sexta-feira, 2 de março de 2012

CPTM demite funcionários responsabilizados por acidente

Trens séries 1100 e 1700 - Estação Perus
Fonte: IG

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) demitiu quarta-feira (29) dois funcionários da empresa e suspendeu um terceiro, responsabilizados pela colisão entre trens que deixou mais de 30 pessoas feridas na Linha 7-Rubi, no dia 15 de fevereiro.

Segundo a companhia, foram mandados embora por justa causa um controlador que autorizou o trem de manutenção a trafegar na via férrea fora dos procedimentos operacionais internos; e a maquinista que conduzia a locomotiva que atingiu o trem de passageiros na região da estação Vila Clarice. Um segundo maquinista que acompanhava os trabalhos foi suspenso por negligência.

Conforme a conclusão da sindicância da CPTM, a maquinista conduzia o trem numa velocidade quatro vezes acima do permitido pela operação, que é de 10 km/h. O registro eletrônico apontou que a composição estava a 40 km/h. O terceiro funcionário foi suspenso por não ter alertado a maquinista que conduzia o trem sobre o desrespeito ao limite de velocidade.

Segundo a CPTM, os envolvidos foram chamados para esclarecerem o episódio, mas a maquinista não compareceu para prestar explicações, mesmo após o adiamento da oitiva devido a seu afastamento médico. Com isso, a companhia decidiu encerrar as investigações.

6 comentários:

  1. Essa maquinista deve ser muita lerda.

    Para não ver o trem parado a frente.

    Sem dizer que naquele trecho tem de andar devagar mesmo.

    Que é descida. Anta.

    ResponderExcluir
  2. Tbm colocam Trem Velho para os Coitados Trabalhar da nisso né BURRA foi a CPTM né ? que repassa os trens novos da linha 7 para as outras linhas

    #FORACPTM
    #FORAJURANDIRFERNANDES

    e na boa quem se doeu pelo oque eu falei PAU NO CU!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apoiado leandro.pq aki nesse blog oq tem de puxa saco da cptm n da pra conta viu.smp ker justificar as cagadas da cptm aff

      Excluir
    2. Prezado Leandro, peço gentilmente que você mantenha um bom nível de conversa nos comentários, pois estamos todos lidando com uma discussão amigável sobre os temas do dia-a-dia. Todos sabemos que a CPTM está passando por uma transição e só agora está recebendo investimentos maiores para compra de trens. Portanto, por favor, seja mais gentil nos comentários, pelo bem de todos. Grato

      Excluir
    3. O mesmo vale para você, Tarcísio. O blog não tem puxa-saco da CPTM e sim admiradores e pessoas que procuram o bem comum da empresa. O blog é democrático e aberto para discussões sobre os mais diversos temas, portanto, sejam mais éticos, por favor.

      Excluir
  3. Tem coisas que eu não entendo. Estamos no século 21. Se não temos CBTC e nem ATO, por que os trens não possuem um simples sensor de aproximação entre as cabines, que ao detectar aproximação em baixa velocidade não aplica os freios de emergência?
    As locomotivas possuem um grau de visão péssimo. Por que não instalar câmeras das extremidades e uma tela para auxiliar a visão? Medidas simples e baratas, mas que evitariam acidentes, incidentes e prejuízos, e nem precisa ser um "expert" para ideias tão simples. Abraço!

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores