sexta-feira, 23 de março de 2012

CPTM é modelo para Supervia chegar ao primeiro mundo


Fonte: Jornal Extra

Bairrismo à parte, a paulista CPTM é o padrão a ser perseguido pela SuperVia. Ontem, o EXTRA revelou que a frota dos manos é mais moderna do que a dos brothers. Aqui, 30% dos trens são das décadas de 1950 e 1960, o triplo da média do outro lado da Via Dutra. 

A comparação fica ainda mais acentuada se feita com a Espanha, um país em crise, onde a Renfe opera na região metropolitana de Madri com todas as suas 290 composições fabricadas a partir de 1989.

De acordo com a SuperVia, as velhas relíquias serão aposentadas à medida que entrarem em operação os dragões chineses.

Segundo o engenheiro de transportes Peter Alouche, da Trends Consultoria, o Rio deve ter São Paulo como exemplo. Ex-membro da Associação Nacional de Transporte Público, o especialista acredita que a CPTM opera em pé de igualdade com o primeiro mundo. 

Para ele, o segredo do bom serviço passa por investimentos não só na compra de equipamentos, mas também em manutenção. O índice de falhas registrado pela companhia paulista foi de 0,005% em 2011. Ou 42 ocorrências em 810 mil viagens.

Desde o ano 2000, a CPTM pôs em operação 80 trens. Neste momento, a estatal paulista aguarda pela chegada de outros 43 até o fim do ano que vem, e já abriu licitação para adquirir mais 55. A SuperVia, no mesmo período, ganhou 20 trens, que começaram a funcionar em 2006, e espera pelo início da operação dos 34 que estão por chegar da China.

— Certamente, a SuperVia precisa de grandes investimentos. Isso é incontestável. Eles têm feito esforços, mas ainda estão longe do ideal. Eles melhoraram em comparação ao que existia antes. A CPTM tem problemas, mas tem investido muito, e isso leva tempo. Eles têm uma ótima manutenção, principalmente nos trens suburbanos — diz Peter Alouche, para quem a média diária de 4,4 incidentes por dia na SuperVia seria alta demais:

— Essa é uma marca muito alta, mas muito menor do que era. A meta tem que ser zero, mas isso não existe, e com qualidade de metrô. Em Hong Kong, o serviço nunca falha, mas é preciso se comparar com o Brasil e a CPTM é um exemplo para o mundo.
Vale lembrar que a CPTM também opera o metrô paulistano. Mas, para Alouche, o cliente que merece tapete vermelho é o dos trens suburbanos. Para isso, é preciso haver manutenção.

— O usuário suburbano tem que ser melhor tratado porque os outros têm alternativas. A qualidade tem que ser nota dez, principalmente na manutenção. Manutenção em primeiro lugar — ensina Peter Alouche.

Canibalismo em trens novos

As deficiências operacionais da SuperVia não são vistas apenas nos trens velhos, mas nos modernos também. A concessionária reconhece que canibalizou peças dos trens nipo-coreanos comprados em 2006 para repor componentes defeituosos.

— O fornecedor reconheceu que tinha responsabilidade sobre a fragilidade da peça e a estão substituindo. Esse processo já foi acordado. Fechamos esse acordo no ano passado e só não foi concluído ainda porque precisávamos parar os 20 trens. Então, estamos fazendo um programa para tirar a peça de um trem e mandar para eles. Isso vai durar até setembro — conta o presidente da SuperVia, Carlos José Cunha.

Mas como se fazia esse conserto?

— Nós demos uma solução aqui. É aquela questão da “tropicalização”. Nós fizemos aqui uma “tropicalização” do componente — responde Cunha.

Um comentário:

  1. 1 - CPTM não opera o metrô. são duas companhias diferentes.

    canibalismo tambem existe na CPTM com trens novos, pois não foram comprados peças sobressalentes. alem do fato de "emprestarem" o ATC do 7000 para o trem da PPP, o 8000.

    sim, a manutençao da CPTM é boa, entao porque terceirizar tudo, governo do estado?? trata-se de um tiro no pé, olha a serie 5000 a porcaria que está nas mãos da c-trens.

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores