sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

MP vai investigar se usuários da CPTM correram risco após implosão de prédio da Favela do Moinho

Prédio foi implodido parcialmente
Fonte: R7

O Ministério Público vai investigar os fatos que envolvem a implosão do prédio da Favela do Moinho, no bairro de Campos Elíseos, região central de São Paulo, realizada no último domingo (1º). De acordo com o promotor de Habitação e Urbanismo, Maurício Ribeiro, o prédio foi “mal implodido” e é preciso saber se houve risco para os usuários das linhas da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) que foram liberadas nesta terça-feira (3).

- As linhas foram liberadas após a implosão feita pela metade e neste fim de semana serão bloqueadas de novo para terminar a demolição. Será que o transporte ferroviário correu risco durante uma semana?
O promotor se refere aos andares que ficaram de pé após a implosão realizada pela prefeitura. Somente dois dos seis andares vieram abaixo após a implosão. O restante ficou praticamente intacto, inclusive duas torres nas extremidades da edificação. O restante tem sido demolido mecanicamente, com máquinas e operários. De acordo com a prefeitura, nenhum desses trabalhos oferece risco para a população vizinha ao prédio.

Ribeiro afirmou também que as investigações do Ministério Público vão apurar o custo da obra. O valor divulgado pela prefeitura foi da ordem de R$ 3,5 milhões, pagos às empresas Desmontec - que detonou os explosivos - e Fremix, que será responsável por transformar os detritos em brita. A Prefeitura afirmou ao R7 que, caso seja solicitada pelo Ministério Público, "prestará todos os esclarecimentos necessários".

O imóvel de 20 mil metros quadrados ameaçava cair desde que um incêndio abalou suas estruturas, no último dia 22, deixando duas pessoas mortas. As composições das linhas 7-Rubi e 8-Diamante da CPTM ficaram bloqueadas até dois dias após a implosão devido ao risco de desabamento do prédio.
Cerca de 5.000 moradores tiveram que ser retirados de suas casas para a demolição. A implosão parcial frustrou a expectativa dos vizinhos, que esperavam que toda a estrutura fosse abaixo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores