segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Expresso ABC deverá ter ligação até Santos

CAF Civity - Modelo sugestivo para utilização em trens regionais
Fonte: Diário do Grande ABC

A iniciativa privada irá desenvolver estudos para a construção de quatro linhas ferroviárias que interligarão as regiões metropolitanas de São Paulo, Campinas e Baixada Santista, além das aglomerações urbanas de Sorocaba e São José dos Campos. O projeto inclui o Expresso ABC no trajeto da Capital até Santos. Ao todo, serão 431 quilômetros de trilhos.

A Secretaria de Transportes Metropolitanos publicou ontem no Diário Oficial do Estado chamamento público para que as empresas interessadas em realizar os estudos se manifestem em até 15 dias. Antes da convocação, a Estação da Luz Participações e o banco BTG Pactual já haviam feito propostas ao governo.

Os participantes terão até julho para concluir os levantamentos técnicos, que deverão conter informações como investimento previsto para a obra, tarifa, demanda estimada e impactos ao meio ambiente. Também precisam ser apresentados aspectos técnicos de traçado, tecnologia utilizada e desapropriações necessárias. Finalizado o prazo, os estudos serão analisados pelo CGPPP (Conselho Gestor de Parcerias Público-Privadas), que escolherá o modelo adequado em até quatro meses.

Todas as linhas terão a região central da Capital como ponto inicial. Ainda não foi definido se a estação será uma das já existentes ou se será necessária a construção de outro terminal. No Grande ABC, a linha passará por São Caetano, Santo André e Mauá. Ao todo, 11 cidades serão atendidas pelos quatro traçados propostos. As regiões selecionadas detêm 53% da frota estadual de veículos e 63% da população do Estado.

A estimativa é de que as obras no trecho do Grande ABC - com 25,4 quilômetros - comecem já no ano que vem. A previsão de entrega é para 2016 - quando deverá ser iniciada a construção do segmento de 50 quilômetros até Santos. Conforme o cronograma, os passageiros do Litoral poderão utilizar a linha a partir de 2019. Toda a rede será concluída em 2020.

O segmento dos trilhos na região tem demanda inicial estimada de 330 mil passageiros ao dia - a maior entre os quatro itinerários. O Estado prevê crescimento anual de 2% no número de usuários transportados.

Para especialista, traçado deve superar dificuldades na serra
O engenheiro civil especializado em Transportes Creso Peixoto, professor da FEI (Fundação Educacional Inaciana), alerta que o traçado da ferrovia de passageiros do Grande ABC até Santos precisa superar as dificuldades enfrentadas na Serra do Mar. "Além de encontrar meios para reduzir o desmatamento, é necessário solucionar o gargalo encontrado em Paranapiacaba. Durante a época de safra, a via de carga registra grandes picos. É complexo misturar isso."

O deputado estadual Orlando Morando (PSDB), integrante da comissão de Transportes e Comunicação da Assembleia Legislativa, elogia a proposta do governo. "Esses trens irão desafogar as rodovias, em especial as do Sistema Anchieta-Imigrantes, que já estão saturadas", comentou.

4 comentários:

  1. DIEGO, VOU TE PERGUNTAR UMA COISA, VOCE ACREDITA QUE REALMENTE ESSE PROJETO DE TRENS REGIONAIS VAI REALMENTE SAIR DO PAPEL, VOCE ACREDITA QUE HÁ CHANCES GRANDES DE ISSO ACONTECER, FICO NO AGUARDO DE UMA RESPOSTA, OBRIGADO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Márcio, a urgência da construção de sistemas e trens intercidades já não vem de hoje. A iniciativa privada observa com olhos grandes a possibilidade de ganhar as licitações e construir esses novos trechos. Eu não posso dizer que irão sair do papel, pois está com cara de jogada política para a reeleição do governador. Ao mesmo tempo, acredito que saia, pela necessidade de se expandir os trens. Todos sabemos que as estradas estão cada vez mais congestionadas e perigosas.

      Excluir
    2. DIEGO, O TRANSPORTE DE PASSAGEIROS POR TRILHOS TEM QUE CRESCER MUITO MAIS DO QUE O PROJETADO NO BRASIL OU SEJA O QUE TEM QUE PREDOMINAR É O TRANSPORTE DE PASSAGEIROS POR TRILHOS, POR FERROVIAS E A MELHOR MANEIRA DE FAZER ISSO É MELHORAR DRASTICAMENTE AS NOSSAS FERROVIAS ENFIM NOS LEITOS DE TODA A FERROVIA QUE CRUZA O PAÍS INTEIRO TERIA QUE SER RECUPERADO TODO ESSES LEITOS DE VIAS E COLOCAR EM TODA ESSA MALHA TRENS REGIONAIS IDENTICOS A ESSES QUE ESTÃO NO PROJETO E TAMBÉM TRENS DE ALTA VELOCIDADE COMO O TGV FRANCES O AVE ESPANHOL E ONDE NÃO HOUVER POSSIBILIDADE DE COLOCAR UM TREM DE ALTA VELOCIDADE IMPLANTAR LINHAS DE SUBÚRBIO IDENTICAS AS DA CPTM SE EU FOSSE GOVERNO O MEU PRIMEIRO PAI NOSSO SERIA VIAJAR PARA A EUROPA, CHINA E JAPÃO PORQUE EU IRIA TRAZER TODAS AS EMPRESAS FERROVIÁRIAS DESSE PAÍS PARAO BRASIL E INSTALAR A SEDE DELAS NO PAÍS PARA ELAS FAZEREM TUDO ISSO QUE CITEI ACIMA E AINDA EU DARIA TOTAL INCENTIVO FISCAL A ELAS ISENTANDO ELAS DE IMPOSTOS E QUALQUER ONERAÇÃO ASSIM COMO QUAISQUER MATERIAL FERROVIÁRIO PARA ASSIM ELAS TEREM A FACA E O QUEIJO NA MÃO PARA ASSIM RECUPERAREM E REATIVAR TODA A MALHA FERROVIÁRIA DE TODO O PAÍS E IMPLANTAR TRANSPORTE DE PASSAGEIROS EM TODA A EXTENSÃO DELA.

      Excluir
  2. olha ... nao sei se todos repararam nisso ... mais sempre estudo pra daqui a um caralhama de meses... sempre... empurram com a barriga sempre os estudos ...gastam dinheiro publico com esses estudos ... inventam uma pá de traquitanas com esses estudos ... ppp...vlt...trem rapido... traçado novo... etc... mais sempre passam-se os anos e nada ...

    repito ... é tao dificil assim descer pro litoral sendo que até a raiz da serrra é eletrificada ???? é tao dificil tirar do exilio as 4 locomotivas da extinta fepasa ( v8 e ee) que estão lá ...e PARARAM FUNCIONANDO sendo um dos unicos trens a vencer a inclinação sem precisar usar a funicular ou a cremalheira ? é tao difil alocar uma pequena frota diesel e os milhares de vagoes fepasa que estao jogados por ai para funcionar trem de longa distancia de sp para outros lugares onde ja existe trilho e estações ? ... pra que novo traçado se tudo está ai ? pra que novas estações se as antigas estao apodrecendo sem destino ? ... nao ia atrapalhar nem cptm nem transporte de cargas ja que o intervalo para trens desse tipo seriam muito maiores ... como sempre foram os de longa distância ... alias nao tem nem como atrapalhar ja que o sistema de trilhos hoje em dia é todo automatizado por computador podendo recolocar uma composição no trilho que ela precisa estar em questao de segundos para outros trens passarem por ela ... é tao simples mais a midia e o governo fazem parecer dificil ... e outra ...as concessionarias nao podem nem chiar se o governo mandar fazer isso porque no contrato exige horario de passageiros que elas violam transportando só carga ... mais os pedagios e o que as concessionarias pagam parecem valer mais que uma populaçao querendo de volta o trem...

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores