quinta-feira, 29 de março de 2012

Obras lentas e serviço aquém

Usuários da Linha 11 estão insatisfeitos com promessas da Companhia
Fonte: DAT

Quem utiliza regularmente os serviços da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) tem ouvido com mais frequência e impaciência as seguintes orientações transmitidas pelo sistema de som: "essa composição aguarda movimentação de trem à frente"; "por falha na rede aérea os trens estão circulando com maiores intervalos"; "essa composição aguarda ordem para prosseguir"; "por excesso de chuva e problemas na sinalização os trens estão circulando com velocidade reduzida".

Falhas eventuais em um sistema extremamente complexo que atende milhões de pessoas todos os dias poderiam até ser consideradas normais, mas a sensação de muitos usuários é que os problemas estariam aumentando a cada dia. Para deixar os passageiros ainda mais preocupados (e inconformados), há cerca de 20 dias, um jornal de São Paulo informou que a CPTM teria reduzido seus investimentos.

Os exemplos de que as coisas não estão funcionando com a velocidade esperada pelos usuários que pagam R$ 3 para embarcar, estão por todas as partes. 

Os serviços para construção da nova estação de Ferraz de Vasconcelos são emblemáticas. A concorrência pública para contratação da empresa que executaria a obra ocorreu em 2009. Em 2010 o contrato foi assinado. 

Em 2011 a CPTM disse que a licitação foi feita só com projeto básico e seria necessário fazer o executivo. Agora, no início de 2012, a companhia informou que a entrega da nova estação (que chegou a ser prevista para o final do ano passado), só acontecerá no segundo semestre de 2013. 

Em razão do atraso para o início da obra, a prefeitura decidiu aplicar multa de R$ 100 mil à companhia, que prometeu recorrer. Além disso, há pelo menos seis meses que as obras para construção de duas passarelas de pedestres estão abandonadas.  

Em Suzano, a CPTM conseguiu a posse de apenas 19 dos 40 imóveis que estão sendo desapropriados para a construção da nova estação e não existe prazo previsto para o início da obra. Em Poá, a CPTM iniciaria a reconstrução da estação central nesse mês de março, mas a empresa ainda não confirmou quando o serviço começará nem o que será feito. 

Por fim, desde o ano passado o governo do Estado promete reformar as estações de Itaquaquecetuba, mas não existe uma data definida para o início dos trabalhos.

Um comentário:

  1. Eu queria saber quando vai começar a reforma da estação de Itaquaquecetuba?Porque até hoje nunca vi nada diferente e o governador Geraldo Alckmin
    falou que ia ter reforma e até hoje nada!!
    @Milleto003 twitter

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores