quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Governo libera área do Expresso ABC à CPTM


Fonte: Diário do Grande ABC

O governo federal irá ceder as áreas da União à CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) para implementação do Expresso ABC até 2015. "O prazo corre contra a gente. Temos dois anos para liberar. Esse é nosso compromisso com São Paulo", disse o diretor-presidente da EPL (Empresa de Planejamento e Logística), Bernardo Figueiredo, indicado pelo ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, para tratar do assunto. Ambos participaram de evento na vila histórica de Paranapiacaba, ontem.

A declaração pode frustrar os planos da companhia estatal, que previa iniciar a construção da linha, que ligará Mauá à Capital em cerca de 24 minutos - hoje o itinerário é feito em uma hora -, em 2014. O que emperra a realização do projeto é a existência de áreas da União dentro do trajeto previsto. Estes espaços são utilizados para transporte ferroviário de carga e devem ser liberados para o Estado transportar passageiros.

A CPTM informou que, juntamente com a Secretaria dos Transportes Metropolitanos, mantém entendimento com a Secretaria do Patrimônio da União e a ANTT (Associação Nacional dos Transportes Terrestres) para equacionar as áreas da faixa de domínio ferroviário para implementação do Expresso ABC.
Hoje, às 15h, o secretário estadual de Logística e Transportes de São Paulo, Saulo de Castro Abreu Filho, irá se reunir com o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos. O tema principal do encontro será o Ferroanel, mas também será discutida a liberação de trilhos federais utilizados no carregamento de carga para o transporte de passageiros. O general Jorge Fraxe, diretor-geral do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), também participará da reunião.

"As questões do Ferroanel Norte e Sul, além do trem regional São Paulo-Santos, estamos discutindo juntos. O nosso trabalho está sendo feito estreitamente com o governo estadual", disse Figueiredo, que também estará presente no encontro.

De acordo com a CPTM, em novembro, foi apresentada uma MIP (Manifestação de Interesse da Iniciativa Privada) ao governo estadual, por duas empresas, para construção de uma rede integrada de linhas de trens de 416 quilômetros. Esta proposta articula o Expresso ABC com o trem regional para Santos, que terá o projeto funcional concluído ainda neste semestre. No entanto, a estatal já garantiu que o Expresso ABC sai do papel mesmo se o MIP não avançar.

2 comentários:

  1. ISSO É EXCELENTE, POIS O ABC PRECISA DE UMA LIGAÇÃO MAIA RÁPIDA COM O CENTRO DE SÃO PAULO ,EU ACHARIA INTERESSANTE A CONSTRUÇÃO DE UM TÚNEL SUBTERRANEO QUE TERIA INÍCIO NAS PROXIMIDADES DA ESTAÇÃO MOOCA E TERIA 4 VIAS DE ROLAMENTO DUAS DELAS SERVIRIAM PARA O EXPRESSO ABC E AS DUAS OUTRAS PARA A LINHA 10 COM ISSO O EXPRESSO ABC IRIA ATENDER AS ESTAÇÕES BRÁS LUZ PALMEIRAS BARRA FUNDA E ÁGUA BRANCA E A LINHA 10 IRIA ATENDER AS ESTAÇÕES MOOCA QUE SERIA DEMOLIDA A ATUAL E FEITA UMA NOVA SUBTERRANEA ALÉM DAS ESTAÇÕES BRÁS LUZ ,PALMEIRAS BARRA FUNDA E TERMINARIA TAMBÉM NA ESTAÇÃO ÁGUA BRANCAE A LINHA 7 RUBI SERIA ESTENDIDA ATÉ A ESTAÇÃO BRÁS E A LINHA 10 SERIA ESTENDIDA TAMBÉM ATÉ PARANAPIACABA PROJETO QUE IRIA REFORMAR E REVITALIZAR A ESTAÇÃO CAMPO GRANDE A REABRÍ-LA AOS PASSAGEIROS,CONSTRUIR UMA ESTAÇÃO NAS PROXIMIDADES DE UM BAIRRO DE RIO GRANDE DA SERRA QUE MARGEIA AS VIA FÉRREAS DO TRECHO E POR FIM ESTENDER A LINHA ATÉ A ESTAÇÃO DE PARANAPIACABA SENDO A LINHA 10 DENOMINADA ÁGUA BRANCA PARANAPIACABA.

    ResponderExcluir
  2. Quer melhorar o transporte público?
    Descentralize as empresas.
    Em outras palavras, incentive a criação de empresas (e infraestrutura) em locais distante do centro.
    Mas para isso precisa de muuuuuita vontade política.

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores