segunda-feira, 25 de junho de 2012

Cada viagem é uma história

Salão de passageiros, palco de muitas histórias e situações engraçadas

Por Diego Silva

Caros leitores, vocês que utilizam o trem diariamente já se depararam com algumas situações curiosas, tenho certeza... Todos os dias temos uma historinha para contar do trem, seja por uma briga, bêbados dando um show (às vezes de horror) nos salões, lotação, bagunça... Nessa postagem, além de voltar a escrever para vocês algo diferente, contarei algumas situações muito curiosas que aconteceram em algumas das milhares de viagens que já tenho nessa malha ferroviária.

Telespectador Internacional
Em uma viagem à noite, retornando da estação Brás, esse que vos fala estava com o uniforme do Centro de Formação Profissional 'Engº James C. Stewart' - Senai CPTM. Ao embarcar no trem, tomei meu lugar, uma vez que não havia lotação. Um homem sentou no assento da frente e observou o nome da instituição de ensino, logo me perguntou se haveria alguma influência inglesa na escola ou algo do gênero. Expliquei resumidamente quem foi James Cleghorn Stewart, a participação inglesa na ferrovia e etc.
A conversa tomou um rumo meio 'televisístico', onde o rapaz começou a comentar sobre os programas de tv que assistia, em tv a cabo (jornais internacionais, programas de ferrovia, talk show...). Disse que já esteve em outros países e uma história enorme (do Brás até Ribeirão Pires, foi uma senhora história). Às vezes, o blogueiro que vos fala é escolhido para Cristo e vem ouvindo histórias compridas, que dão até sono...

UFC - Ultimato Ferrovia Combate
Em fevereiro de 2010, na composição 1120, retornando de Francisco Morato... Dois homossexuais embarcam e ficam próximos a primeira porta do trem. Conversa vai, conversa vem... trem cheio... Os distintos começam a trocar carícias. Os usuários observavam com reprovação, mas não comentavam nada. Na estação Lapa, embarcam outros dois gays, fazendo aquela bagunça. Algo aconteceu, que os gays começaram a discutir dentro do trem, com o povo todo observando e achando graça. Quando o trem saiu de Palmeiras-Barra Funda, criou-se uma confusão dentro do trem! Um voou nos cabelos do outro, e virou aquela mão de tapa... Os usuários próximos se afastaram e observavam como um verdadeiro combate do UFC... Alguns riam a ponto de faltar o ar, enquanto os distintos se estapeavam no trem. Foi a primeira vez que vi o trem virar um ringue... (risos)

Bêbado no Natal
O blogueiro passa por cada situação nesses trens, que vocês nem imaginam... quem pensa que é só viajar, tirar as fotos e digitar as matérias para vocês está muito enganado. Na noite de Natal em 2010, em mais uma viagem de volta para casa, um bêbado embarca em Santo André. Meio perdido, não sabe nem onde está e se aproxima de alguns usuários (entre esses, eu estava junto). E começa a falar... Mas o que foi mais curioso foi o seguinte: o cidadão olha para os usuários e pergunta se poderia encher o saco deles. Diante da negativa, ele solta essa: ''irei encher assim mesmo''. Contou histórias sem qualquer nexo, falou da filha de 16 anos, que tinha vergonha dele por ele ser viciado em álcool e etc. Em plena noite de Natal, o cidadão chegaria em casa sem qualquer condição... Nessas horas eu repenso, caros leitores, como as pessoas valorizam pouco a vida. Tudo bem, a noite é meio 'comercial', mas que sentido faz as pessoas se jogarem em um vício, deixando a família... Em Ribeirão Pires, o cidadão desembarcou, para comemoração dos usuários que ainda seguiriam até Rio Grande da Serra...

São três histórias de milhares... toda viagem tem alguma coisinha para contarmos, pois nenhuma viagem é igual a outra... Logo mais, novas histórias de viagens para vocês.

2 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkkkk ri demais da história do UFC; quando li imaginei estar naquele trem presenciando tudo aquilo. É engraçado demais. Já a história do bêbado vivi algo parecido. Certa noite embarquei num 1700 sentido Francisco Morato que saía da Barra Funda. Naquele trem tinha metade de um banco vago e era bem onde um bêbado estava deitadão tomando um cochilo. O espaço do banco dava para umas 4,5 pessoas sentarem. Eu, inconformado, acordei o cara e pedi que ele se sentasse no outro lado do banco para que Eu e mais dois passageiros pudessemos sentar. O bêbado foi para o outro lado do banco voltou a cochilar com a cabeça quase encostando no colo, com o balançar do trem em alta velocidade, o corpo 'molenga' do cara ora balançava dum lado ora para outro, parecia um boneco de pano. Uma mulher que sentou próximo dele com repulsa empurrou o bêbado para o outro lado e nessas balançadas ele retomou a pouca consciência e encontrou um apoio no encosto de metal. Foi muito gosado.

    ResponderExcluir
  2. Uma vez lah na Prefeito Celso Daniel, um serie 2100 naum lembro que carro que era estava estacionado na plataforma fexando as portas já derrepente uma senhorinha veio correndo enquanto a porta estava fexando quase deu um mortal pra entrar no trem, Resultado a Sra conseguiu quebrar a porta do Trem ficou la sentada no chão morrendo de rir, e claro deixou todo mundo assustado mas acabou todo mundo rindo ai blza, o trem não conseguia sair pq a porta naum fexava, Resultado Toca todo mundo descer pra pegar a composição que vinha atras, jah dentro do outro trem a Senhorinha vira pra mim e fala Eitaa meu filho era melhor eu ter esperado esse trem ne??¬¬' kkkkk manoo eh muitas historias engraçadas

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores