sexta-feira, 1 de junho de 2012

'Cemitérios' de trens em áreas da CPTM têm até vagões sem dono


Fonte e imagens: Folha de São Paulo

Áreas da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) usadas há pelo menos dez anos como cemitérios de trens velhos em São Paulo têm até vagões sem dono. 

A estatal diz que não guarda trens fora de uso --faz leilões-- e que as carcaças são de responsabilidade federal.

Das 85 carcaças em áreas da CPTM, 44 estão em Presidente Altino, Osasco (Grande São Paulo), 35 na Lapa, zona oeste, e seis na estação Luz, no centro.

Segundo a CPTM, os vagões são do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte) e ocupam espaço que poderia acomodar novos trens.


Em nota, o Dnit afirmou que fez inspeção em Osasco e constatou que nem todos os vagões são seus. "Assim que o levantamento for concluído, o Dnit providenciará a remoção dos vagões de sua responsabilidade". Segundo o órgão, as carcaças serão transportadas em caminhões.

O sindicato dos trabalhadores das linhas 8-diamante e 9-esmeralda da CPTM diz que as peças antigas são reutilizadas em trens mais novos e que há até um trem de 2009 no meio do ferro-velho.

"Funcionários das oficinas arrancam peças e colocam nos trens que continuam rodando", disse Rogério Centofanti, consultor do sindicato.


Segundo a CPTM, o trem de 2009 que está na Lapa, passa por avaliação técnica. 

Para o professor da Universidade Federal de São Carlos Archimedes Azevedo Raia Júnior, doutor em engenharia de transportes, o canibalismo --utilização de peças usadas-- nas ferrovias é comum.

 "Pode ser utilizado pela necessidade de reposição rápida de uma peça. Mas, em geral, isso aponta falta de planejamento para a reposição das peças", afirma. 


10 comentários:

  1. Diego , este serie 7000 apredentado acima (7005) já foi reformado ??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leandro, o trem 7005/7008 não está sendo reformado. Ao contrário: está sendo canibalizado, fornecendo peças para os trens 7001 e 7025, que também estão acidentados.

      Excluir
  2. Diego,queria sabe onde foi parar os tue 5000 padrão Metropolitano? Porque nunca mais vi ele rodando pela linha 8.
    E se é verdade que eles vão para a Supervia mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Patrício, segundo me consta, os 5000 modenizados estão inativos no pátio de Presidente Altino. Chegou até aqui que a Supervia poderia arrematar esses trens, mas ainda é um assunto morno.

      Excluir
  3. Além desse 7000 parado poderia ir pro concerto ou desmontar ele e fazer uma reciclagem desse trem, os 3 Toshibas parados poderiam migrar pra Salvador ao invés de ficar parado enferrujando e tomando espaço se é que ainda funcionam por estarem a pouco mais de 2 anos parados poderiam ser de bom proveito pra CTS.

    ResponderExcluir
  4. Diego eu tenho uma pergunta: Porque os 5000 modernizados não circulam mais? nos últimos meses, eu só vejo os 5000 antigos circulando...

    ResponderExcluir
  5. E se a CPTM modernizasse os 5000 como o metrô faz com seus trens...?
    Utopia, apenas uma imaginação...

    ResponderExcluir


  6. quem com corda comigo
    eu acho que eles deviao reformar esses trem antigos e isso e bom

    ResponderExcluir
  7. Boa Tarde!! Aonde fica esse Cemitério de trens???

    ResponderExcluir
  8. Ola, teria com informar valores nesses vagões antigos

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores