terça-feira, 6 de março de 2012

Audiência discutiu projeto de implantação do trem que fará o trajeto à Jundiaí


Fonte: Jornal de Itupeva

O Expresso Jundiaí, que fará a viagem a São Paulo em apenas 25 minutos, está cada vez mais nos trilhos. Em audiência realizada na manhã da última  quinta-feira, 1º, na Secretaria Estadual dos Transportes Metropolitanos, na capital, o deputado estadual Ary Fossen (PSDB) obteve mais detalhes do projeto com o secretário da pasta, Jurandir Fernandes.

A reunião foi viabilizada por Ary Fossen e contou com a participação do prefeito de Jundiaí, Miguel Haddad (PSDB); Ademir Pedro Victor, diretor da Escola de Governo e Gestão; Mário Bandeira, presidente da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM); e Silvestre Rocha Ribeiro, diretor de Planejamento da CPTM.

Essa nova linha, que deverá transportar cerca de 20 mil pessoas por dia, está em fase de finalização de edital e de aprovações ambientais. As obras estão previstas para começar em 2014, e o início das operações deve ocorrer entre 2015 e 2016. Para tanto, será construída uma nova estação ferroviária, que ficará próxima à atual, na Vila Arens.

Haverá uma interligação entre elas, assim como com o terminal de ônibus da Vila Arens, além de um estacionamento cujo número de vagas ainda será definido.

O trem sairá de Jundiaí e terá a única parada na estação do futuro complexo da Água Branca-Barra Funda, na zona oeste da capital, que terá interligação com o Metrô. O expresso contará com uma linha férrea exclusiva. Serão construídos 17 quilômetros de túneis ao longo do trajeto. A tarifa, segundo o diretor Silvestre Ribeiro, será diferente da cobrada atualmente pelo transporte ferroviário da CPTM, mas ainda não há estimativa de valores.

Para o deputado estadual Ary Fossen, um dos maiores defensores do transporte ferroviário, a audiência de ontem serviu para reafirmar a importância do projeto para a população de Jundiaí e região. "O expresso vai garantir mais conforto e agilidade aos moradores das cidades da Aglomeração Urbana de Jundiaí que trabalham ou estudam na capital", afirmou. "Sou do tempo que o transporte ferroviário tinha uma grande importância para o país, e o governador Geraldo Ackmin entende que esse meio de transporte precisa ser reformulado. E é o que vai acontecer em Jundiaí e em todo o Estado de São Paulo".

Reforma

Durante a audiência de ontem, Ary Fossen também soube de detalhes da reforma da atual estação ferroviária de Jundiaí, que foi tombada há quase dois anos. O prédio, histórico, será restaurado e modernizado, mas manterá suas características originais. O início dos trabalhos está previsto para os primeiros meses do ano que vem.

“O estudo da restauração começou com o arquiteto jundiaiense Pedro Tadei e primeira assinatura do convênio aconteceu na minha gestão como prefeito em 2005 e 2006 tendo sido renovado pelo prefeito Miguel em sua atual gestão. Para se ter uma ideia da importância histórica da estação, os tijolos vieram da Escócia e a passarela entre os acessos das plataformas é da Inglaterra. Estão intactos até hoje”, afirmou Fossen.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores