segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Incêndio destrói o que restou da 'Favela do Moinho' em SP e afeta circulação das linhas 7-Rubi e 8-Diamante

Em Janeiro, prédio sofreu incêndio e foi demolido: cena se repetiu agora
Fonte: G1

Um incêndio atingia a favela do Moinho, embaixo do Viaduto Engenheiro Orlando Murgel, na região de Campos Elíseos, no Centro de São Paulo, na manhã desta segunda-feira (17). O fogo, que começou pouco depois das 7h, se espalhou com rapidez. A fumaça era bastante intensa e o tráfego dos veículos foi interrompido no viaduto nos dois sentidos, por volta das 7h30, pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

Os barracos embaixo do viaduto foram destruídos rapidamente, mas até por volta das 7h50 não havia informação de vítimas. Dezoito equipes do Corpo de Bombeiros faziam o combate às chamas em vários pontos da favela. Eles receberam a ajuda de moradores, que tentavam jogar água com mangueiras domésticas e retirar pertences de suas casas. A comunidade foi atingida por um grave incêndio no final do ano passado.

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) interrompeu a circulação de composições da região da favela do Moinho, por onde passam as linhas 7-Rubi e 8-Diamante. Os passageiros de um trem precisaram descer e seguir a pé por volta das 7h30. O vento e o tempo seco contribuem para a expansão das chamas. A cidade de São Paulo completa nesta segunda-feira, 61 dias sem chuvas significativas, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

O incêndio de 22 de dezembro de 2011 abalou as estruturas do Edifício Moinho, que precisou ser implodido pela Prefeitura - a circulação dos trens da CPTM chegou a ficar interrompida por semanas no local.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores