terça-feira, 4 de setembro de 2012

Secretário diz que CPTM não suportará mais transporte de carga em 2015


Fonte: América Econômica

O secretário dos Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo Jurandir Fernandes alertou para o esgotamento da capacidade das linhas de trens da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) na utilização para o transporte de carga.

“A partir de 2015 a CPTM não vai conseguir mais suportar o transporte de cargas”, afirmou o secretário durante um evento promovido pela FENADVB (Federação Nacional das Associações dos Dirigentes de Marketing e Vendas do Brasil), nesta quinta (30).

A infraestrutura de trilhos utilizada diariamente pelos trens que fazem o transporte de passageiros na Região Metropolitana de São Paulo também é utilizada pelos trens de carga que vem do interior do estado rumo ao porto de Santos. Segundo o secretário seriam cerca de 80 passagens diárias pelos trilhos da CPTM. A ampliação da malha metroferroviária e o aumento do número de passageiros seriam os principais motivos para a necessidade de mudança.

Segundo o secretário, a principal solução para o problema é a construção do Ferroanel, que deve ser feito junto aos trechos do Rodoanel paulista, evitando que os trens de carga passem por dentro da cidade de São Paulo.

O projeto é um dos priorizados no plano do governo federal que irá investir R$ 133 bilhões em rodovias e ferrovias. O governo do estado estaria trabalhando em parceria para acelerar o processo, de acordo com Fernandes.

EXPANSÃO
O secretário dos Transportes Metropolitanos prometeu a execução de uma série de projetos de expansão da malha de transporte sobre trilhos até 2014. Os principais destacados por ele são a abertura de mais cinco estações da Linha Amarela do Metrô, o início das atividades do monotrilho que expandira a Linha Verde até Cidade Tiradentes, e a construção da linha de trem que ligará o Aeroporto de Guarulhos até a Estação Brás.

Ele ainda comentou sobre a complexidade na constituição do edital da Linha Laranja do Metrô, que irá de Vila Brasilândia até a estação São Joaquim na primeira etapa. “É uma PPP (Parceria Público Privada) global, todos os aspectos da construção e funcionamento da linha serão feitos pela iniciativa privada”.

SEM CAOS
Jurandir Fernandes negou que haja “caos” na governança metropolitana de transportes. “Nos já temos um patamar desenvolvido, não estamos no zero”.

Ele ainda afirmou que a expansão do metrô não irá resolver a questão do trânsito na região. A proposta do governo é descentralizar as atividades, diminuindo a importância da região central de São Paulo. “É preciso dar a necessidade do não deslocamento, criar vários epicentros de atividades”.

Fernandes também defendeu a construção de mais 90 quilômetros de corredores de ônibus e a diminuição do “preconceito” com os caminhões. “Hostilizar o caminhão é um equívoco. O caminhão é o transporte coletivo da mercadoria”.

Um comentário:

  1. antes todo o leito da spr tinha uma alternativa por fora da estação e linhas segregadas para carga ... o que aconteceu em sua maioria ? arrancaram os trilhos e sucatearam sem pensar no futuro ... agora segura a bronca ... a coisa que mais me alegra numa plataforma é ver uma cargueira passando ... todo mundo para para olhar ...e outra ...aquele cheirinho de diesel é uma terapia rs ... como fica a mrs no caso que seus patios de carga de bobinas de metais ficam na agua branca ? como fica ela tb que tem patio ali na henry ford ... nao vai poder usar o que ela mesmo construiu ali ? que construam os antigos desvios removidos em prol do "desenvolvimento" pq só a mrs que ocupa grande parte da malha ferroviaria paulista ... visando que raramente uma all chega em pres altino ... e mais vagamente ainda passa de presidente altino e entra naquela fabrica da lapa ... e mais raro que achar embriao em ovo de supermercado é ela ir ate agua branca onde so acontece 1 vez por mes ... e quando ela usava no começo da epoca o ramal de jurubatuba pelo visto nunca mais vai usar visando que a cptm arrancou os 3 trilhos só os mantendo em 1 via e ainda a antt obriga a all recuperar esse trecho sendo que a cptm nao quer nem ver sombra de all naquele ramal

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores