ao diálogo com os governos federal e estadual sobre eventuais ajustes no contrato de concessão.

Inauguração da estação Luz traz reorganização do fluxo

Fluxo de passageiros na Estação Luz será alterado, para melhor organização
Fonte: CPTM

Com a inauguração da Estação Luz da Linha 4-Amarela nesta quinta-feira [15/9], haverá a reorganização do fluxo de usuários na integração entre a CPTM [Companhia Paulista de Trens Metropolitanos], Metrô [Linha 1-Azul] e ViaQuatro [concessionária da Linha 4] no local. O objetivo das mudanças é oferecer maior comodidade e rapidez aos passageiros na realização dessas transferências.
A principal modificação será para os usuários provenientes da CPTM que desejarem acessar a Linha 1-Azul do Metrô. No corredor de integração, eles deverão obrigatoriamente virar à direita, passando pelo saguão de acesso à Linha 4-Amarela, e seguir à esquerda pelo outro portão, em direção aos bloqueios da Estação Luz da Linha 1-Azul do Metrô.
Quem vem da Linha 1-Azul do Metrô e deseja usar os trens da CPTM continuará utilizando normalmente o atual corredor de integração. Para entrar na Linha 4-Amarela, basta virar à esquerda. Já para os usuários vindos da ViaQuatro, o acesso para o Metrô será realizado pelo portão em frente à Linha 1-Azul. Para esses passageiros fazerem a transferência para a CPTM, a saída é pelo mesmo portão, virando à esquerda e prosseguindo pelo corredor de integração.
Para facilitar os deslocamentos dos usuários nessas transferências, foram posicionados direcionadores de fluxo no corredor de integração e nos acessos, placas indicativas, além de empregados que farão a distribuição de folhetos explicativos e prestarão orientação.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

CPTM pretende transportar 9,3 milhões por dia

Trens série 7000 - Pátio da Lapa
Fonte: Revista Ferroviária / O Estado de São Paulo

Com todos os investimentos previstos pelo governo, a Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) quer chegar até 2020 transportando 9,3 milhões de passageiros por dia. Hoje, esse número chega a 3,7 milhões. Em participação no transporte coletivo da Região Metropolitana, a companhia quer aumentar sua fatia de 18% para 30%.
Para isso, o planejamento futuro do Metrô também prevê investir R$ 5,7 bilhões nos ramais mais antigos do sistema para diminuir a superlotação atual. Os maiores gastos estão previstos na Linha 2-Verde, no trecho já existente entre a Vila Prudente e a Vila Madalena: R$ 2,9 bilhões até 2020.
Esse dinheiro será necessário para a aquisição de 16 novos trens e a implementação de um novo sistema de monitoramento das composições, o que promete baixar o intervalo entre os trens de 147 para 126 segundos. A consequência direta será o aumento no espaço útil para os passageiros. Os outros dois ramais antigos deverão receber investimentos semelhantes.
A Linha 1-Azul ganhará R$ 1,4 bilhão até lá, para receber sete novos trens, reformar 51 já existentes e diminuir o tempo entre as composições de 109 para 95 segundos. A linha mais rápida, entretanto, continuará sendo a 3-Vermelha: o tempo entre os trens deverá cair de 101 para 85 segundos. O ramal vai ganhar 10 composições e ter 47 reformadas, ao custo de R$ 1,4 bilhão.
No estudo obtido pelo Estado, a companhia também aponta que sua expansão traria em 2020 benefícios sociais para São Paulo da ordem de R$ 13,92 bilhões por ano. Se as novas estações de fato forem concluídas, os moradores da Região Metropolitana economizariam R$ 3,3 bilhões em combustíveis e R$ 5,6 bilhões com a redução do tempo de deslocamentos. O número de acidentes viários também diminuiria, de acordo com o Metrô, o que faria as pessoas economizarem R$ 400 milhões.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

CPTM atinge marca de 2,5 milhões de usuários

Trens série 5500 fase II - Estação Brás
Fonte: Estadão

Menos de um mês depois de o metrô bater número recorde de passageiros transportados, a malha de trens urbanos da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) também atingiu marca histórica de usuários em só um dia: 2.509.522.
O número, registrado há uma semana, é 15% superior à média diária de dezembro do ano passado. O crescente carregamento das seis linhas da CPTM se explica pela ampliação metroviária e, segundo o governo do Estado, pela modernização da rede.
Quem depende dos trens, porém, sofre com a superlotação, agravada por intervalos excessivos entre as composições. Na Linha 7-Rubi, por exemplo, há, em média, 8,4 pessoas por m², quando o ideal e considerado confortável é de até 6 usuários por m².
A atração de mais usuários para os trens é explicada por novas conexões com o Metrô, como a que passou a existir em junho, com abertura da transferência entre a Estação Pinheiros da Linha 4-Amarela para a CPTM. Na Estação Santo Amaro, que liga a rede de trens à de metrô na zona sul, a média diária de passageiros que fazem a transferência cresceu 44% entre agosto do ano passado e o mesmo mês deste ano: hoje são 66,2 mil por dia.

Estação Luz, da Linha 4-Amarela, será inaugurada no próximo dia 15

Luz e República. A companhia afirma que o número de usuários de conexões com o metrô vai aumentar ainda mais na quinta, quando serão entregues as Estações República e Luz da Linha 4-Amarela do Metrô - a segunda faz a conexão com a Linha 1-Azul do Metrô e três ramais da CPTM. Cerca de 100 mil pessoas deverão ser beneficiadas.
"É natural que, com a ampliação da rede, mais pessoas passem a usar o sistema sobre trilhos, independente se é Metrô ou CPTM", diz Horácio Augusto Figueira, consultor em engenharia de transportes.

CPTM Campinas: Audiência em Louveira lotou Câmara

Trens série 7000 - Pátio da Lapa
Fonte: CPTM Campinas

Na noite da última quarta-feira, 31, a Câmara Municipal de Louveira, realizou a 2ª Audiência Pública para debater sobre a extensão dos serviços ferroviários pela CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), de São Paulo para Campinas, parando nas cidades de Louveira, Vinhedo e Valinhos. A Audiência Pública foi coordenada pelo vereador Reginaldo Lourençon (PSDB) e contou com apoio do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias Paulistas.
Aproximadamente 350 pessoas lotaram o plenário do legislativo louverense. Fizeram parte da mesa, o presidente da Câmara Municipal Estanislau Steck (DEM), além dos vereadores de Louveira, Reginaldo Lourençon (PSDB), Ailton Domingues (PR), Marquinhos Deca (PSL), João Leite (PR), os deputados estaduais: Pedro Bigardi (PCdoB/SP) também coordenador da Frente Parlamentar de Logística (FrenLog) da Assembléia Legislativa de São Paulo e o vice-líder da bancada do PSDB Cauê Macris, o presidente do Sindicato Francisco Felício, o prefeito de Valinhos Marcos José da Silva, o presidente da Câmara de Vinhedo, Adriano Corazzari (PSB), os vereadores de Vinhedo e Valinhos, Carlinhos Paffaro e Lourivaldo Messias(PT) respectivamente, representantes da OAB, CIESP, entre outras entidades representativas, técnicos e especialistas em transportes.
Lourençon deu inicio as discussões afirmando que a proposta de extensão dos serviços ferroviários da CPTM até Campinas é concreta e viável, e ressaltou alguns dos benefícios deste tipo de transporte, como economia, preservação do meio ambiente, rapidez, entre outras vantagens. “Hoje é impossível falarmos de outro transporte público de qualidade senão o ferroviário, já que é o único que poderá desafogar nossas rodovias, beneficiando mais de 1,5 milhão de habitantes. Sem falar no ganho ambiental, no baixo-custo a população e no desenvolvimento dessas regiões”.
O presidente do sindicato Francisco Felício disse que as ferrovias não receberam o tratamento necessário nas últimas décadas pelos governos, que privilegiaram o transporte rodoviário no Brasil. “A ferrovia veio sendo tratada de forma discriminada sobrevivendo apenas com o custeio necessário à sua manutenção o que fez com que fosse condenada à privatização”.
Pedro Bigardi abordou as principais discussões na frente de logística da ALESP destacando que sem planejamento regional e mobilidade urbana o Estado poderá sofrer grandes prejuízos. “Antigamente os municípios ficavam centrados em seus próprios problemas, atualmente pensamos em regiões e tem que ser assim, pois estamos muito ligados e dependemos uns dos outros. E hoje não conseguimos pensar em um planejamento regional sem pensar em mobilidade urbana”, afirmou Bigardi.
Cauê Macris também concordou com o caos vivenciado nas rodovias e nos aeroportos e, que alternativas precisam ser feitas, independente do tipo de transporte urbano a ser adotado. “Com certeza o governo apoia esse estudo e temos que levar essa proposta até a CPTM e até o governador que por sua vez deverão estudar a viabilidade econômica e ambiental do projeto. O mais importante é ter vontade política e isso nós estamos tendo”.
O presidente da Câmara de Louveira, Estanislau Steck, ressaltou a importância ambiental do projeto e afirmou que é necessário que todos se unam para que o transporte ferroviário volte a ser uma realidade. “A população quer a volta do trem. Um transporte barato, seguro e que deverá amenizar o problema da mobilidade urbana”, finalizou Estanislau.

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Bicicletários na CPTM

Trem série 1700 - Pátio da Lapa
Fonte: CPTM

A exemplo do Metrô, a CPTM incentiva o uso de bicicletas no sistema. Em 2007, foram inaugurados quatro bicicletários: um em Jurubatuba e um em Autódromo (Linha 9 – Esmeralda), um na Estação Itapevi (Linha 8 – Diamante) e outro em Pinheiros (Linha 9 – Esmeralda). Todas as novas estações em construção terão bicicletários. A empresa também estuda a implantação do equipamento em outras unidades. Confira as estações da CPTM com bicicletários em funcionamento:
  • Linha 7-Rubi: Caieiras (67 vagas)
  • Linha 8-Diamante: Jandira (48 vagas ) e Itapevi (207 vagas)
  • Linha 9-Esmeralda: Ceasa (144 vagas ), Villa Lobos/Jaguaré (233 vagas),Cidade Universitária (60 vagas), Pinheiros (13 vagas), Vila Olímpia (94 vagas), Jurubatuba (262 vagas), Autódromo (261 vagas), Primavera-Interlagos (226 vagas) e Grajaú (178 vagas);
  • Linha 10-Turquesa: Mauá [administrada pela Ascobike] (1.968 vagas) e Santo André [em parceria com a EMTU] (327 vagas)
  • Linha 12-Safira: Itaim Paulista (256 vagas), Comendador Ermelino (196 vagas), USP Leste (270 vagas), Jardim Helena/Vila Mara (256 vagas) e Jardim Romano (240 vagas).
Os bicicletários são gratuitos, exceto a unidade de Mauá, que é mantida por uma associação de ciclistas, a Ascobike, onde a diária custa R$ 1,00 para os não-sócios. O serviço funciona de domingo a sexta-feira, das 4h à meia-noite. Aos sábados é das 4h à 1h. Para utilizá-lo, basta fazer o cadastro mediante apresentação de RG e levar o próprio cadeado para prender a bicicleta. Menores de 12 anos somente poderão usar o serviço com o acompanhamento de um adulto responsável.

A Companhia permite o acesso de ciclistas, aos sábados, a partir das 14h, e aos domingos e feriados, o dia inteiro, com embarque sempre no último carro das composições. 
Com a qualificação da Linha 9 – Esmeralda, entende-se que a proposta para o uso cicloviário das bordas do rio Pinheiros pode contribuir sobremaneira para a execução de um plano integrado de transportes, contando com o modal “bicicleta”, de forma a contribuir com a rede de ciclovias proposta pela Prefeitura Municipal de São Paulo. A meta é alcançar 23,7 km de percurso entre Jurubatuba e CEASA. Hoje a ciclovia Rio Pinheiros possui: 14 km de extensão; Sanitário masculino/feminino com acessibilidade para portadores especiais; Estacionamento no ponto de encontro 02 c/ vagas demarcadas para idosos e deficientes; Bebedouro nos 2 pontos de encontro; 01 ponto de apoio ao lado da estação Santo Amaro com banheiro químico; Suporte para colocar as bicicletas nos ponto 01 e 02; Sinalização horizontal na pista e lixeiras acopladas nos postes de sinalização vertical.

Informe aos usuários da Linha 9


sexta-feira, 9 de setembro de 2011

CPTM altera circulação nesse fim de semana

Trens série 2000 - Oficina de Engenheiro São Paulo
Por: CPTM

Neste fim de semana [dias 10 e 11], a CPTM realizará obras de modernização e intervenções de manutenção em suas seis linhas. Com isso, a operação terá mudanças em horários e trechos específicos. Os trabalhos serão realizados em horários de menor movimentação, a fim de gerarem o menor impacto possível aos usuários. Veja como fica a operação em cada linha.

Linha 8-Diamante [Júlio Prestes-Itapevi]: das 18h de sábado [10] até o fim da operação comercial, a CPTM realizará a substituição e instalação de componentes do sistema de alimentação elétrica dos trens entre as estações Osasco e Domingo de Moraes. Por esse motivo, os trens da Linha 8 circularão com maior intervalo médio.

Linha 9-Esmeralda [Osasco-Grajaú]: das 18h de sábado [10] até o fim da operação comercial, haverá implantação de componentes do sistema de alimentação elétrica dos trens na região das estações Socorro e Jurubatuba. Em razão disso, os trens da Linha 9 circularão com maior intervalo médio.

Linha 10-Turquesa [trecho Capuava-Mauá]: das 4h às 12 horas de domingo [11], serão implantados os componentes do sistema de alimentação elétrica dos trens entre as estações Capuava e Mauá. Por conta disso, as composições não circularão nesse trecho. Para transportar os usuários, a CPTM acionará a operação PAESE [transporte por meio de ônibus].

Linha 11-Coral [trecho Guaianazes-Luz]: das 4h de domingo até o fim da operação comercial, haverá substituição de equipamento do sistema de alimentação elétrica dos trens. Por esse motivo os trens circularão com maior intervalo médio.

Linha 12-Safira [Brás-Calmon Viana]: das 18h de sábado [10] até o fim da operação comercial de domingo [11], serão substituídos equipamentos de via na região entre as estações Tatuapé e Engº Manuel Feio, onde será necessário fazer a transferência para seguir viagem até Calmon Viana. Com isso, os trens irão operar com maior intervalo médio.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Ferroanel: a solução para tráfego livre na CPTM?

Trem cargueiro da MRS Logística passando por Rio Grande da Serra
Por Diego Silva
(Matéria original postada em 11 de maio de 2010)

É muito comum durante alguns horários específicos pararmos nossas viagens de trem por conta de locomotivas que estão à nossa frente. Muitos usuários se irritam com o fato de ter que esperar alguns minutos enquanto a locomotiva e seus incontáveis vagões estão manobrando, e pensando nisso, surgiu a questão-tema desse post. O governo do estado sugeriu há algum tempo a construção do Ferroanel, um projeto similar ao Rodoanel, que seria construído exclusivamente para cargas. Sabe-se que esse projeto ainda não saiu do papel, e não se imagina o quanto poderá demorar para ser construído, nem por onde nem quando. Construir uma ferrovia depende muito mais do que a boa vontade dos governantes. Poucos sabem que depende de uma aprovação da Assembleia Legislativa, de uma licença ambiental, de um alvará de construção, desapropriações nos locais de construção, preparação do terreno, compra de materiais, licitação de empresa construtora (pode levar ainda mais tempo...), e mais outros fatores, o que torna o projeto muito lento. Mas a ideia em si não é de todo mal, uma vez que o planejamento da CPTM, de reduzir os seus intervalos para no mínimo 3 minutos, dependerá exclusivamente desse projeto. Para aqueles que desconhecem, a CPTM não permite a passagem de trens cargueiros das 04h ás 09h (horário de pico da manhã), e das 17h às 21h (pico da noite). Das 00h às 04h, o movimento nos trilhos é exclusivo das locomotivas, uma vez que é o único tempo livre de circulação entre elas. Com o Ferroanel, cada qual terá o seu espaço demarcado, tornando a logística muito melhor distribuída. Trata-se de algo inovador, já que o país conta com poucos quilômetros de ferrovia, em vista de outros países menores que o Brasil. Outro fator determinante seria a melhor condição das vias permanentes da CPTM, que não receberiam mais as pesadas locomotivas das empresas concessionárias de cargas MRS e ALL. O Ferroanel poderá ser a solução, mas em quanto tempo? E depois de pronto, realmente estaremos livres dos trens de carga? É esperar para ver...

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

CPTM altera circulação no feriado de Independência

Trem série 3000 em Itapevi: CPTM irá alterar circulação no feriado
Fonte: CPTM

A CPTM realizará obras de infraestrutura e intervenções de manutenção do sistema, gerando alterações na operação em trechos e horários específicos em algumas linhas:

Linha 8-Diamante [Júlio Prestes -Itapevi]
Das 8 às 20h00, devido a serviços de substituição de fios, lançamento de cabos e implantação de postes da rede aérea de alimentação elétrica entre as estações Sagrado Coração e Eng° Cardoso, os trens circularão com maior intervalo entre as estações Júlio Prestes e Itapevi.

Linha 9-Esmeralda [Osasco-Grajaú]
Das 9h30 às 19h00, haverá substituição de equipamento de via na região da estação Osasco. Por esse motivo, os trens da Linha 9 - Esmeralda circularão somente entre as estações Grajaú e Presidente Altino. Os trens da Linha 8-Diamante atenderão normalmente o trecho entre as estações Presidente Altino e Osasco.

Linha 11-Coral [Luz - Guaianazes] - Expresso Leste
Os trens circularão com maior intervalo médio ao longo de toda a operação comercial de quarta-feira, para possibilitar a implantação de componentes e revisão da rede aérea de alimentação elétrica, bem como a implantação de novo sistema de sinalização na região da Estação Tatuapé.

Linha 11-Coral [trecho Guaiazanes - Estudantes]
Das 8 às 20h00, serão realizados serviços de substituição de trilhos, solda , carga de materiais e limpeza das vias entre as estações Antônio Gianetti e Poá, gerando maior intervalo médio.

Linha 12 Safira [Brás - Calmon Viana]
Das 23h30 da terça-feira [6] às 3h30 de quarta-feira [7] os trens circularão com maior intervalo médio devido à implantação de novo sistema de sinalização na região da Estação Eng° Goulart.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

CPTM em Foco alcança marca de 100 mil visitas


O Blog CPTM em Foco alcançou a marca de 100 mil visitas! Essa importante marca mostra mais uma vez o quanto essa página é procurada por usuários e funcionários da CPTM, que buscam informações e notícias sobre a empresa, a circulação de trens, a história e tudo o que lhe for interessante.
Criado em fevereiro de 2010, no laboratório de informática nº 106 da Universidade Nove de Julho (Uninove - Campus Memorial), o então blog 'Diego #1742' apenas aparecia para exibição das fotos realizadas na CPTM. Mas a ideia de explicar como as coisas funcionavam na empresa, tornou o blog mais interessante, e consequentemente, mais visitado. Nisso, veio a mudança de nome, para 'CPTM em Foco'.
O Blog CPTM em Foco sofreu duras críticas, de pessoas que não simpatizam com seu administrador, nem com a ideia principal da página, que é informar os usuários. Taxado de 'amador', de 'falta do que fazer', de 'idiotice sem tamanho', o blog permaneceu no ar, apesar de tudo. E essa permanência trouxe vantagens: a CPTM abriu as portas para nós. O ex-presidente Sérgio Avelleda (hoje no Metrô), sempre nos deu total apoio; a Ouvidoria e o Atendimento ao Usuário, guiados por Eliete e Claudia, também esteve do nosso lado; o Departamento de Marketing, através do sempre amigo Sérgio Carvalho, é outro setor que nos recebeu muito bem... O que mostra que o trabalho que é visto como 'inútil' por alguns, é reconhecido por muitos.
Nessa postagem simples, gostaríamos de agradecer à todos da CPTM, que deram apoio importante e fundamental para o crescimento desse blog; ao pessoal do Metrô, que também marca presença por aqui; Sandro de Lima, da Revista Ferrovia, que nos cedeu espaço decisivo na publicação; Derick e Luis Fernando, dando uma força com os amigos e suas redes; Alexandre Pisciottano, que deu muito apoio para não desistirmos dessa ideia; ao pessoal da Uninove, que por vezes leram minhas publicações; ao pessoal do Senai da CPTM, que estão acompanhando todos os dias; ao meu 'concorrente' Ricardo Guimarães (do blog Diário da CPTM), sempre trocando experiências e postagens conosco; ao pessoal da comunidade 'Sociedade Amigos da CPTM', que sempre deu suporte com informações para nós; e principalmente, à você, leitor e visitante do Blog CPTM em Foco. Sem vocês, que comentam, participam, sugestionam, nada disso teria chegado onde chegou. O Blog é o que é hoje, graças a sua participação! Chegamos em 100.000 visitas, uma marca muito importante, e espero que possamos alcançar muitas outras marcas relevantes. A todos que participaram desse projeto, e que fazem do blog cada dia mais uma realidade, o nosso MUITO OBRIGADO!

Um abraço cordial;

Diego Silva
Administrador - CPTM em Foco

Siga o blog por email

Seguidores