quarta-feira, 27 de junho de 2012

Admiradores da empresa ainda têm problemas para fotografar trens e estações

Qual o problema em fotografar trens?
Por Diego Silva

Caros leitores e amigos de ferrovia, ontem vi em um dos grupos do Facebook o desabafo de um amigo que também realiza fotografias na CPTM, há muito mais tempo do que eu (desde os tempos da CBTU, para ser mais exato). Em mais uma atitude truculenta de seguranças, um usuário necessita explicar qual o real motivo de estar fotografando nas plataformas e trens.

De um lado, estamos nós, blogueiros e admiradores da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos. Pessoas que discutem em diversos fóruns e redes sociais sobre praticamente tudo que envolva a empresa (trens, linhas, projetos, melhorias e etc). Pessoas que saem aos finais de semana para poder fotografar os trens e estações, criando um acervo que contará a história de hoje para as gerações futuras. Gente que ama o trem e a ferrovia pelo simples fato de se sentir bem, igual qualquer outra pessoa que ame seu carro ou seu clube de futebol favorito.

Do outro lado, a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, empresa gestora do sistema de transporte ferroviário metropolitano, que há 20 anos caminha num processo lento, mas decidido, de modernização e contínua melhoria da malha. Uma empresa que é herdeira de grandes empresas do passado, como Sao Paulo Railway, EF. Sorocabana e EF Central do Brasil, três empresas que eram o orgulho de seus trabalhadores e da sociedade paulista. A CPTM já conhece, e muito bem, quem somos nós. Sabe do nosso trabalho, que já foi elogiado inúmeras vezes. Sabe também que somos nós, em grande maioria, que lota o Centro de controle da Segurança com os SMS-Denúncia, quase nunca atendidos a tempo. Empresa que apoia nosso trabalho, convidando admiradores e blogueiros para reuniões, visitas e eventos.

Janela vandalizada em trem da Linha 10: ato foi denunciado, mas nada foi feito
No meio dessa história, temos o principal PROBLEMA: a segurança terceirizada. Sim, caros leitores, os seguranças são o problema de tudo isso. Uma completa falta de comunicação entre empresa e funcionários ainda causa essa tortura que é ser impedido toda vez que se quer fotografar algo na malha paulistana. Não é de hoje que somos abordados por seguranças terceirizados e até mesmo próprios da empresa, que coibem nossas fotografias. Enquanto isso, nos trens, o vandalismo e o comércio ambulante correm soltos. Hoje, manda-se um SMS-Denúncia e os senhores seguranças terceirizados entram nos trens, observam e saem como se nada tivesse acontecendo.

A questão é a seguinte: existe uma LEI FEDERAL que proíbe todo e qualquer impedimento de realizar fotografias em TERRITÓRIO NACIONAL. Isso também vale para a CPTM e o que nela for de acesso público. Trata-se da lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que consta, em seu artigo 5º: ''é livre a expressão de atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independemente de censura ou licença''. O que cabe dizer, caros leitores e fotógrafos: não precisamos de qualquer permissão para fotografar em  lugar algum. Estamos em um país livre, que nos dá qualquer acesso democrático.


O blogueiro que vos fala já foi alvo de inúmeros seguranças, justamente por conta de fotografias e filmagens dos trens e estações. Sempre com o mesmo argumento: ''são as normas da empresa, não é permitido fotografar nem filmar''. Ao entrar em contato com a CPTM, a resposta: ''fotografias e filmagens de uso amador são permitidas. Apenas registros de cunho comercial e jornalístico necessitam de autorização''. Então, porque ainda passamos pelos mesmos problemas? Algo está muito errado nessa história. Seguranças que querem 'mostrar serviço'? Empresa que não comunica direito o que deve e o que não deve acontecer no sistema? Ainda esperamos para saber o que de fato ocorre... Uma coisa é certa: os registros continuam, independente de qualquer coisa. O Brasil tem uma história ferroviária decadente e, o pouco que sabemos dessa história, foi graças ao esforço de ferroviários e fotógrafos da época, que na ausência da tecnologia de hoje, puderam eternizar o que o trem já representou nesse país.

12 comentários:

  1. boooa. esses seguranças só querem corta nosso barato, agente num mata ninguem tirando fotos, e num ha nada de mais em fazer isso. alias agente esta divulgando o trabalho do prefeito de SP, pessoas como eu do interior nunca saberao como é o transporte publico de SP. fiquei sabendo da serie 7000 7500, trens modernizados... etc, pelos blogs e videos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda conseguimos registrar alguma coisinha, com algum esforço... No dia de entregar trens novos, na presença das autoridades, ninguém fala nada...

      Excluir
  2. Então caro Diego! por incrível que pareça eu passei por esse problema recentemente (semana passada), o problema ocorreu na Estação António João L8 Diamante, que no lado da RUA de frente com a estação na passagem de nível, possibilita filmar e fotografar as saídas e chegadas dos trens na Estação, com uma Curva Bonita e do lado do Shopping novo, um Segurança que tem como posto fixo na passagem de nível falou que ñ poderia filmar, eu só falei que podia sim e um outro amigo falou o mesmo, respondi que iria filmar sim pq como Legítimo Paulista e amante da Ferrovia e CPTM eu iria filmar sim, que se a preocupação dele seria o uso indevido da filmagem, poderia ficar tranquilo pois eu filmo para montar, editar e postar para divulgar o que temos de melhor em transporte ferroviário, minha raiva foi que o meio dessa discussão eu perdi a chegada do maravilhoso Série 5000 chegando, já que os 8000 estão dominando a linha 8, vê se eu estou podendo Diego com uma chance dessa, trabalho em Barueri e quando tenho a chance de pegar e filmar o trem em Antonio João vem um Segurança e me Censura, ninguém mereci.... me Chamo "Godoy", Rodrigo H.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem-vindo a nossa realidade, caro leitor... Quem tenta registrar algo hoje em dia, relativo a CPTM, volta com essas histórias... Comigo não é diferente, nem na época que eu era funcionário, pude fazer fotografias com 'tranquilidade'

      Excluir
  3. Bom dia Diego. Permita-nos apenas um comentário sincero: o Brasil tem uma história ferroviária gloriosa, tornada decadente nas últimas décadas. Essa besteira de restringir ou constranger pessoas que desejam fotografar trens e estações da CPTM apenas demonstra o grau de insegurança dos gestores da empresa diante de seus próprios resultados, isto é, da falta deles. Hoje, porém, quando qualquer celular fotografa e até mesmo filma, não têm, mais, como esconder sujeira sob o tapete.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SINFERP, excelente definição... acho uma bobagem querer restringir quem admira a empresa, quem gosta do trem como veículo, de registrar em fotografia.

      Excluir
  4. Bela matéria Diego. Ai vou eu falar estava em minha primeira viagem na linha 7 Rubi. Fotografei em Jundiaí e logo apos chegando em Francisco Morato tinha um 1400 parado atras da plataforma provisória na plataforma original pedi se podia fotografar disseram que não. Voltei todo emburrado
    então estava embarcando num 1700 de volta a Luz e o segurança me chamou e fui até lá para fotografar esse belíssimo 1400. Então acho que esses seguranças que proíbem tem frescura e querem se mostrar. Mais enquanto tem alguns chatos outros são legais que até te apoiam.
    Ok após isso uma pergunta você está bem pois a um tempão que você não entra no seu MSN nem do CPTM Em Foco?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não ando muito inspirado para escrever/discutir no blog, por isso me ausentei alguns dias.

      Excluir
  5. é verdade, um dia fui barrado pelos seguranças da CPTM porque eu estava fotografanto trem na 7 rubí, e na linha 9 esmeralda

    ResponderExcluir
  6. Mano, na boa, se fosse eu, discutiria com o segurança que tentasse me barrar. Ainda mostraria pra ele uma cópia desse trecho da constituição e o mandaria ler as normas da cptm que não apresenta nenhum parágrafo ou tópico proibindo as fotos.

    ResponderExcluir
  7. Amigo Diego Silva

    Eu costumo levar o regulamento dentro de uma pasta para mostrar aos seguranças. Agora, o jeito é nos unirmos e irmos falar com o pessoal que cuida das terceirizadas.


    Abs
    Marcos Galesi

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores