sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Trem ligará Centro da capital a Cumbica


Fonte: Diário de SP

O paulistano não vai mais precisar pegar a Marginal Tietê para chegar ao Aeroporto Internacional André Franco Montoro, em Cumbica, Guarulhos, a partir de 2014. E ainda gastará apenas R$ 3 para percorrer o trajeto da Linha 13-Jade da CPTM, que sairá da Estação Engenheiro Goulart, da Linha 12- Safira, passará por Guarulhos e chegará até o aeroporto.

Através da Linha-12, os passageiros poderão sair da Estação Brás, na região central, fazer baldeação e chegar na Engenheiro Goulart em 18 minutos. De lá, serão mais 17 minutos até chegar até o aeroporto, ou seja, será possível chegar do Centro de São Paulo até Cumbica em 35 minutos.

Esta foi a promessa anunciada ontem pelo governador  Geraldo Alckmin no lançamento do edital de pré-qualificação para contratar a empresa que executará as obras. O investimento será de R$ 1,2 bilhão, somando as obras e os oito trens que atenderão a linha. A expectativa é atender 120 mil passageiros por dia.

Duas estações serão construídas: Cecap e Aeroporto Internacional de Guarulhos. Ao todo, a Linha 13-Jade terá 11 quilômetros de extensão. A estação do Aeroporto de Cumbica será construída no Terminal 4, de embarque e desembarque.

3 comentários:

  1. ATÉ QUE ENFIM TEREMOS UMA LIGAÇÃO FERROVIÁRIA QUE LIGUE O CENTRO DE SÃO PAULO AO MAIOR AEROPORTO DA AMÉRICA LATINA,ISSO SERÁ EXCELENTE TÁ MAIS DO QUE NA HORA DESSA LINHA 13 JADE SAIR DOS PAPÉIS.

    ResponderExcluir
  2. o passageiro que vai ou sai do aeroporto com malas não vai querer ficar fazendo baldeação em 2 estações (ou mais) e lotadas para chegar a seu destino. Tem de ter um trem direto do centro de SP para o Aeroporto, já que vão fazer que façam bem feito, com um trem expresso, de qualidade e podem até cobrar mais que os R$ 3 !!!

    ResponderExcluir
  3. Já estamos em 2016, e novamente é adiado o início da expansão da linha 2-Verde do metrô até Guarulhos, e a Linha 2-Verde do metrô não deve ter sua extensão concluída até 2020 se os atrasos persistirem.
    O governo Geraldo Alckmin adiou por um ano o início da expansão da linha 2-Verde do Metrô, de Vila Prudente, na zona Leste de São Paulo, até Guarulhos, na região metropolitana.
    O motivo alegado é a falta de verbas. A gestão culpa o Governo Federal por atrasos nos repasses da União. Parte do financiamento da expansão da linha 2-Verde deve vir do BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social.
    O início das obras tem tido atraso desde setembro de 2014 e a promessa inicial era de conclusão em 2020. Foram assinados contratos de obras com oito consórcios, cada um responsável por um trecho de intervenção.
    O governo do estado já tem as licenças ambientais para o prolongamento da linha. Seriam 12,5 km com 12 novas estações, uma nova conexão com a estação Vila Prudente – hoje um dos extremos da linha, e a construção de um pátio de manobras de manutenção para os trens que a linha receberia.
    De qualquer forma esta é uma opção melhor do que utilizar as linhas congestionadas da CPTM ou os imprevisíveis Monotrilhos.

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores