sábado, 26 de maio de 2012

CPTM 20 Anos: Novas frotas para um novo tempo

Novo CAF 8000: frota padronizada

Por Diego Silva

Caros leitores, bom dia! Hoje falaremos da renovação de frota da CPTM, que nesses seus vinte anos de operação e administração, investiu bastante nesse tema. Novos trens significam mais usuários, ou seja, quanto mais gente, mais trem.

CAF 2100 foi a primeira aquisição da CPTM
A renovação das frotas começou, efetivamente, em 1997, com a aquisição dos trens espanhóis da série 2100. Essa foi a primeira compra da CPTM, apesar dos trens já serem usados. Na compra, a operadora espanhola Renfe disponibilizou 48 trens de três carros cada. Até hoje, os trens circulam, em sua totalidade na Linha 10-Turquesa, onde melhor se adaptou.

Em 1999, a compra de 15 trens de oito carros cada, para o Expresso Leste. As composições, da série 2000, realizam viagens diárias no mesmo trecho, desde sua inauguração, em 2000. Os novos trens possuem padrão de metrô, sendo muito confortáveis e de bom desempenho.
Em seguida, a compra de 10 trens de quatro carros cada, para fazer um trajeto denominado 'Integração Centro'. Esse foi o começo de carreira dos trens série 3000, que hoje, estão na Linha 8-Diamante, após passarem bons anos prestando serviços na Linha 9-Esmeralda.

Alstom série 2070 - Aditivo de contrato
Novos investimentos ficaram mais escassos, sendo que a CPTM investiu mais na reforma dos trens de 2000 até 2007, quando recebeu um aditivo de contrato dos trens série 2000. A continuação da frota foi entregue para a Linha 9-Esmeralda, num total de 12 trens de quatro carros cada. Em 2009, a CPTM realiza uma grande aquisição: 40 trens de oito carros, que foram prometidos para as linhas 7-Rubi e 12-Safira, mas que no fim das contas, foram distribuidos pelas linhas para atender às necessidades. A série 7000 foi a segunda maior compra da Companhia. Em seguida, a série 7500 chegou: oito trens, com oito carros cada. Em 2010, um contrato de PPP trouxe os novos trens da série 8000. Serão 36 trens de oito carros, para a Linha 8-Diamante. Por fim, os novos trens da série 9000, num total de nove trens com oito carros cada.

Cabine dos novos trens: tecnologia e praticidade à bordo
A CPTM possui ainda, em sua frota de trens, composições bastante antigas, mas que prestam serviços fundamentais até os dias de hoje. Por mais que alguns trens já tenham passado de 50 anos de uso, sempre foram excelentes na prestação de serviço, tendo pouco índice de avarias ou defeitos graves (exemplos disso são os trens das séries 1100 e 4400). Porém, um trabalho de renovação exige que novos trens entrem em ação, deixando os mais antigos de lado. Hoje, a demanda gira em torno de 2,8 milhões de usuários por dia. Para tanto, a empresa não pode se prender aos antigos trens, que são lentos e com baixo desempenho (1100, 1400, 1600, 4400 e 5000). Para atender um sistema com quase 300 km de linhas, com rapidez e efetividade, é necessário trens atuais e modernos, que ofereçam conforto e praticidade. Para isso, estamos esperando uma nova encomenda, de 85 trens novos, que estão em financiamento. Essas novas composições deverão vir para retirar os trens mais antigos de operação, dinamizando a operação.

Apesar da idade avançada, trens prestam serviços com excelência
O que faz com que os trens mais antigos tenham menos problemas: a falta de tecnologia embarcada. Antes, não era preciso tantos aparatos eletrônicos para o trem, bem como anunciadores de estação, paineis informativos, dispositivos de segurança, telas de LCD e outras coisas mais. Isso hoje é interessante nos novos trens, pois é sinal de evolução e dá uma boa impressão para os usuários. O grande problema dos novos trens hoje é a constante falha nos equipamentos eletroeletrônicos (quando não, no ar-condicionado). Nessa parte, a CPTM tem um problema que precisará ser resolvido nos próximos anos, pois se a idéia é manter um nível de excelência na prestação de serviço, os mínimos detalhes precisarão ser observados.

5 comentários:

  1. Dos trens novos que andei, gosto mais dos 2100, 2070 e 7000. O 8000 daria nota 7, por causa dos assentos longitudinais e o número mais limitado de lugares. O único incômodo é que boa parte dos trens novos que vão chegar de agora em diante terão assentos desse jeito, mas com os futuros 3 minutos de intervalo a oferta de lugares será boa. Outro ponto positivo desses trens é a segurança. Como os vagões não possuem a divisão entre eles, os guardas de prontidão em alguns horários(que no geral só ficavam no primeiro e/ou último vagão) vão poder circular pelos vagões evitando tumultos de usuários e vandalismo.

    ResponderExcluir
  2. O Série 3000 fazia parte do projeto de dinamização da linha sul. Operou na integração centro apenas temporariamente. Sua compra foi destinada a linha 9.
    O aditivo do série 2070 foi utilizado de forma errada, pois era para ter sido utilizado no Expresso Leste na extensão até Suzano, que até hoje não se efetivou e que pelo ritmo lento das obras, vai demorar a acontecer...
    Infelizmente novos trens já deveriam ter sido comprados, pois a demanda atual assim o exige.

    ResponderExcluir
  3. os trens da série 2100 que circulam na linha 10 turquesa, tem um ar condicionado ineficiente, e poucas portas, as pessoas não vão para o corredor e perto da região das portas é um sofrimento ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Discordo da sua opinião. Os aparelhos de ar-condicionado do CAF 2100 são os mais eficientes (e os mais gelados). O que acontece: o ar-condicionado é projetado para uma lotação máxima de 4 pessoas/m². Como em certos casos, circulamos com até 10 pessoas/m², fica inviável.

      Excluir
  4. No ranking dos ventiladores o trem que ganha é o 1100. A ventilação potente do teto até gela quando o trem anda vazio, e mesmo superlotado as pessoas não passam tanto calor como nos vagões antigos da linha 1 ou 3 do metrô ( de ventilação fraca ), já o sistema de ventilação do 1100 cumpre e muito bem o seu papel.

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores