quinta-feira, 17 de maio de 2012

CPTM 20 Anos: Bastidores da operação - Centro de Controle Operacional

Tela de controle do fornecimento de energia da Linha 8-Diamante
Por Diego Silva

Muitas pessoas não sabem, mas os trens da CPTM são monitorados 24h por dia. Cada movimento dos trens é observado por diversos painéis, numa ampla sala. Estamos falando do CCO, ou Centro de Controle Operacional, que está localizado na estação Brás. No CCO estão os controladores de tráfego, que fazem com que você chegue no seu destino no menor tempo possível.

O atual CCO foi inaugurado no começo dos anos 2000, integrando as linhas 8-Diamante, 9-Esmeralda, 11-Coral e 12-Safira. Antes disso, as linhas 8 e 9 eram controladas no CCO de Presidente Altino, em Osasco. As linhas 11 e 12 eram controladas na mesma estação Brás, mas em outro local. Já as linhas 7-Rubi e 10-Turquesa eram controladas no CTC da estação Luz. Hoje, apenas a linha 10 está no CTC da Luz. Com esse novo local de monitoramento, os controladores contam com um moderno painel sinótico, onde observam em tempo real a localização, prefixo e identificação dos trens em circulação. Além disso, a sala oferece um amplo espaço, oferecendo mais conforto e qualidade para o serviço dos controladores.

Painel sinótico das linhas 11 e 12
Acima de cada painel, estão telas que mostram a situação das estações. No caso de um acidente na estação, os controladores observam em tempo real o que houve, qual trem envolvido e passam, via rádio ou telefone, as instruções que devem ser tomadas. No CCO, existem duas bancadas. A primeira pertence aos controladores de nível I, que analisam os gráficos de intervalo, entram em contato com maquinistas, anotam ocorrências e controlam a tabela de trens. Na segunda bancada, ficam os controles de nível II, ou seja, eles são responsáveis pelas linhas, manobras, liberação de sinais e de manter o intervalo dos trens no tempo certo, sem que haja adiantamento ou atraso das composições.

O CCO está operacional 24h por dia, 7 dias por semana, nos 365 dias do ano. Qual o motivo? Depois do fim da operação comercial dos trens, além das manobras para os pátios, o CCO se encarrega de liberar tráfego para os trens de carga, que aumentam sua frequência na madrugada, aproveitando a ausência dos trens de passageiros. Durante a madrugada, as equipes de manutenção também atuam, em pontos específicos, para correção rápida de possíveis problemas na via permanente ou rede aérea.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores