sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Entrevista - Amanda ''Railcat'' Lopes

Amanda Lopes, a entrevistada da semana do Blog CPTM em Foco
Por Diego Silva
Fotos: Acervo Pessoal - Amanda Lopes

Amanda Lopes ficou conhecida tempos atrás por suas fotos um tanto sensuais junto com trens. Tal ensaio lhe proporcionou o apelido de Amanda Railcat, ou seja, a gata dos trilhos. Residente em Santo André-SP, Amanda demonstra um amor incondicional por trens e ferrovias. Tal admiração nos levou a essa entrevista, onde ela mostra tudo o que sabe para nós. Confira a nossa entrevista com a Railcat:


Diego Silva: Conte-nos um pouco sobre seu gosto por trens e ferrovias
Amanda Lopes: Bem, meu gosto por trens e ferrovias, tenho desde criança. Sempre tive curiosidade em conhecer. Foi quando pedi para meu pai comprar um ferrorama para mim, como presente de aniversário, aí que eu comecei a gostar mais e mais. Quando comecei a visitar a vila de Paranapiacaba, me apaixonei por trens, principalmente pela locomotiva elétrica Hitachi, da MRS logistica. É algo que não se define apenas por se sentir bem.

DS: Como você bem sabe, são poucas meninas nesse universo predominantemente masculino. Como você se vê nesse mundo?
AL: Ás vezes eu me acho meio estranha, muitas pessoas estranham, algumas tem algum preconceito, até mesmo quando eu estava fazendo o curso para manobrador em Minas Gerais, muita gente estranhava, mas eu encaro tranquilamente. Espero que mais garotas se interessem por trens.

DS: Então você tem planos de entrar nesse 'universo', trabalhando como ferroviária?
AL: Sim! Crescer na ferrovia, fazer aquilo que eu sempre quis fazer, independente do que vier.

Amanda (à esquerda), durante treinamento no Senai da MRS, em Juiz de Fora (MG)
DS: Sobre a locomotiva Hitachi, que você comentou há pouco ser apaixonada, conte para nós um pouco de sua admiração por essa máquina
AL: É como eu disse anteriormente, eu acho que foi paixão à primeira vista. Eu fico meio boba toda vez que eu vejo essa máquina. Fiquei meio triste quando soube que ela irá ser substituída, espero que a ABPF preserve pelo menos uma. Talvez seja esse o motivo principal de ir em paranapiacaba: ver ela.

DS: Paranapiacaba é um refúgio para ferroviários, além de uma vila muito visitada por turistas. Você frequenta lá por conta das hitachis, mas gosta daquela vila para passeios e lazer?
AL: Sim, adoro a arquitetura de lá.

DS: Explique sobre sua identidade Railcat
AL: Isso foi uma diversão! Adorei tirar fotos de Railcat. A maioria das pessoas acham que só porque eu gosto de trens, não posso ser bonita. Claro, não sou uma Angelina Jolie, mas eu explorei meu lado Railcat ao lado dos trens, fiz isso para provar que dá pra ser "gata'' e ao mesmo tempo gostar tanto de trens.

Amanda, em seu primeiro ensaio como Railcat

DS: Seu primeiro ensaio fotográfico de Railcat foi divulgado em um blog que já está extinto... Pretende se expor outra vez como Railcat?
AL: Se deu certo a 1ª vez , por que não tentar a segunda?

DS: A ferrovia está ganhando espaço importante na mídia, por conta do crescimento econômico no Brasil. Você acha que é o momento das mulheres marcarem território nesse espaço, visto que muitas já atuam na CPTM como maquinistas ou agentes de estação?
AL: Acho que essa é a hora que as mulheres podem impor seu espaço nesse mundo, não só como maquinistas, mas como manobradoras de trens de carga, mantenedoras, inspetoras de tração, quebrar alguns tabus na ferrovia. Está mais que na hora da mulherada ir para o trecho, mostrar que ferrovia não é coisa só de homem. O mundo mudou e muito.

DS: Existe algum lugar específico que vc queira conhecer, por conta das ferrovias?
AL: Gostaria muito de conhecer a Ferrovia do Aço.

Amanda com trem da MRS Logística
DS: Preservação ferroviária, você é a favor e colabora com isso?
AL: Sou a favor da preservação! Guardar o passado e mostrar para as gerações futuras é importante. Todo mês eu colaboro com a ABPF (Associação Brasileira de Preservação Ferroviária).

DS: Por fim, uma mensagem para os funcionários das ferrovias do país, em especial as mulheres, que estão lendo essa sua entrevista nesse momento:
AL: Que elas deixem de lado o preconceito que sofrem, diretamente ou indiretamente. Que assim como eu, não desistam  de algo, não só na ferrovia , mais em suas vidas, que é possivel sim, mulher gostar de ferrovia.

5 comentários:

  1. Párabens pelo trabalho Diego e tambm paa a Amanda um"doente", no bom sentido por ferrovias

    ResponderExcluir
  2. Diegão não é nem um pouquinho bobo...só entrevista gatinha...vê se marca entrevista com a Carol, a primeira manobradora da CPTM, que nos deu o privilégio de trabalhar conosco aqui em Altino.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo, nosso ambiente é predominantemente de homens, ou seja, é necessário mostrar as meninas também rsrs Não tenho contato com a Carol, se você puder me passar, ficarei agradecido. Aliás, quem não tem meu facebook: www.facebook.com/diegosilva.emfoco
      Abraço!

      Excluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores