quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Acidente na Argentina faz dezenas de mortos e mais de 600 feridos

Colisão dos trens aconteceu na estação Once, em Buenos Aires
Fonte: BBC Brasil

Ao menos 50 pessoas morreram e 550 ficaram feridas em um acidente de trem em Buenos Aires nesta quarta-feira, segundo a Polícia Federal argentina.
"É um fato lamentável e ainda não temos explicações para o que ocorreu, só saberemos após as investigações do caso", disse o porta-voz da polícia, o delegado Nestor Rodríguez, diante das câmeras de televisão.

O acidente foi registrado às 8h30 (9h30 no horário de Brasília) quando o trem da empresa TBA, que saiu da estação de Moreno, na Província de Buenos Aires, tentou frear na estação de Once, na capital argentina, mas, segundo testemunhas, acabou batendo em uma contenção da plataforma e descarrilando.
As imagens mostram que um vagão se sobrepôs a outro do próprio trem, que estava lotado na hora do acidente.

Os bombeiros tiveram que abrir um buraco no teto de um dos vagões para tirar as pessoas que ficaram presas nas ferragens. Segundo a Defesa Civil, 60 passageiros ficaram presos no vagão e mais de dez deles foram retirados com vida, em uma operação que envolveu bombeiros, médicos, enfermeiros e policiais.

'Angustiante'

"Nunca vimos um acidente assim", disse Alberto Crescenti, responsável pela área de saúde do Sistema de Atenção Médica de Emergência (SAME) da Argentina.

O diretor da Defesa Civil, Daniel Russo, afirmou que a situação era "angustiante" porque "corpos ficaram empilhados" dentro do vagão.

Sindicalistas ferroviários disseram à imprensa local que o trem era um dos mais antigos da frota da TBA - era datado dos anos 1960. O sindicalista Roberto Nuñez, do sindicato União Ferroviária, disse acreditar que o veículo "perdeu o freio".

De acordo com os sindicalistas e com passageiros, o trem costuma viajar com as portas abertas e superlotado. A Justiça abriu investigação sobre o caso.

No ano passado, também em Buenos Aires, um trem bateu em um ônibus que atravessou o sinal vermelho e também deixou uma dezena de mortos e diversos feridos.

Segundo o jornal La Nación, o acidente desta quarta é a terceira tragédia ferroviária mais fatal da história da Argentina. Em 1970, o choque de dois trens teve um saldo de 142 mortos e 368 feridos na Província de Buenos Aires; e, em 1978, a colisão entre um trem e um caminhão de carga resultou na morte de 55 pessoas.

5 comentários:

  1. Parece que a CPTM está operando em Buenos Aires também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente com vc Fabio! Logo mas é a midia Brasileira noticiando uma Tragedia deste tamanho ou maior na CPTM !

      #FORACPTM
      #FORAJURANDIRFERNANDES

      Excluir
    2. Pior que se acontecer algum acidente com as mesmas proporções na CPTM, a mídia tentará "suavizar" a notícia. É sabido que a imprensa protege o governo do Estado de SP. Disseram aos quatro ventos que os trens acidentados na Argentina são da década de 60, sendo quem na CPTM existem trens da década de 50.

      Claro, com as devidas manutenções, a idade desses trens nem é um fator preocupante. Os trens da Linha 1 do Metrô são da década de 70, e não oferecem risco em sua operação.

      Todos nós esperamos que acidentes assim não se repitam aqui, embora essa seja uma tragédia anunciada, vistos os constantes acidentes na companhia. E a gravidade dos acidentes aumentam cada vez mais.

      Agora resta saber se a mídia conseguirá tirar a importância de um acidente semelhante na CPTM.

      #ForaMarioBandeira

      Excluir
  2. Querer comparar o trem da Argentina com os de São Paulo.

    Deve ser falta de oleo de peroba.

    Quando os trens de SP devem ser os melhores da América Latina.

    E quando vemos o estado dos trens do RJ e principalmente nordeste.

    E vemos que

    TODOS OS ACIDENTES DA CPTM SÃO CAUSADOS POR ERROS HUMANOS.

    Causados pelos funcionarios da CPTM

    irresponsáveis e sem comprometimento.

    ResponderExcluir
  3. Um exemplo foi hoje.

    Que foram chamado a atenção de vários funcionários da CPTM, principalmente condutores.

    E o que se viu foram ranger de dentes e falar que sempre fizeram de tal forma.

    Mesmo que estivessem descumprindo normas de segurança...

    Oleo de peroba deve estar em falta no mercado...

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores